Conheça o Parque Amazônico que ocupa 40% da Guiana Francesa

O Parque Amazônico da Guiana é delimitado por dois grandes rios, o Oiapoque (a leste) e o Maroni (a oeste).

Você sabia que o maior parque nacional da França não está na Europa, mas na região amazônica? Isso mesmo. O Parque Amazônico da Guiana, que faz fronteira com a Amazônia brasileira, pelo Amapá, é uma das maiores áreas protegidas do mundo. Criado no dia 28 de fevereiro de 2007, o parque cobre 3,4 milhões de hectares, ou seja, 40% da Guiana Francesa.

Foto: Reprodução/Roche Mamilihpan © Pierre-Olivier Jay

O Parque Amazônico da Guiana é delimitado por dois grandes rios: o Oiapoque (a leste) e o Maroni (a oeste). Ele abriga uma das áreas de maior biodiversidade do planeta, o que faz dela uma terra de descoberta tanto pela sua flora e fauna como pelas suas culturas indígenas.

A floresta do sul da Guiana Francesa abriga espécies emblemáticas da Amazônia, incluindo onças-pintadas, primatas, lontras, antas, jacarés, sucuris, sapos venenosos, besouros gigantes e borboletas morfo com suas cores metálicas. 

No que diz respeito à flora, a natureza corre solta no coração do Parque Amazônico. A floresta é povoada por árvores enormes (mais de 50 metros), cipós vertiginosos e plantas com inflorescências típicas da região.

Foto: Reprodução/Roche Mamilihpan © Pierre Olivier Jay

Para os visitantes apaixonados pela cultura, a estadia no Parque Amazônico permite o encontro com povos locais com fortes identidades culturais, em permanente interação com o habitat natural que os rodeia. Ameríndios Wayana, Wayampi e Teko, mas também os Aluku, povo negro quilombola da região de Maroni, e os crioulos, que vivem há gerações nesta região no cruzamento de influências da América do Sul, Caribe, África, Ásia e Europa.

As regras para entrada no Parque Amazônico da Guiana são bastante rígidas. Os interessados devem entrar em contato com empresas especializadas em ecoturismo da região para desbravar as terras do parque.  

Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Mais acessadas:

Novo santuário de árvores gigantes na Amazônia é revelado no oeste do Pará

No novo santuário, cientistas descobriram pelo menos mais 38 árvores de grande porte, duas delas com mais de 80 metros de altura.

Leia também

Publicidade