Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Domingo, 09 Mai 2021

Prefeitura remanejará médicos para cobrir áreas onde cubanos do 'Mais Médico' atuavam em Manaus

A Prefeitura de Manaus está se mobilizando no sentido de continuidade no atendimento aos pacientes que antes eram atendidos por cubanos do programa "Mais Médico".

Está sendo planejado uma espécie de "rodízio" no atendimento em oito Unidades Básicas de Saúde (UBSs) de Manaus para suprir a demanda dos cubanos desligados do Programa "Mais Médicos", em que médicos brasileiros devem atender nas unidades duas vezes por semana.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde de Manaus (Semsa), a medida é paliativa.

Os cubanos atuavam desde 2014 nas UBSs Arthur Virgílio, N-08, O-01, O-05, O-22, O-26 e em uma UBs situada na comunidade do ramal do Pau-Rosa. As unidades afetadas ficam nas zonas Norte, Oeste e Rural da capital.

Segundo o secretário de Saúde do Município, Marcelo Magaldi, o remanjemanto de médicos nas unidades deve ocorrer até que seja finalizado o processo de seleção de novos profissionais. Por conta disso, pacientes que eram atendidos pelos cubanos devem ter atendimento reagendado.

Manaus declara situação de emergência em função da violência na cidade

Manaus decretou Situação de Emergência, na noite desta segunda-feira (17). A medida foi anunciada pelo prefeito Arthur Virgílio Neto, na última sexta-feira (14), por conta da grave crise na segurança pública da capital, que vem registrando inúmeros ataques contra unidades de serviços públicos da Prefeitura, como unidades de saúde, escolas e transporte coletivo. Servidores e usuários dos serviços têm sido vítimas frequentes dos assaltos.

"É a ferramenta mais eficaz para nós enquanto gestão municipal. Até por não possuirmos a gerência sobre a questão da segurança pública. É o que podemos adotar para tentar pôr fim nessa onda de violência. Vamos buscar a parceria de órgãos estaduais, federais e até de organismos internacionais para denunciar o que vem acontecendo com o povo da cidade que eu governo, que já não está seguro nem ao buscar socorro em uma unidade de saúde, por exemplo", declarou o prefeito, fazendo menção aos frequentes casos de roubos e furtos em Unidades Básicas de Saúde (UBSs).

O decreto ressalta que será indicado ao Ministério da Justiça a necessidade de utilização da Força Nacional de Segurança, nos termos do Decreto Federal nº 5.289/2004, para coibir a crescente onda de violência e do crime organizado da qual têm sido vítimas os munícipes de Manaus.
Foto: Divulgação/Agência Brasil
Ainda conforme a publicação, para o enfrentamento da crise na segurança pública, por meio da Situação de Emergência, caberá à Casa Militar municipal elaborar e implementar escala especial para os guardas municipais, com o objetivo de ampliar a atuação de seu efetivo, para resguardar e auxiliar a conservação do patrimônio municipal.

O documento também prevê que a Casa Civil do município adote providências, entre elas, o levantamento e relatório de todas as ocorrências criminais verificadas contra o patrimônio e servidores municipais, registradas até a data de entrada em vigor do Decreto, além de propor medidas cabíveis, após contato com os órgãos e entidades municipais atingidos.

O relatório será encaminhado aos ministérios públicos Estadual (MPE-AM) e Federal (MPF-AM)) e demais autoridades competentes, bem como a organismos internacionais voltados à defesa dos direitos humanos. Dentre os quais, a Organização da Nações Unidas (ONU) e a Organização dos Estados Americanos (OEA).

Conforme prevê o documento, a Situação de Emergência autoriza, ainda, a adoção de outras medidas judiciais e administrativas necessárias à imediata resposta por parte do poder público municipal.

Ocorrências

De janeiro até o último dia 13 deste mês foram registradas 53 ocorrências de roubos e furtos em UBSs, além de 1.854 ocorrências de roubos em veículos que integram o sistema de transporte coletivo da capital. Além disso, outros 87 casos de assaltos, furtos e vandalismos em escolas municipais foram registrados de janeiro até a primeira quinzena de agosto.

Leia o decreto na íntegra

Unidades de saúde de Manaus funcionarão normalmente nesta quarta

As unidades de urgência e emergência da rede estadual de saúde funcionarão normalmente, em plantão de 24 horas, durante o ponto facultativo, decretado pelo Governo do Estado, para depois do meio-dia desta quarta-feira (27/06). A Secretaria Estadual de Saúde (Susam) informa que, durante todo o dia, 25 unidades estarão abertas para atender a população.

Estarão funcionando, em regime de plantão, os nove Serviços de Pronto Atendimento (SPAs), a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Campos Sales, os sete prontos-socorros e as sete maternidades, além do serviço de emergência do Centro Psiquiátrico Eduardo Ribeiro. Os SPAs possuem infraestrutura para o atendimento de urgências e emergências de baixa complexidade, como mal estar súbito, pequenos ferimentos e cefaleia (dor de cabeça). Os casos mais graves devem ser atendidos nos prontos-socorros. As maternidades oferecem o atendimento às mulheres gestantes.

Nas unidades ambulatoriais, que atendem com consulta agendada, como é o caso dos Centros de Atenção à Melhor Idade (Caimi), dos Centros de Atenção Integral à Criança (Caic), das Policlínicas e das Fundações, o atendimento será das 7h às 12h. A Susam informa que os procedimentos deste dia foram agendados somente para o horário da manhã e que os serviços retornam ao horário normal na quinta-feira (28/06), a partir das 7h.

Unidades que estarão funcionando 24h (para atendimento de urgência e emergência):

Serviços de Pronto Atendimento (SPAs e UPA):

· SPA Alvorada – Avenida Lóris Cordovil, s/n, Alvorada 1, zona centro-oeste

· SPA Coroado – Avenida Beira Mar, N.º 122, Coroado, zona leste

· SPA Zona Sul – Rua Bento José de Lima, Nº 33, Colônia Oliveira Machado, zona sul

· SPA Joventina Dias – Rua T-6, N.º 33, Compensa 3, zona oeste

· SPA Eliameme Mady ( Zona Norte)– Avenida Samaúma, s/Nº, Monte das Oliveiras, zona norte

· SPA São Raimundo – Praça Ismael Benigno, s/Nº – São Raimundo, zona oeste

· SPA José Lins (Redenção) – Rua Maracanã, s/n – Redenção, zona centro-oeste

· SPA e Maternidade Antônio Aleixo – Alameda Cosme Ferreira, km 14, Col. Antônio Aleixo, zona sul

· SPA Danilo Corrêa – Avenida Noel Nutels , s/n, Cidade Nova 1, zona norte

· UPA Campos Salles – Rua Campos Salles, s/n – Tarumã, zona oeste

Prontos-Socorros Adultos:

· Pronto-Socorro 28 de Agosto – Rua Recife, Nº 1581, Adrianópolis, zona centro-sul

· Pronto-Socorro Dr. João Lúcio – Alameda Cosme Ferreira, s/n, Aleixo, zona leste

Adulto infantil:

· Pronto-Socorro Platão Araújo – Avenida Autaz Mirim, s/n – Jorge Teixeira, zona leste

· Pronto-Socorro da Zona Norte – Avenida Raimundo Vital de Mendonça, Colônia Terra Nova (área da antiga Expoagro)

Infantis:

· PS da Criança da Zona Leste – Alameda Cosme Ferreira, s/n, Aleixo

· PS da Criança da Zona Sul – Rua Codajás, Nº 26, Cachoeirinha

· PS da Criança da Zona Oeste – Avenida Brasil, s/n, Compensa  1

Maternidades:

· Ana Braga – Alameda Cosme Ferreira, s/n – São José 1, zona leste

· Balbina Mestrinho – Rua Duque de Caxias, s/n – Praça 14, zona sul

· Nazira Daou – Avenida Camapuã, 108, Q/316, Núcleo 9, Cidade Nova 2, zona norte

· Azilda Marreiro – Avenida Samaúma, s/n, Monte das Oliveiras – Galiléia 2, zona norte

· Alvorada – Rua 07, s/n – Alvorada 1, zona centro-oeste

· Instituto da Mulher Dona Lindu – Avenida Mário Ipiranga Monteiro, 1581, Adrianópolis, zona centro-sul

· Chapot Prevost – Estrada do Aleixo, km 16 – Colônia Antônio Aleixo, zona leste

Atenção Psicossocial:

· Centro Psiquiátrico Eduardo Ribeiro – Avenida Constantino Nery, 4307 (Chapada)

Ministro da Saúde entrega Unidades Básicas de Saúde em Manaus

O Ministro da Saúde, Ricardo Barros, entrega três Unidades Básicas de Saúde Fluvial (UBSF) nesta quarta-feira (23), no Porto de São Raimundo. As embarcações serão destinadas ao atendimento de populações ribeirinhas dos municípios de Barreirinha, Parintins e Anamã. As UBSF ofertam serviços de atenção básica em saúde e são equipadas com recursos partilhados da Secretaria de Estado da Saúde (Susam)
O Secretário de Estado de Saúde, Pedro Elias de Souza, explica que a as Unidades Básicas de Saúde Fluvial fazem parte de um projeto, apresentado pela Susam ao Ministério da Saúde, cujo objetivo maior é garantir o atendimento de saúde a toda a população ribeirinha do Amazonas. O projeto foi aprovado e o custeio para construção e equipamentos das unidades é dividido entre as três esferas de governo. 

Ministro da Saúde Ricardo Barros participa da entrega das unidades de saúde. Foto: Divulgação/Agência Brasil
O Governo do Amazonas realizou um investimento de R$ 174 mil para compra dos equipamentos para a Unidade Básica de Saúde Fluvial de Barreirinha. Barreirinha e Anamã são, respectivamente, o oitavo, nono e décimo municípios do Amazonas a receber a UBS Fluvial. Já existem outras sete em funcionamento nos municípios de Borba, Manicoré, Itamarati, Tonantins, Manacapuru, Tabatinga e Humaitá. 
Atendimentos
Nas UBSF são ofertados serviços de atenção básica como aplicação de vacinas, consultas médicas e odontológicas, acompanhamento de pré-natal, orientação a pacientes portadores de doenças crônicas como hipertensão e diabetes, entre outras. 
As viagens para atendimento dessas comunidades serão mensais e tem duração de 22 dias, sendo 20 dias para o atendimento aos pacientes, um dia para atividades de educação permanente e um dia para elaboração de relatórios referentes à produção. 
A equipe que fará o atendimento em cada UBSF é composta por um médico, dois enfermeiros, um cirurgião dentista, quatro técnicos de enfermagem, um auxiliar de saúde bucal, um técnico de patologia, um biomédico, um nutricionista, quatro microscopistas e oito agentes comunitários de saúde. 
A infraestrutura da unidade conta com salas de recepção e espera, imunização, coleta de material, procedimentos, farmácia, consultórios médico, odontológico e de enfermagem. Para uso da equipe na viagem há dormitórios copa, cozinha, refeitório e banheiros.