Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Segunda, 13 Julho 2020
chatbot-health-tech

De pupunha a ingá-cipó: 10 frutas amazônicas que serão fáceis de encontrar nos próximos meses

De pupunha a ingá-cipó: 10 frutas amazônicas que serão fáceis de encontrar nos próximos meses

O verão chegou e, neste período do ano, algumas das frutas mais conhecidas da Amazônia florescem nesta estação, como a pupunha e o açaí. O Engenheiro Florestal Afonso Rabelo, autor do livro ‘Frutos Nativos da Amazônia comercializados nas feiras de Manaus’, listou para o Portal Amazônia algumas das frutas típicas da região que florescem no segundo semestre deste ano. Confira:

ABIU

Florescem nos meses de agosto, setembro, outubro, novembro, dezembro e janeiro do ano seguinte. O abiueiro é uma árvore lactescente de porte médio, podendo alcançar até 20 metros de altura.

A fruta é uma baga com forma globosa ou elipsoide de extremidade arredondada ou afilada, medindo em média 8cm  de comprimento por 6cm de diâmetro, possui consistência grossa, porém pouco densa, superfície lisa, coloração amarelada ou amarelo-esverdeado-brilhante.

Foto: Divulgação

INGÁ-CIPÓ

Florescem nos meses de julho, agosto, setembro, outubro e novembro. A ingázeira-cipó é uma árvore de grande porte médio, podendo atingir até 20 metros de altura.

São indeiscente em forma de vagem cilíndrica e alongada medindo em média 50cm de comprimento por 4cm de diâmetro, a casca possui superfície de textura rígida e coloração verde-clara quando maduro.

Foto: Divulgação

JATOBÁ 

Encontrado nos meses de julho, agosto, setembro e outubro. O jatobazeiro é caracterizado como uma árvore de grande porte, podendo alcançar até 40 metros de altura.

Os frutos são vagens secas, indeiscente  com forma oblonga, subcilidrica a cilíndrica, medindo 6-12cm de comprimento pôs 3-5cm de diâmetro, a casca é áspera, brilhante, impermeável, textura lenhosa, e coloração castanho-escura.

Foto: Divulgação

PITOMBA

Pode ser encontrado nos meses de outubro, novembro e dezembro. A pitombeira é uma árvore de porte médio, podendo alcançar até 15 metros de altura. 

Os frutos são drupas formadas em cachos, apresentando forma globosa, medindo em média 2cm de comprimento por 2,1cm de diâmetro, a casca é flexível, porém resistente, com superfície de coloração amarelo-queimada e presente de espicula na zona inferior do fruto.

Foto: Divulgação

AÇAÍ DO PARÁ 

Florescem nos meses de agosto, setembro, outubro e novembro. O açaizeiro do pará é uma Palmeira multicaule, constituída por 3 a 20 indivíduos de diferentes tamanhos nas touceiras, contudo, os mais velhos chegam a alcançar 20 metros de altura.

Os frutos apresentam formas globosa, medindo de 1,2-1,5cm de comprimento por 1,1-1,6 de diâmetro, a casca é fina e lisa, com coloração negro-arroxeado , no entanto algumas variedades podem apresentar ocasionalmente, frutos de coloração verde na maturidade.

Foto: Divulgação

PUPUNHA

Pode ser encontrado nos meses de setembro, outubro, novembro e dezembro. A pupunheira é uma palmeira multicaule, com espinhos , embora ocorram variedades com indivíduos  sem espinhos. Em ambos pode alcançar 20 metros de altura.

Apresentam, conforme as variedades, tamanho oscilando de 2,5-7,0 de comprimento a 2-5,6-0 de diâmetro e diferentes formas variando globosas a subglobosas, de ovoides e cilíndricas. A casca possui superfície lisa ou rachada, opaca ou brilhosa, fina ou flexível e, com diversidades de cores. 

Foto: Divulgação

TUCUMà

Floresce o ano todo. O tucumanzeiro é uma palmeira monocaule, com  com até 25 metros de altura. Possui caule ereto e cilíndrico, com 15 a 25cm  de diâmetro, nas plantas mais jovens os caules são cobertos por negros e cicatrizes aneladas sem espinhos. 

Conforme as variedades, apresentam tamanho, oscilando de 3,25,6cm de comprimento a 2,5-5,4 de diâmetro e formas variando entre globosas e ovoides. A casca é frequentemente liso, áspero ou rachado, opaco ou brilhoso, fino e firme, a coloração normalmente é amarelada, amarelo-clara, amarelo-castanha quando maduro.

Foto: Divulgação

JENIPAPO

Pode ser encontrado durante o ano inteiro. O jenipapeiro é uma árvore de porte médio, podendo alcançar até 20 metros de altura, a casca é levemente áspera e com varias manchas esbranquiçadas.

É uma baga de forma subglobosa a ovoide, medindo em média 9cm de comprimento por 7cm de diâmetro e pesando aproximadamente 200 gramas. 

Foto: Divulgação

MURÍCI AMARELO

O muriceiro é caracterizado como um arbusto de até 5 metros de altura, apresentando caule cilíndrico, curto e tortuoso, com densas ramificações e folhagens abundantes, muitas vezes tocando o solo, a casca é espesso e áspera.

São duplas com coloração amarela quando maduro, possui formato globoso ou oblongo, medindo em média 1,5cm de comprimento por 1,7cvm de diâmetro , a casca possui uma superfície finaliza e brilhosa.

Foto: Divulgação

PURUÍ 

Floresce nos meses de agosto, setembro e outubro. O puruizeiro é uma árvore de 5 metros de altura. Apresenta caule curto, fino, duro e com a casca estriada, a copa possui ramagens laterais espalhadas e densas folhagens nas extremidades.

São bagas de forma globosa e subglobosa, medindo em média 6cm de comprimento por 8cm de diâmetro. Quando maduro apresenta uma casca rígida, superfície lisa e coloração castanha-cinzenta.

Foto: Divulgação

*Com colaboração da estagiária Vitória Souza.

Veja mais notícias sobre Amazônia.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 14 Julho 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/

No Internet Connection