Manaus 30º • Nublado
Segunda, 05 Dezembro 2022

Jiboia arco-íris: espécie resgatada em Rondônia também é encontrada em outras regiões na Amazônia

Essa espécie de cobra é encontrada em parte da Amazônia brasileira, colombiana e venezuelana, além da América Central. Elas vivem aproximadamente 15 anos, podem chegar a mais de dois metros e pesar 5 kg.

Modelo viraliza ao "tomar banho" com jiboia em igarapé no Amazonas

Em uma plataforma de vídeos, a modelo Djidja Cardoso impressionou ao aparecer com a cobra e já conta com quase 12 milhões de visualizações.

Cobra com até 20 centímetros é uma das menores encontradas na Amazônia

A Epictia tenella vive escondida embaixo da terra e, por ter limitações em função do tamanho, sua alimentação é composta basicamente por formigas e cupins.

Portal Amazônia responde: Cobra e serpente são diferentes?

Um animal muito temido na Amazônia é a cobra. Outro muito temido na Ásia é a serpente. Mas qual a diferença?

De jiboia à 'anaconda', conheça as cinco maiores cobras da região amazônica

Algumas espécies chegam a alcançar tamanhos de até oito metros de comprimento.

Conheça as cobras mais encontradas em áreas urbanas da Amazônia e entenda os perigos

Anaconda, Serpentes a Bordo, O Ataque das Víboras, Snakeman e Python são apenas alguns dos inúmeros títulos dos clássicos do cinema que trazem a cobra como a protagonista da história.

Comando de Policiamento Ambiental da PMAM captura cobra jiboia em residência na Compensa

Após encontrarem a serpente, a equipe constatou que ela estava saudável e sem ferimentos. Os policiais devolveram o animal ao ambiente natural, uma área verde da localidade

Casal de menor espécie de serpente da Amazônia é encontrado no Parque do Utinga

Ambos são indivíduos adultos e medem cerca de 13 centímetros de comprimento. O macho é um pouco menor que a fêmea

Selfies podem reduzir expectativa de vida de animais silvestres

Olhares atentos a tudo, e sempre a intenção de bater uma boa foto, que depois de postada nas redes sociais, possa trazer muitos likes e outros tantos comentários. É o vício pelas selfies, que está impactando diretamente na vida de animais silvestres.