Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Terça, 11 Mai 2021

Sine Amazonas divulga 40 vagas de emprego em diversas áreas para esta quarta-feira

Todos os serviços do Sine/AM continuam sendo oferecidos e realizados de forma on-line

Veja as vagas de emprego disponíveis nesta segunda-feira (22), no Sine Tocantins

Dentre as oportunidades há vagas para arte-finalista, auxiliar de cozinha, estoquista, motorista carreteiro e muito mais

Prefeitura de Manaus disponibiliza 25 vagas de emprego nesta sexta-feira

Além das vagas de emprego, o Sine Manaus continua prestando seus demais serviços de forma remota

​Prefeitura oferta 38 vagas de emprego nesta quinta-feira

O candidato precisa validar a Carteira Digital e Previdência Social (CTPS) no aplicativo "Carteira de Trabalho Digital"

Sine Amazonas divulga oito vagas de emprego em diversas áreas para esta terça-feira

As vagas são para designer gráfico, auxiliar técnico e vendedor técnico

UPA da Zona Sul de Macapá abre seleção para vagas de emprego

Os salários variam de R$ 1,1 mil até R$ 3,1 mil dependendo da função

Aberto processo seletivo para trabalhadores temporários no Ipaam

Os trabalhadores vão atuar em projetos de autorização e licenças ambientais que estão em análise. Serão disponibilizadas 17 vagas para o cargo de auxiliar administrativo

Sine Amazonas divulga 24 vagas de emprego em diversas áreas para esta quinta-feira

As oportunidades de emprego são de diversas empresas e instituições do Amazonas. Os interessados devem enviar os currículos para o e-mail do Sine

Setas cria novos canais para consulta de vagas do Sine Palmas

Digite a chamada da notícia aqui. Seja breve e utilize poucas palavras. 

Brasileia lança edital de processo seletivo; salários variam de Salários variam entre R$ 1,1 mil e R$ 5 mil

Os interessados devem se inscrever entre os dias 25 e 26 de junho, no site da prefeitura

Por que excelentes profissionais são desclassificados em processos seletivos?

"A questão é que o mercado tem muitos excelentes profissionais, entretanto, um ou outro fator acaba sendo motivo de eliminação. Alguns mais simples, outros mais graves"

Quais habilidades o mercado realmente precisa e quer

"No meio disso tudo temos alguns fatores cruciais que qualquer empresa valoriza em um processo de recrutamento e seleção de pessoas"

Como buscar recolocação profissional para cargos executivos

Diferente da busca por oportunidades operacionais, o nível executivo requer mais networking do que envios aleatórios de currículos

Como usar as palavras do recrutador a seu favor na entrevista

"O jogo de palavras sempre foi e será o passaporte para o convencimento de pessoas. Ele pode ser praticado desde uma entrevista até uma rodada de negociações"

Conheça uma dica matadora para alcançar a sua recolocação

Vamos falar sobre esse assunto, hoje, mostrando o outro da situação, onde muitos profissionais conseguem criar suas oportunidades com base em...... ABORDAGENS

Áreas com maiores tendências de contratações em 2020 na Amazônia

2020 já começou e vem trazendo muitas Boas Novas !!!

Para quem está em busca de recolocação profissional, as tendências de contratações são muito boas, principalmente para a área de Serviços, que é a que mais tem crescido desde 2018. Mas além disso vem surgindo novas frentes de trabalhos como a Ciência de Dados, Desenvolvimento e outros.

O mês de Janeiro começou com a tendência para a área Comercial e provavelmente será assim nos próximos primeiros meses do ano. Porém, isso não significa que as outras não crescerão. Proporcionalmente, a área Comercial é a que vai despontar nesse período.
Abaixo listei alguns destaques interessantes que já têm ocorrido como contratações:

Vendedores Técnicos

Esse profissional é diferente do vendedor de loja ou externo. Ele tem algumas características diferentes das vendas ditas convencionais, requerendo alguns conhecimentos técnicos específicos, principalmente para a área Industrial e de Serviços.

As atividades exercidas por esse tipo de profissional são negociações de pequeno, médio e grande porte, dos mais diversos tipos de produtos que podemos pensar.

Um exemplo? Um vendedor de uma indústria de máquinas e equipamentos é um vendedor técnico devido ser o negociador e junto a isso conhecer a parte técnica do produto, como documentações legais, regulatórias (quando há) e trâmites burocráticos de órgãos públicos.

Para quem está em busca de recolocação não necessariamente precisa já ter tido experiência nesse tipo de função. Nem todas as empresas se limitam a isso. Você que atuou na área de Compras, por exemplo, deve conhecer muito de negociações e requisitos técnicos. Com isso, o perfil profissional fica bem alinhado a esse tipo de função.

Além disso, também cria-se a oportunidade para quem sempre trabalhou na área Técnica. Por exemplo: um profissional que sempre atuou como Engenheiro Técnico de Produção pode tentar migrar para esse tipo de função, se houver o desejo de atuar na área comercial. Com o conhecimento técnico que possui pode unir às vendas. Inclusive, esse perfil de Engenharia e Comercial é bem raro no mercado.

Especialista de Produtos

Esse tipo de função também vai crescer devido o momento ser fértil para isso. 2018 e 2019 foram anos que as empresas tentaram se recuperar financeiramente. Muitas delas conseguiram. E essas mesmas empresas estão buscando formas de aumentarem os seus faturamentos. Para isso ocorrer é necessário desenvolver novos produtos, sejam tecnológicos ou convencionais. Além disso, os projetos focados nessa área são sempre direcionados para processos enxutos com o menor nível de custos possível unido à Qualidade.

A tendência para esse tipo de atuação é para os segmentos da Indústria e Serviços. A Indústria com a linha de produção de bens materiais diversos, dos bens de consumos em geral até equipamentos para outras indústrias. Normalmente quem tem perfil de economia de recursos se dá muito bem nesse tipo de função. Para os Serviços há a tendência de contratações para desenvolvimento de softwares, soluções tecnológicas e práticas para o mercado como um todo, desde a comodidade para o consumidor final do varejo até soluções industriais de grande porte.

Gestores de Contas

Com a busca das empresas pelo aumento de vendas, a gestão dessas carteiras de clientes terá que ser realizada de forma apurada. Porém, o profissional de Contas tem um perfil um pouco diferente do Vendedor Direto, que negocia o fechamento inicial para que o cliente venha para a base da empresa.

A gestão de contas vem logo após o cliente entrar depois da primeira negociação de fechamento de venda do produto ou serviço. Assim, esse profissional tem o perfil de soluções de problemas, conflitos, vendas agregadas e outras negociações, de acordo com a demanda do cliente. E além disso, tem o desafio ponto-chave desse tipo de atuação: manter o cliente como comprador. Com a grande quantidade de empresas concorrendo entre si, a fidelização de clientes fica cada vez mais difícil, pois a disputa é de quem oferece mais benefícios ou preços melhores. Assim, esse profissional de Contas se torna essencial para esse momento.

Cientista de Dados

Esse tipo de função já é uma realidade. Ouvimos muito falarem que a gestão de dados é a tendência do futuro, porém ela está em todos os cantos ao nosso redor. A cada dia que passa, a empresa que mais lucra é a que controla mais dados e informações. E com isso, surge a demanda de contratações de profissionais especialistas para acharem esses dados exatos, que darão embasamento para as decisões de planejamento estratégico de inteligência de mercado e comercial. Sem esse pilar, dificilmente alguma empresa sobreviverá nessa nova década.

O profissional de Ciência de Dados não necessariamente precisa ser um engenheiro, ou um especialista em Marketing ou um especialista em Estatísticas, mas sim alguém que consiga captar dados importantes que mostrem as tendências de mercado de consumo, mudanças de comportamentos organizacionais e também a gestão de informações já obtidas, que é tão importante quanto a captação delas.

Em outros eixos do Brasil esse tipo de profissional tem faixa salarial entre R$ 12.000,00 a R$ 21.000,00. É bom, não?

Técnico Comercial de Desenvolvimento

Quando ouvimos falar de setor comercial projetamos a nossa interpretação para vendedores. E está correto. Porém, do outro lado das vendas diretas existe também a parte administrativa comercial. A precificação de um produto ou serviço é um exemplo disso. Sem ela, a organização não terá ideia nem projeção de quanto terá de lucro em cada venda. Já imaginou o desastre, não?

Além do mais, o profissional Técnico Comercial de Desenvolvimento é quem vai estudar a viabilidade de projetos inovadores, sejam tecnológicos ou convencionais. O controle de custos administrativos comerciais também será a sua responsabilidade.

Assim, a necessidade de empresas em contratarem esse profissional será de pessoas com o perfil administrativo mesclado com o conhecimento de inteligência de mercado (que não é comercial). A inteligência de mercado estuda o cenário, faz o planejamento e diz onde estão os clientes. O comercial vai lá e fecha. 

É claro que as funções acima não são as únicas que crescerão nesse novo ano, mas proporcionalmente são as que possuem maiores tendências, considerando o acompanhamento da evolução tecnológica que temos vivido.

O que hoje, dentro da sua atuação função ou área de atuação, pode ser adaptado para esses trabalhos?

Flávio Guimarães é diretor da Guimarães Consultoria, Administrador de Empresas, Especializado em Negócios, Comportamento e Recursos Humanos, Articulista de Carreira, Emprego e Oportunidade dos Jornais Bom Dia Amazônia e Jornal do Amazonas 1ª Edição, CBN Amazônia, Portal Amazônia e Consultor em Avaliação/Reelaboração Curricular.

Perspectivas e projeções de empregos para a Amazônia em 2020

O ano de 2019 foi excelente quando nos referimos à geração de Emprego e Renda em toda a região amazônica, não somente com contratações diretas (com registros em carteira), mas também com contratações PJ e prestações de serviços informais. De todas essas formas, tivemos circulação de economia no mercado, e por consequência, geração de oportunidades. Mas e 2020? Como será?

As projeções são muito boas. Com alguns acontecimentos históricos em 2019, conseguimos montar um cenário bem interessante para o próximo ano, considerando as tendências pós-Reformas do Governo Federal e análises estatísticas reais. Vamos conhecê-los?

Crescimento de geração de Empregos nos Estados da Região Amazônica

O ano de 2019 foi realmente fora do incomum em muitos aspectos. Em Novembro, por exemplo, alguns Estados da região Amazônica tiveram mais de 200, 300 e um teve até 451% de crescimento em geração de Empregos, se comparado ao mesmo período do ano passado. Essa expansão corresponde apenas aos Empregos formais. Ou seja, registrados em carteira de trabalho. Com o crescimento real de prestadores de serviços autônomos e liberais, algumas análises estatísticas de mercado mostram que o percentual pode ser até 3,2 vezes a mais que esses 451%, que foi o percentual máximo da região. Isso significa que o aumento de renda entre profissionais liberais e autônomos foi, pelo menos, de 1.443%. Isso é o máximo !!! Mesmo que não sejam trabalhos registrados em carteira, é geração de renda. E geração de renda é comida na mesa.

A tendência da Amazônia para 2020 é que tenhamos, pelo menos, um crescimento de 180% a mais de geração de Empregos, considerando todos os crescimentos e históricos de 2019. Ou seja, o nosso Novembro do próximo ano, por exemplo, pode chegar a mais de 1.500% em crescimento. Por mais que pareça algo surreal, essa é uma projeção real que deve acompanhar todos os setores da economia.

A contratação atípica de Dezembro na Indústria

Particularmente, nunca vi um ano de Dezembro que mais contratou quanto esse de 2019. O mais curioso desse fenômeno é que a Indústria encabeçou boa parte dessas contratações, o que é uma surpresa tremenda. Nos últimos 10 anos, o segmento não contratava mais ninguém depois do dia 15 de Dezembro, que é o período que entram de recesso para o próximo mês (Janeiro). Devido o recesso, a necessidade de contratações era quase nula, a não ser para alguns cargos administrativos. Assim, voltavam a fazer os processos seletivos em massa apenas depois do dia 10 ou 15 de Janeiro. Mas nesse ano de 2019 foi diferente. Depois do dia 16, apenas uma empresa abriu um processo seletivo para contratar 300 operadores de Produção.

A régua de medição que estamos saindo de uma crise profunda como a que estamos desde o final de 2014, é quando vemos fenômenos como esse acontecer. Quando começamos a perceber movimentações que antes dificilmente ocorriam, é sinal que começamos a nos reerguer novamente.

Para 2020, a projeção é que a Indústria continue aquecida por alguns motivos de reações de mercado: mais emprego significa mais contas pagar. Mais contas pagas significam menos endividamento. Menos endividamento significa mais crédito. E mais crédito significa mais compras. Mais compras significa mais Produção. E assim por diante.

Com o aumento de produtos ofertados pela Indústria, a consequência é que o Comércio tenha um significativo crescimento também com a contratação de vendedores, estoquistas, gestores e prestadores de serviços contratados de forma direta, através de empresas de serviços, e também indiretas com profissionais autônomos e liberais.

O crescimento da Construção Civil como surpresa

A Construção Civil normalmente é o último segmento de mercado que cresce, tanto em contratações quanto em faturamento. Mas em 2019 tivemos um regime invertido de expansão. O segmento cresceu não somente em prestações de serviços de construções, mas também em atividades industriais. O mercado de materiais de construções foi um dos destaques desse ano.

A projeção de crescimento continua provavelmente em 1,5 ou 2,5 a mais em relação a todos os crescimentos ocorridos em 2019. Com as novas obras do Governo Federal, as expansões de linhas de produção e reativação de setores que estavam parados, principalmente as reformas tenham um aumento de contratações diretas. Além disso, com a população menos endividada teremos uma tendência de mais reformas residenciais, o que aquece o mercado informal de prestadores de serviços e comercial de materiais.

Assim como a área Industrial generalista crescendo em Dezembro, o crescimento da Construção Civil também é uma linha de corte de avaliação de crescimento do mercado. Se o segmento está crescendo significa que os outros também vão juntos.

Junto ao crescimento do setor vem o aumento de produções de máquinas, equipamentos, ferramentas, materiais e tecnologias de construções. Como uma cadeia, as indústrias que produzirem esses produtos também farão contratações de Operadores de Produção, principalmente.

A atração de novos investimentos

Com as novas Reformas feitas no País a tendência é que muitos novos investimentos internacionais venham para a região, principalmente no segmento industrial. O Codam, por exemplo, aprovou em 2019 excelentes projetos, inclusive um de produção de carnes de hambúrguer, um segmento ainda não explorado na região amazônica como um todo.

Com isso, novas contratações acontecerão (diretas e indiretas).

A verdade é que estamos passando por um período de pré-Prosperidade, o que indica muitas empresas novas surgindo e antigas se reinventando em seus processos de inovação.

A Amazônia, como um polo fantástico para estudos e pesquisas, também será um grande foco de P&D – Pesquisa e Desenvolvimento, principalmente em produtos da Floresta, o tão comentado Bionegócio. Se seguirmos a linha de crescimento de 2019, teremos um polo ainda tímido de Biodiversidade na região. Com o amadurecimento desse novo sistema de geração de Emprego e Renda, teremos nos próximos anos um grande polo local.

Flávio Guimarães é diretor da Guimarães Consultoria, Administrador de Empresas, Especializado em Negócios, Comportamento e Recursos Humanos, Articulista de Carreira, Emprego e Oportunidade dos Jornais Bom Dia Amazônia e Jornal do Amazonas 1ª Edição, CBN Amazônia, Portal Amazônia e Consultor em Avaliação/Reelaboração Curricular.

Participa de muitas entrevistas, mas nunca é contratado (a)?

 

Hoje vamos descobrir alguns possíveis motivos de não haverem contratações depois de participar de entrevistas. Muitos profissionais têm currículos excelentes, conseguem despertar o interesse do(a) recrutador(a) no chamamento para uma entrevista, são convocados, mas na hora de efetivar a contratação, a bendita não acontece. Em alguns casos, a empresa sequer posiciona sobre a negativa final do processo.

Envia currículo, mas nunca é chamado (a) para entrevistas? Saiba alguns motivos

A sensação de não ser visto(a) por quem recebe os nossos currículos é terrível. Com isso, muitos profissionais começam a se questionar com perguntas como “Será que eu sou tão ruim assim?”, ou “Será que meu currículo não é bom?”, ou “Por que nunca me chamam?”, “Qual o meu problema?”, e tantas outras. Por mais que fiquemos impressionados, a falta de chamados pode ser por um motivo que nem imaginamos. Hoje vamos falar sobre isso.

Os principais motivos de demissões por justa causa na região amazônica

Demissões por justa causa são um pesadelo, tanto para a empresa, que não gostaria de praticar uma dispensa assim, quanto para o(a) profissional, que terá esse registro eternamente em sua carteira de trabalho. Sobre isso, o que gera surpresa são alguns motivos que, quase sempre, o (a) profissional nem imagina que pode ocasioná-la. Sabia que até mesmo um mau comportamento em uma festa de confraternização da empresa pode ser um dos fatores?