Sema apoia imunização de ribeirinhos em 11 comunidades na Floresta Estadual Canutama

Além dos idosos, 15 profissionais de saúde que atuam no Posto de Saúde de referência, sediado na Comunidade Belo Monte, também foram imunizados

A distância da sede do município não foi um impeditivo para a imunização de idosos que moram na Floresta Estadual (Floe) Canutama. Nesta semana, 46 idosos que vivem na Unidade de Conservação (UC) e nas comunidades próximas receberam a primeira dose da vacina contra a Covid-19, com apoio logístico da Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema).

A ação fez parte do Programa Emergencial criado pela Sema para apoiar 29 municípios no enfrentamento da pandemia entre populações tradicionais que moram em áreas protegidas e regiões do entorno. A imunização foi realizada pela Secretaria Municipal de Saúde de Canutama (município distante 619 quilômetros de Manaus), no período de 5 de fevereiro até esta terça-feira (09/02).

Foto: Divulgação

De acordo com o secretário titular da Sema, Eduardo Taveira, o apoio do Estado visa encurtar o tempo de atendimento de comunidades mais distantes das sedes dos municípios. Nesta atividade, a vacinação chegou a 11 comunidades da Unidade de Conservação.

“A imunização precisa atingir a todos de forma invariável. O Programa da Sema vem para somar às estratégias das prefeituras e garantir que os guardiões das florestas, que cuidam das nossas Unidades de Conservação, também sejam contemplados”, disse.

Para a atividade, recursos do Programa Áreas Protegidas da Amazônia (Arpa) – usados para apoiar a gestão das Unidades de Conservação sob gestão da Sema – foram convertidos para a aquisição de combustível, alimentação e apoio logístico aos profissionais de saúde que realizaram a vacinação dos comunitários.

Além dos idosos, 15 profissionais de saúde que atuam no Posto de Saúde de referência, sediado na Comunidade Belo Monte, também foram imunizados. A próxima atividade de imunização com apoio da Secretaria deve contemplar moradores da Reserva Extrativista (Resex) Canutama já a partir desta quinta-feira (11/02).

Programa Emergencial 

Para solicitar apoio logístico da Sema, as secretarias municipais de Saúde devem contactar a Secretaria previamente, para traçar as estratégias de atendimento nas áreas protegidas e comunidades próximas.

Associações-mãe de UCs e Organizações Não Governamentais (ONGs) que atuam em UCs do Estado também podem requisitar apoio da Secretaria para ações voltadas ao combate à Covid-19.

Estão previstos apoios no transporte de vacinas e profissionais da saúde para as comunidades, bem como assistência no traslado de ribeirinhos para municípios-sede, na aquisição de combustível para lanchas, entre outros, a depender do orçamento disponível no Programa Arpa para cada Unidade de Conservação a ser contemplada. 

Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Mais acessadas:

Abelhas são fonte de renda extra para agricultores familiares no Mato Grosso

Projeto Semêa, realizado pela Fundação Bunge, incentiva o uso de abelhas para fomentar agricultura regenerativa e de baixo carbono.

Leia também

Publicidade