Apapá

A maioria das espécies desta família é de origem marinha e estuariana.

Foto: Reprodução/ Flymazon

O Apapá, sardinhão ou dourada (Pellona castelnaeana e Pellona flavipinnis) é encontrado em Bacias amazônicas e Araguai-Tocantins (Pellona castelnaeana e Pellona flavipinnis) e Bacia do Prata/Pantanal (Pellona flavipinnis).

Esse peixe se divide em duas espécies: apapá-amarelo e apapá-Branco.

A maioria das espécies desta família é de origem marinha e estuariana. As espécies de água doce são peixes pelágicos (superfície e meia água), correndo em rios, lagos, e matas inundadas.

Pequenos cardumes de apapá também correm em corredeiras. Ambas as espécies são encontradas juntas, sendo que o Apapá-amarelo é mais comum.

Eles se alimentam-se de pequenos peixes na superfície da água, durante o anoitecer.

O apapá é considerado um peixe comercial de segunda classe, não sendo importante nas capturas comerciais.

Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Publicidade

Mais acessadas:

Proteção de territórios indígenas na Amazônia é discutida entre pesquisadores brasileiros e britânicos

A ideia do workshop é ouvir as demandas dos povos indígenas e discutir a proteção de seus territórios.
Publicidade

Leia também

Publicidade