Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Quinta, 13 Mai 2021

Minhas atividades voluntárias podem agregar ao currículo e carreira?

Seja em um instituto, uma ONG, ação social, enfim. Até mesmo a nossa posição perante a vida familiar pode contar para a exposição do nosso perfil profissional.

Voluntários do Greenpeace falam sobre a importância de lutar em prol da Amazônia

Confira o bate-papo com dois voluntários do Greenpeace que participam de ações em prol do meio ambiente:

TRE abre inscrições para voluntários atuarem nas eleições 2020 em Roraima

s candidatos farão parte de cadastro de voluntários e poderão ser convocados de acordo com a necessidade dos serviços

Voluntários revitalizam parque infantil em escola de Rio Branco, no Acre

No próximo sábado (14), as crianças que frequentam a Escola Adolfo Barbosa Leite, localizada na Comunidade Aquiles Peret, em Rio Branco (AC), receberão um parque novinho, totalmente revitalizado por voluntários. Um grupo de aproximadamente 50 voluntários se empenhou em transformar o local de brincadeiras e também na construção de uma horta comunitária, que serão entregues durante o evento. 

Professores da Amazônia podem se inscrever em projeto para pedir colaboração extra nas escolas

Com o objetivo de envolver a comunidade na educação de crianças e adolescentes em escolas públicas, o projeto Quero na Escola Especial Professor, uma parceria com a Fundação SM, está com inscrições abertas até 10 de setembro. Professores dos estados da Amazônia Legal também podem enviar seus pedidos, informando que gostariam de receber voluntários em suas escolas para ajudar em algum projeto ou promover uma atividade extraordinária. 

Voluntariado: Jovens manauaras usam tempo livre para atuar em projetos ambientais

O voluntariado traz benefícios, tanto para a sociedade em geral, quanto para o indivíduo que realiza tarefas voluntárias. Alguns entram de cabeça, ainda mais quando se trata de ajudar o meio ambiente. A reportagem do Portal Amazônia conversou com manauaras que, de pouco em pouco, contribuem para a preservação das florestas e igarapés da região. 

Virada Sustentável Manaus abre inscrições para voluntários; saiba como participar

A Virada Sustentável Manaus está com inscrições abertas para quem deseja atuar como voluntário durante o festival, que chega a sua quinta edição nos dias 26, 27 e 28 de julho. O cadastro é gratuito e deve ser feito no site: www.viradasustentavel.org.br/manaus. As vagas são limitadas.

Apenas 4,8% da população do Amazonas realiza trabalho voluntário, diz IBGE

A taxa de pessoas que realizam trabalho voluntário no Amazonas foi de 4,8% no Amazonas durante 2018. O número representou uma redução de 1,2% em dois anos. Os dados foram divulgados na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio Contínua (Pnad-Contínua) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), nesta semana.





Hospital Regional de Marabá inscreve para Programa de Voluntariado

Estão abertas até o dia 21 de janeiro as inscrições para o Programa de Voluntariado da Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar para atuação no Hospital Regional do Sudeste do Pará – Doutor Geraldo Veloso (HRSP), em Marabá. As pessoas que desejarem participar do programa institucional podem entrar em contato com a Humanização exclusivamente pelo e-mail [email protected] Mais de 60 pessoas já participam da iniciativa com a realização de atividades como musicoterapia, risoterapia, assistência religiosa, embelezamento e artesanato.

As pessoas inscritas participarão de uma integração no dia 21 de janeiro, as 19h30, na Unidade, quando conhecerão as regras do programa e serão orientadas sobre a atuação no Hospital. Para se tornar um voluntário é preciso ter idade mínima de 18 anos, facilidade para respeitar regras e ser pontual, prestativo e responsável.

Médicos e enfermeiros voluntários já estão em Roraima para atender imigrantes

Um grupo de 41 voluntários médicos, enfermeiros e técnicos de laboratório ligados aos hospitais universitários federais vinculados à Rede Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) participa de hoje (27) até o próximo dia 1º de uma ação médico-humanitária na capital Boa Vista e na cidade de Pacairama, na fronteira com a Venezuela.
Eles embarcaram em um avião da Força Aérea Brasileira (FAB), que decolou da Base Aérea de Brasília na manhã desse domingo (26). Entre os voluntários está a médica ginecologista Gizeli de Fátima Ribeiro dos Anjos, de Uberlândia, em Minas Gerias.
Ela disse que sempre quis participar de uma ação desse tipo. “A ajuda humanitária faz parte da nossa profissão e acredito que eles estão precisando muito. Espero levar um pouco de medicina e, também, muitas palavras de carinho nesse momento difícil”. Os profissionais vão oferecer atendimento nas especialidades de ginecologia, obstetrícia, pediatria, infectologia, oftalmologia para os venezuelanos que estão na região.
É a Operação Acolhida, que é coordenada pela Casa Civil da Presidência da República e envolve os ministérios da Defesa, Saúde, Desenvolvimento Social, Educação, Trabalho e Emprego, Forças Armadas, Organização das Nações Unidas (ONU), além da Polícia Federal.
O vice-presidente da Ebserh, Arnaldo Medeiros, informou que a Ebserh realiza anualmente uma ação desse tipo. Segundo ele, este ano Roraima foi o destino escolhido devido ao elevado número de imigrantes venezuelanos que têm cruzado a fronteira com o Brasil. “Sem o apoio da Casa Civil e da Força Aérea, essa ação não seria possível. Estamos recebendo todo o apoio aqui”, disse.
Em Boa Vista, as ações serão voltadas aos venezuelanos que ocupam os abrigos na cidade, e em Pacaraima, haverá vacinação para os imigrantes. São previstas ações educacionais preventivas em saúde, exames, testes para Hepatites B, C, HIV e VDRL, glicemia, verificação de pressão arterial, citologia de colo de útero, orientação sobre escovação dentária, prevenção e orientação sobre parasitoses intestinais, orientações sobre nutrição, consultas e orientações da oftalmologia, orientações para gestantes e amamentação, dentre outros procedimentos.
Os insumos e materiais a serem utilizados para a ação foram disponibilizados pelos hospitais universitários federais da Rede Ebserh e Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde (SVS-MS).
Ebserh
Estatal vinculada ao Ministério da Educação, a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) atua na gestão de hospitais universitários federais. O objetivo é, em parceria com as universidades, aperfeiçoar os serviços de atendimento à população, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), e promover o ensino e a pesquisa nas unidades filiadas.

Voluntariado é tema de feira para colaboradores do GRAM

Aproximar muda tudo: esse é o lema do Grupo Rede Amazônica (GRAM) que, empenhado com a sustentabilidade e com o compromisso social, realizou nesta sexta-feira (26) a 1ª Feira de Voluntariado e Negócios Sociais.

Segundo Marcya Lira, gerente de sustentabilidade do GRAM, a realização da feira, possibilita a aproximação do colaborador do grupo com os trabalhos de voluntários desenvolvidos na cidade.

"Além de apresentarmos alguns dos trabalhos de voluntariado desenvolvidos pela cidade, a feira também tem o objetivo de dar início aos serviços de voluntariado que serão realizados pelo Grupo. Assim podemos engajar os colaboradores em ações sociais que serão desenvolvidas ao longo do ano, como a distribuição de brinquedos, doações de alimentos, restauração de espaços de instituições sociais, dentre outros", disse. 
Foto: William Costa / Portal Amazônia
Entre os participantes da feira estavam os Acadêmicos da Alegria, um grupo formado por jovens universitários e recém-formados, que levam alegria através do lúdico aos hospitais da cidade. Thiago Torres, coordenador do projeto, ressalta a importância do trabalho com os pacientes e também com os funcionários dos hospitais de Manaus.

"O projeto reúne voluntários, que trabalham a partir da linguagem do clown, nos ambientes hospitalares. Nossa motivação é mostrar que através do sorriso, é possível conseguir melhorias no quadro de saúde das pessoas", disse.
Foto: William Costa / Portal Amazônia
Outra parceria do GRAM que esteve na feira foi a Descarte Correto, uma empresa social responsável pela coleta de lixos eletrônicos.

"Com o resíduo que coletamos podemos dar até duas destinações, a primeira é a manufatura reversa, para os produtos que não tem mais utilidade, encaminhamos para empresas que transformarão em matéria-prima novamente, e o segundo são os nossos projetos de impacto sócio-ambiental, em que recuperamos computadores e encaminhamos para projetos sociais em bairros da cidade e outros municípios do Amazonas, esses que serão usados em cursos profissionalizantes", disse Ítalo Mamud Michiles, gestor do projeto Interativo da Descarte Correto.
Foto: William Costa / Portal Amazônia
Foto:William Costa / Portal Amazônia
Foto: Luciano Nogueira / Rede Amazônica

Voluntariado é tema de feira para colaboradores do GRAM

Aproximar muda tudo: esse é o lema do Grupo Rede Amazônica (GRAM) que, empenhado com a sustentabilidade e com o compromisso social, realizou nesta sexta-feira (26) a 1ª Feira de Voluntariado e Negócios Sociais.

Segundo Marcya Lira, gerente de sustentabilidade do GRAM, a realização da feira, possibilita a aproximação do colaborador do grupo com os trabalhos de voluntários desenvolvidos na cidade.

"Além de apresentarmos alguns dos trabalhos de voluntariado desenvolvidos pela cidade, a feira também tem o objetivo de dar início aos serviços de voluntariado que serão realizados pelo Grupo. Assim podemos engajar os colaboradores em ações sociais que serão desenvolvidas ao longo do ano, como a distribuição de brinquedos, doações de alimentos, restauração de espaços de instituições sociais, dentre outros", disse.
Foto: William Costa / Portal Amazônia
Entre os participantes da feira estavam os Acadêmicos da Alegria, um grupo formado por jovens universitários e recém-formados, que levam alegria através do lúdico aos hospitais da cidade. Thiago Torres, coordenador do projeto, ressalta a importância do trabalho com os pacientes e também com os funcionários dos hospitais de Manaus.

"O projeto reúne voluntários, que trabalham a partir da linguagem do clown, nos ambientes hospitalares. Nossa motivação é mostrar que através do sorriso, é possível conseguir melhorias no quadro de saúde das pessoas", disse. 
Foto: William Costa / Portal Amazônia
Outra parceria do GRAM que esteve na feira foi a Descarte Correto, uma empresa social responsável pela coleta de lixos eletrônicos.

"Com o resíduo que coletamos podemos dar até duas destinações, a primeira é a manufatura reversa, para os produtos que não tem mais utilidade, encaminhamos para empresas que transformarão em matéria-prima novamente, e o segundo são os nossos projetos de impacto sócio-ambiental, em que recuperamos computadores e encaminhamos para projetos sociais em bairros da cidade e outros municípios do Amazonas, esses que serão usados em cursos profissionalizantes", disse Ítalo Mamud Michiles, gestor do projeto Interativo da Descarte Correto. 
Foto: William Costa / Portal Amazônia
Foto:William Costa / Portal Amazônia
Foto: Luciano Nogueira / Rede Amazônica

Dia do Voluntariado: programa do ICMBio recebe homenagem

O ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho, dedicou aos servidores e voluntários do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) a homenagem que recebeu do presidente da República, Michel Temer, pelo Dia Nacional do Voluntário, instituído há 35 anos e comemorado no dia 28 de agosto. A data também marca a primeira década de atuação do ICMBio.
Foto:Divulgação/MMA
“O reconhecimento foi dado ao ICMBio, que faz parte do MMA. Dou o meu muito obrigado ao presidente do Instituto, Ricardo Soavinski, e a todos os servidores. A nossa luta continua e estamos colhendo os frutos dela. O desmatamento caiu, vai continuar caindo e por isso precisamos continuar”, afirmou Sarney Filho.

A homenagem foi na manhã desta segunda-feira (28), no Palácio do Planalto, em Brasília, quando o governo federal lançou o Programa Nacional de Voluntariado – Viva Voluntário. A iniciativa vai contribuir com o cumprimento das metas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e da Agenda 2030 proposta pelas Nações Unidas.

“Esse programa vai ajudar a expandir a marca do governo, que é a abertura ao diálogo, e deve ser um espaço de estímulo a toda a população para o engajamento na Agenda 2030”, afirmou Michel Temer.

De acordo com o presidente, o trabalho voluntário é fundamental para o avanço da sociedade e para a construção da pacificação nacional. “Com brasileiros e brasileiras ajudando uns aos outros. E não contra os outros”, disse.

Plataforma digital

O programa vai unir esforços do governo, de organizações da sociedade civil e de empresas, sob coordenação da Casa Civil. Está prevista a criação da Plataforma Digital do Voluntariado, para fazer o intercâmbio entre quem quer doar seu tempo e as instituições que precisam dele.

Também foi anunciada a criação do Prêmio Nacional de Voluntariado, para reconhecer empresas e cidadãos que desenvolvem atividades voluntárias de relevância social e estabelecida a criação de um conselho gestor do programa, no qual o MMA terá assento.

Além do presidente Michel Temer, participaram da mesa a primeira-dama Marcela Temer; o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha; e o coordenador-residente do Sistema Nações Unidas no Brasil e representante-residente do Pnud, Niky Fabiancic, que dará apoio técnico e administrativo para as atividades do Viva Voluntário.

Também receberam a comenda representantes do Ministério da Defesa, da Eletrobras, do Banco do Brasil, do Banco Itaú e de Organizações da Sociedade Civil (Amigos do Bem, Parceiros Voluntários, Creche Santa Clara).

Voluntariado


O Programa de Voluntariado do ICMBio foi criado em 2009 e reformulado recentemente por meio da Instrução Normativa Nº 3/2016.

As linhas de atuação foram ampliadas e passaram a contemplar as áreas de administração, comunicação, consolidação territorial, gestão socioambiental, manejo para conservação, pesquisa e monitoramento, produção e uso sustentável, proteção ambiental e uso público e negócios, além de possibilitar o trabalho online.

Atualmente, 132 unidades organizacionais contam com o programa formalizado, e o número de voluntários chega a quase 2 mil. São parceiros da iniciativa o Instituto de Pesquisas Ecológicas (Ipê), o  WWF Brasil e o Serviço Florestal dos Estados Unidos.

De acordo com Ricardo Soavinski, a demanda para as chamadas de trabalho voluntário no Instituto é muito grande. “Isso faz toda a diferença porque percebemos que tem muita gente disposta a ajudar o Instituto e a natureza. Eu acrescentaria ainda o trabalho voluntário dos 6.950 conselheiros que atuam em 278 unidades de conservação. Os conselhos ampliam os espaços de diálogo com a comunidade, isso é fundamental”, afirmou o presidente do órgão, em entrevista em que avalia a primeira década de atuação do ICMBio.

Em julho passado, na abertura do I Seminário de Voluntariado do ICMBio, o ministro substituto do Meio Ambiente, Marcelo Cruz, declarou o interesse do ministério em dar prioridade à atuação dos voluntários na gestão das unidades de conservação (UCs). “É um trabalho pioneiro de voluntariado no governo federal e demonstra eficácia e eficiência”, afirmou.

O evento reuniu representantes de instituições parceiras e de órgãos estaduais e municipais de meio ambiente, além de professores e estudantes universitários envolvidos na gestão de programas de voluntariado do órgão.*Deixe o Portal Amazônia com a sua cara. Clique aqui e participe.