Operação Luz da Infância 2 combate pornografia infantil em estados da Amazônia

Deflagrada pelo Ministério Extraordinário da Segurança Pública (MESP) na manhã desta quinta-feira (17), a Operação Luz na Infância 2 cumpre 578 mandatos de busca e apreensão de arquivos com conteúdos relacionados a crimes de exploração sexual contra crianças e adolescentes. Cerca de 2,6 mil policiais civis trabalham na operação.

A ação que começou nas primeiras horas do dia, já registra suspeitos presos em flagrante, segundo nota do ministério. Os suspeitos foram identificados por meio de coleta de materiais na internet, que segundo os investigados, o material representa “indícios suficientes de autoria e materialidade delitiva”. 

Foto: Divulgação/Policia Civil Rondônia

No Amazonas estão sendo cumpridos oito mandados de busca e apreensão em zonas distintas da cidade.

No Pará, são ao todo 17 mandados de busca e apreensão.

No Maranhão, segundo primeiro balanço divulgado a pouco, duas pessoas foram presas, uma em São Luís e outra em Imperatriz.

No Mato Grosso estão sendo cumpridos 10 ordens judiciais e cinco municípios, entre eles, a capital Cuiabá.

Em Rondônia são seis os mandados de busca e apreensão que estão sendo cumpridos nesta quinta-feira(17).

No Tocantins, os policiais cumprem um mandado de busca e apreensão, na capital Palmas. 

No Amapá ainda não há confirmação do número de mandados, mas segundo informações divulgadas pela polícia civil, os policias estão cumprindo as ordens judiciais.

A operação está sendo deflagrada em parceria com as Polícias Civis do Distrito Federal e de 24 estados.

Foto: Divulgação/Policia Civil Rondônia

Relembre

Em 2017, quando foi realizada a primeira fase da Operação Luz na Infância, com foco para o compartilhamento de fotos na internet, busca e apreensão de arquivos digitais, entre o material apreendido, um vídeo com bebê sendo molestado. Na época, foram 112 presos na operação.

Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Mais acessadas:

Nova espécie de peixe única no mundo é descoberta na Amazônia peruana

O IIAP, em coordenação com as autoridades peruanas, implementa medidas de controle para garantir sua conservação efetiva.

Leia também

Publicidade