Publicidade

Cidades

Home > Noticias > null

Fundação de Meio Ambiente quer estimular reciclagem em Palmas

Nos primeiros meses deste ano, a população destinou apenas 350 kg de materiais descartáveis

Portal Amazônia, com informações da Radioagência Nacional

jornalismo@portalamazonia.com


A Fundação de Meio Ambiente está buscando estimular a reciclagem em Palmas, no Mato Grosso. Cerca de seis toneladas de material foram destinadas à reciclagem em 2018, pelo Coleta Palmas.

Todo o material recolhido dos contêineres do programa, seja ele plástico, metal ou papel, é destinado a cooperativas locais de catadores que realizam a separação e destinação adequada do material para sua transformação.

Nos primeiros meses deste ano, a população destinou apenas 350 kg de materiais descartáveis para os pontos de entrega voluntária do Coleta Palmas.
 
 
Foto: Divulgação 
O montante é tímido ainda, por isso, a Fundação de Meio Ambiente espera que aumente o número de moradores encaminhando parte dos resíduos recicláveis que produzem em casa e que ainda estão sendo descartados junto ao lixo orgânico comum.

Desta forma, menos material passível de reciclagem será encaminhado ao aterro sanitário de Palmas. Por mês, em média, 250 toneladas de lixo são encaminhados ao aterro por dia na Capital.

O programa municipal possui 18 pontos diferentes de coleta na Capital para entrega voluntária de material reciclável pela população. Até o final do ano a meta é ampliar para 40 o número de pontos de coleta.
 
Cidades

Fundação de Meio Ambiente quer estimular reciclagem em Palmas

Nos primeiros meses deste ano, a população destinou apenas 350 kg de materiais descartáveis

Portal Amazônia, com informações da Radioagência Nacional

jornalismo@portalamazonia.com


A Fundação de Meio Ambiente está buscando estimular a reciclagem em Palmas, no Mato Grosso. Cerca de seis toneladas de material foram destinadas à reciclagem em 2018, pelo Coleta Palmas.

Todo o material recolhido dos contêineres do programa, seja ele plástico, metal ou papel, é destinado a cooperativas locais de catadores que realizam a separação e destinação adequada do material para sua transformação.

Nos primeiros meses deste ano, a população destinou apenas 350 kg de materiais descartáveis para os pontos de entrega voluntária do Coleta Palmas.
 
 
Foto: Divulgação 
O montante é tímido ainda, por isso, a Fundação de Meio Ambiente espera que aumente o número de moradores encaminhando parte dos resíduos recicláveis que produzem em casa e que ainda estão sendo descartados junto ao lixo orgânico comum.

Desta forma, menos material passível de reciclagem será encaminhado ao aterro sanitário de Palmas. Por mês, em média, 250 toneladas de lixo são encaminhados ao aterro por dia na Capital.

O programa municipal possui 18 pontos diferentes de coleta na Capital para entrega voluntária de material reciclável pela população. Até o final do ano a meta é ampliar para 40 o número de pontos de coleta.
 

TAG Palmasreciclagemmato grosso