Educação no trânsito é tema do Audiência Pública

Foto: Altemar Alcantara/Semcom

Apesar de todo um sistema para a obtenção da habilitação, como exames médicos e cursos, a educação no trânsito ainda é complicada. A pressa é a desculpa mais usada por motoristas que infringem as leis. O relatório de 2015 da Organização Mundial de Saúde aponta que mais de 1 milhão de pessoas morrem no trânsito anualmente no mundo. O Audiência Pública discute o tema nesta segunda-feira (4).

Segundo o educador de trânsito na Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans), Francisco Rodrigues, falta conscientização dos perigos da condução. “Talvez a primeira coisa importante que podemos falar é que o trânsito é um espaço de convívio social. Não é um espaço meu. É preciso que a a gente se entenda. Condutores, ciclistas, pedestres, é preciso que todos conheçam um pouco da legislação”, afirma.

Para participar do Audiência Pública: (92) 98115-8557 (Whatsapp) ou luana.borba@cbnamazonia.com.br.

Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Mais acessadas:

Pará abre consulta pública sobre concessão florestal na Unidade de Recuperação Triunfo do Xingu

A Semas e o Ideflor-Bio incentivam a participação ativa da sociedade, reforçando a importância da consulta pública para um processo democrático e inclusivo.

Leia também

Publicidade