Xuxa participa de série que discute desafios ambientais na Amazônia

Após quase uma década longe do audiovisual, a “rainha dos baixinhos” retorna em uma produção que borda temas como queimadas, devastação das florestas e invasão de terras indígenas.

A cantora, atriz, modelo, empresária e apresentadora Maria da Graça Xuxa Meneghel, a “rainha dos baixinhos”, completou 60 anos nesta última segunda-feira (27). Xuxa é considerada uma das maiores apresentadoras da história da televisão brasileira, apresentando 16 programas nos canais TV Manchete, TV Globo e Record. Nos anos 90, apresentou programas no Brasil, Argentina, Espanha e EUA, atingindo 100 milhões de espectadores diariamente.

Além de lançar 35 álbuns de estúdio e 23 de vídeo, Xuxa atuou em 21 filmes, alcançando mais de 37 milhões de espectadores. Um deles, ‘Lua de Cristal’, vendeu 4,1 milhões de ingressos, sendo um dos filmes mais assistidos no Brasil.

E agora a rainha dos baixinhos retorna a atuação em 2023, após uma pausa de quase uma década. Ela faz parte do elenco da série ‘Tarã’, do canal de streaming Disney+. Os roteiros são de Anna Lee, que realizou o roteiro de ‘Ilha de Ferro’ e a direção dos oito episódios será compartilhada por dois especialistas em terror: Marco Dutra e Juliana Rojas (parceiros em ‘Trabalhar Cansa’ e ‘As Boas Maneiras’). 

Além disso, a série também conta com consultoria do pesquisador Sérgio de Carvalho e do líder indígena e ambientalista Ailton Krenak. Um teaser com as primeiras cenas da série foram divulgadas no Youtube do Disney+ no último dia 24.

Foto: Reprodução / Disney+

Tarã

No enredo da série, a Terra enfrenta desafios ambientais significativos e apenas Gaia (Ywyzar Guajajara) e Ylla (Xuxa) têm o poder de salvá-la. Para isso, Gaia precisa empreender uma jornada para levar um amuleto a um local sagrado que serve como um portal mágico. A série abordará temáticas como queimadas, devastação das florestas e invasão de terras indígenas.

Foto: Reprodução / Disney+

Na série, Xuxa interpreta uma farmacêutica que trabalha na indústria de remédios fitoterápicos e mãe da protagonista, uma menina de 14 anos descendente do povo originário da Amazônia, que recebe um chamado para retornar à tribo e encontrar um portal dentro de um lugar sagrado. O elenco também conta com Bruno Garcia, como fazendeiro vilão; Gleici Damasceno (do BBB 19), como guerreira; a cantora Fafá de Belém e Angélica.

As gravações aconteceram no Acre. Com a ajuda da Aldeia Puynawa, a equipe de Tarã construiu uma aldeia cenográfica no sul do Estado, usando materiais e técnicas de construção locais. O Disney+ ainda não definiu a data de lançamento, mas a expectativa é para o segundo semestre de 2023. 

 Confira o trailer:

Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Mais acessadas:

Murucututu: “coruja de óculos” é considerada a maior espécie do gênero na Amazônia

A murucututu ocorre em todas florestas tropicais das américas, mas na Amazônia já se tornou até personagem de canção de ninar.

Leia também

Publicidade