Manaus 30º • Nublado
Segunda, 24 Janeiro 2022

Mel de abelha: saiba 8 propriedades do alimento!


As abelhas são insetos voadores bastante conhecidos pelo seu papel de polinização das flores e produção de mel. Além do mel, que é utilizado muitas vezes como adoçante natural com o intuito de substituir o açúcar na alimentação, esses insetos produzem ceras, que são utilizadas para produção de velas.  Além das ceras, também tem a produção de geleia, própolis e até mesmo o seu veneno são amplamente aproveitados como alimentos naturais ou para fins medicinais devido a suas propriedades preventivas e curativas.

A apicultura (criação de abelhas) na Amazônia é um setor que se desenvolve constantemente e o seu crescimento pode estar relacionado ao seu uso medicinal. O representante do apiário Recanto das Abelhas, Paulo Lopes afirma que atua com a produção aproximada de 5 mil colmeias na região. Cada colmeia tem entre 30 e 60 mil indivíduos.

Porém, nem todos os períodos são propícios para a apicultura. Paulo conta que a produção diminui no inverno, "Quando chega no inverno, a produção cai porque as abelhas não tem como se alimentar e passam a comer o próprio mel.", relata.

Apesar disso, o mel da abelha é consumido durante todo o ano. O representante do apiário alega que as propriedades medicinais, como anti-inflamatórias fazem com que muitos busquem essa alternativa natural.

Conheça 8 propriedades do mel que ajudam positivamente no organismo:

 1. Antioxidante

Foto: Divulgação

O mel tem diversos antioxidantes, incluindo compostos fenólicos, como os flavonoides. Os antioxidantes ajudam a proteger o corpo dos danos celulares causados pelos radicais livres, que contribuem com o processo de envelhecimento e o surgimento de doenças crônicas, como câncer e problemas cardíacos

 2. Pressão arterial

Devido a presença de antixoxidantes citada anteriormente, o mel mantém o equilíbrio da quantidade de água nas células e isso, compensa o excesso de sódio no organismo, com isso, o mel atua reduzindo a pressão sanguínea no organismo.

3. Colesterol 

O colesterol se caracteriza pelo excesso de gordura no sangue. Foto: Reprodução.

A ingestão do mel contribui para a redução do colesterol considerado "ruim" (LDL) e o aumento do colesterol "bom" (HDL). Isso porque o colesterol "bom" transporta a gordura para o fígado onde a mesma é metabolizada e são eliminadas do organismo.

 4. Saúde gastrointestinal

Por ser um probiótico (bactérias benédicas que facilitam a digestão e absorção de nutrientes), o mel ajuda na digestão do organismo e pode ser usado  para tratar de problemas digestivos, como diarreia e é eficaz no tratamento para as bactérias Helicobacter pylori, causadoras de úlceras gástricas. 

 5. Memória e ansiedade

Devido a todas suas propriedades, estudos recentes afirmam que o mel de abelha, utilizado como adoçante natural, pode ser bom para o controle da ansiedade. Além disso, auxilia na memória em mulheres que estão no período de menopausa. 

 6. Hemorroida

 7. Dor na garganta

Além de antixoxidante, o mel de abelha possui propriedades antimicrobianas, anti-inflamatórias, analgésicas e cicatrizantes, que reduzem o sangramento e aliviam a dor e a coceira causadas pelas hemorroidas.  

Uma das propriedades mais conhecidas é o auxílio do mel em dores de garganta e tosse. Isso porque o mel reduz a inflamação e inchaço da garganta e dos pulmões ao produzir mais saliva, sendo eficiente ainda na melhora do sono.

 8. Obesidade

Pessoas que utilizam o mel como adoçante natural, substituindo o açúcar comum, tendem a apresentar menos problemas relacionados a diabetes, pressão arterial, auxiliando na manutenção do peso da pessoa. 

Veja mais notícias sobre Amazônia.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Segunda, 24 Janeiro 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/