Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Quinta, 13 Mai 2021

Conheça os direitos de um estagiário

Modalidade tem regras diferentes do emprego comum

A redução de casos de Covid significa crescimento para a região norte?

Com essa expectativa, o mercado começa a estudar formas de voltar as suas operações, que estavam travadas por conta dos decretos e baixa circulação de clientes.

Comportamentos que mais demitem profissionais no mercado de trabalho

Nesse artigo, vamos conhecer os maus comportamentos que estão no topo da lista de fatores causadores de demissões.

Setic prorroga período de inscrição para cadastro de banco de talentos

O candidato selecionado, além de adquirir experiência profissional, receberá uma bolsa no valor de um salário mínimo

Tenho meu currículo e agora? Como buscar vagas?

Nesse artigo vamos refletir, juntos, sobre algumas questões cruciais para a busca por vagas e oportunidades no mercado de trabalho.

Sine Amazonas divulga 31 vagas de emprego, em diversas áreas, para esta segunda-feira

Todas as vagas são publicadas diariamente, nas redes sociais da Setemp, Instagram (@_setemp) e Facebook (setemp.am)

Vagas temporárias de final de ano na Região Amazônica

Nesse período do ano, as oportunidades temporárias sempre aparecem, principalmente no setor do comércio, que aquece no período de Natal, Ano Novo e materiais escolares.

Como sobreviver às mudanças diárias do mercado de trabalho

"Nem sempre as funções realmente deixam de existir como ouvimos tantos falarem por aí, mas sim começam a se transformar em outros tipos de atividades."

Trabalho informal x Trabalho ilegal

"Assim como a profissão do corretor é uma atividade informal, várias outras podem ser: administradores, nutricionistas, advogados, fisioterapeutas, etc"

Quais habilidades o mercado realmente precisa e quer

"No meio disso tudo temos alguns fatores cruciais que qualquer empresa valoriza em um processo de recrutamento e seleção de pessoas"

Como buscar recolocação profissional para cargos executivos

Diferente da busca por oportunidades operacionais, o nível executivo requer mais networking do que envios aleatórios de currículos

Conheça uma dica matadora para alcançar a sua recolocação

Vamos falar sobre esse assunto, hoje, mostrando o outro da situação, onde muitos profissionais conseguem criar suas oportunidades com base em...... ABORDAGENS

A falta de professores universitários no mercado amazônico

Apesar de a Amazônia ser um grande polo de desenvolvimento industrial, comercial e de serviços, nós ainda temos a falta de alguns perfis profissionais, principalmente para a área de educação universitária. Quando falamos sobre esse assunto normalmente remetemos para as empresas privadas do setor. No entanto, até mesmos as instituições públicas de educação sofrem com esse problema, tendo, em alguns casos, que fazerem contratações temporárias ou efetivas, sem que passem pelo concurso público. A escassez é tão grande que entram na opção de contratações emergenciais.

Como um profissional executivo deve fazer um processo de recolocação

Com o período de reajustes financeiros e administrativos de empresas, muitos(as) executivos(as) foram desligados de suas funções. Não necessariamente por falta de resultados ou competência técnica, mas também por altos salários que antes eram pagos tranquilamente e que hoje estão fora da realidade de capacidade financeira. Empresas faturando menos = menor capacidade para pagamentos de folhas de pagamentos.

Saiba como não cometer erros na confecção de um currículo

A confecção de um currículo é um grande paradigma. Em torno desse assunto, muitas dúvidas surgem em profissionais que buscam entender e saber como funciona a mentalidade de recrutadores e recrutadoras. Além da elaboração em si, temos alguns desafios a serem vencidos e alguns erros que não podem ser cometidos.

Mudança de carreira após a maternidade: desafios, realizações e novos papeis sociais

A maternidade na vida de uma mulher é sempre movida a mudanças, adaptações e, ainda mais, uma fase para ampliar os horizontes. Envolvidas pela emoção e pela sensibilidade de gerar uma vida, muitas delas passam a descobrir novos papeis sociais e até mesmo habilidades antes despercebidas.

Para Raphaela Castro, essas transformações se estenderam da vida pessoal para a profissional, e, logo após ganhar o seu primeiro filho, decidiu experimentar outras possibilidades no mercado de trabalho, apostando na mudança de carreira.

Raphaela é formada em Educação Física e atuou por 12 anos na área. Hoje é empresaria e sócia da Villa Office - Escritórios Compartilhados e Coworking. Ela conta que a maternidade foi um “start” para buscar algo que desse prazer e satisfação profissional, mesmo tendo que enfrentar vários desafios.

Foto: Reprodução/Shutterstock

“A sensação de ter perdido tempo com algo que não me satisfazia veio à tona. Depois, o medo e a insegurança de mudar totalmente de área, enfrentar o desconhecido, os impactos financeiros, correr o risco de errar e ainda pensar como tudo isso iria interferir na criação do meu filho”, compartilha a especialista em Empreendedorismo e Inovação.

Mesmo assim, Raphaela resolveu agir. A especialista buscou, primeiramente, uma oportunidade na área administrativa para sentir como estava o mercado. Logo percebeu que o que queria mesmo era empreender, ter o seu próprio negócio. “A partir daí, comecei a me preparar. Estudei, procurei qualificações para que isso pudesse, de fato, acontecer”, conta.

Raphaela diz que sem sombra de dúvida foi a melhor escolha. “Hoje, olhando para trás, não me arrependo em nenhum momento da minha decisão. Ainda estou caminhando em um terreno novo, mas me sinto muito mais realizada e feliz do que quando trabalhava na minha área de formação. E a maternidade foi a impulsionadora dessa mudança”.

Autoconhecimento e realizações

Vivian Souza, formada em Administração e especialista em Gestão de Negócios e Marketing, conta que após atuar por mais de 15 anos na área de propaganda na indústria farmacêutica, também optou pela maternidade e uma nova jornada profissional. “A princípio, dei um tempo na minha carreira. Afinal, quando a criança nasce, você percebe o quanto ela precisa da nossa presença. Poder participar do seu desenvolvimento, escutar a primeira palavra, ver o primeiro passinho, se tornam prioridades. Eles demandam muito tempo e atenção e, na condição de mãe, se tona necessário e prazeroso mergulhar nesse desafio”, conta.

Para Vivian, as preocupações se modificam. “Ser mãe é ter o cuidado e contribuir na formação de um ser humano melhor. A maternidade te transforma para você dar o exemplo”, afirma.

“Estou retornando aos poucos para o mercado de trabalho, pensando agora em uma possibilidade de atuação mais flexível e prazerosa, que envolva a formação do ser humano, já que a maternidade contribuiu para o meu autoconhecimento e na identificação de novas habilidades”, relata. Agora Vivian se prepara para atuar no processo de coaching e também de liderança.

Para ela, os desafios são novos, mas permitirão mais qualidade de vida. Assim como Raphaela, a especialista em Gestão de Negócios também tem buscado por qualificação para conseguir atender com efetividade esse mercado e assumir o seu papel de mãe com qualidade.

Mudança de Carreira: como lidar?

Cyndia Bressan, coordenadora do MBA Gestão de Pessoas por Competências, Indicadores e Coaching do IPOG e Consultora de Carreiras, conta que o principal desafio é compatibilizar tempo e tranquilidade emocional para estar presente no trabalho e em casa, com a criança.

É importante que a mulher esteja consciente de que haverá picos de demandas em ambos os setores e que eles não devem ser motivadores de uma decisão por impulso, principalmente quando se trata de mudança de carreira. “É fundamental ter uma boa autogestão e inteligência emocional para lidar com todas essas situações”, considera.

Foto: Divulgação

Cyndia alerta que independente de qualquer decisão, sempre haverá perdas e ganhos. Buscar uma rede de apoio no ambiente de trabalho ou no ambiente familiar, dividindo as demandas, faz toda a diferença para agir de forma mais planejada, seja para desbravar o novo ou para retornar a antiga rotina de trabalho.

A reforma trabalhista, os novos modelos contratuais e o avanço tecnológico contribuem para que a mulher também possa explorar e “abraçar” novas possibilidades de atuação no mercado. Trabalhar meio período, por projeto, ou até mesmo à distância podem ser algumas soluções para lidar com os desafios da maternidade. “O fato é: além do regime celetista, há outras opções que permitem flexibilidade e elas estão aí para apoiar a conquista de muitas mulheres serem mães com mais qualidade de vida”, finaliza.

PM-RR: inscrições para concurso com 400 vagas encerra neste domingo

Encerram neste domingo (24) as inscrições para o concurso público da Polícia Militar de Roraima. De acordo com o Edital, são 400 vagas para o cargo de soldado PM 2.ª Classe, sendo 15% das oportunidades destinadas para mulheres. As vagas serão distribuídas para todo o estado nas unidades operacionais ou administrativas, sendo 281 para Boa Vista.

As inscrições podem ser feitas no site da Universidade Estadual de Roraima (UERR), responsável pelo concurso. Já o pagamento da taxa deverá ser efetuado até o próximo dia 2 de julho.

A seleção será feita em quatro etapas classificatórias e eliminatórias. A prova está prevista para o dia 19 de agosto. O concurso tem validade de dois anos e até 1,2 mil candidatos poderão se classificar.

1ª Etapa - prova objetiva

2ª Etapa - exames médicos e edontológicos, toxológicos (1ª fase) e de aptidão física (2ª fase)

3ª Etapa - avaliação psicológica, com exame psicotécnico

4ª Etapa - investigação social

Concurso da Polícia Militar

Inscrições: de 15/05 à 24/06/2018
400 vagas
Salário: não informado
Taxa: R$ 180
Prova: 19 de agosto

Polícia Federal confirma realização de concurso público com 500 vagas

A Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef) e a direção-geral da Polícia Federal (PF) confirmaram a realização do concurso da Polícia Federal que vai oferecer 500 vagas. A realização está prevista para ocorrer até o segundo semestre deste ano.

Agora, a realização do certame depende apenas o término do trâmite do processo de liberação de verbas, que tramita no Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG), que está em análise na Divisão de Concursos do MPDG, desde o último dia 3 de abril.

A informação já havia sido confirmada pelo ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, em fevereiro. Das 500 vagas, 180 serão para o cargo de agente, 150 para delegado, 80 para escrivão, 60 para perito e 30 para papiloscopista.

Segundo Jungmann, o orçamento da pasta para 2018 será de R$ 2,7 bilhões e não haverá contingenciamento das verbas do órgão, conforme ficou decidido após reunião com o Ministério do Planejamento.

A liberação para o novo concurso da PF está relacionada ao principal objetivo do novo ministério, criado por Medida Provisória em 27 de fevereiro. No entendimento do governo, a pasta será responsável por coordenar e promover o combate à criminalidade em parceria com os Estados.

Jungmann responde pelo comando da Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal (que também teve concurso autorizado para 500 vagas), Força Nacional e pelo Departamento Penitenciário Nacional (Depen), antes vinculados ao Ministério da Justiça.

Marinha abre vagas para engenheiros com salários de R$ 11 mil

Foto:Divulgação/Marinha
Estão abertas até o dia 16 as inscrições para o Concurso do Corpo de Engenheiros da Marinha. São 64 vagas para candidatos de ambos os sexos, que tenham menos de 36 anos até o dia 01/01/19, e que já tenham concluído o curso ou estejam em fase de conclusão.

A inscrição é feita no site www.marinha.mil.br/ensino, onde também poderá ser encontrado o edital, com todas as informações. O valor da taxa é de R$ 120.

As oportunidades são para Arquitetura e Urbanismo (2), Engenharia Cartográfica (3), Engenharia Civil (4), Engenharia de armamento (1), Engenharia de Materiais (2), Engenharia de Produção (4), Engenharia de Sistemas de Computação (4), Engenharia de Telecomunicações (3), Engenharia Elétrica (10), Engenharia Eletrônica (7), Engenharia Mecânica (9), Engenharia Mecatrônica (3), Engenharia Naval (5), Engenharia Nuclear (4) e Engenharia Química (3).

Os aprovados em todas as etapas farão o Curso de Formação de Oficiais (CFO) no Centro de Instrução Almirante Wandenkolk (CIAW), na cidade do Rio de Janeiro.

Ao serem aprovados, no final de 2019, os militares serão nomeados Oficiais da Marinha do Brasil no posto de Primeiro-Tenente e passarão a receber rendimentos brutos inicias de cerca de R$ 11 mil, além de diversos benefícios, tais como alimentação, alojamento, auxílio-fardamento e assistência médico-odontológica.

Serviço Militar Temporário da Aeronáutica está com inscrições abertas na Amazônia

Estão abertas as inscrições para profissionais de nível médio, com curso técnico, que desejam ser voluntários no Serviço Militar Temporário da Aeronáutica, este ano.

São oferecidas 801 oportunidades para profissionais que vão permanecer na Força Aérea Brasileira (FAB) por um período de oito anos. O requerimento de inscrição pode ser acessado pela página https://www4.fab.mil.br/quadro_de_graduados_temporarios.php.

As inscrições começaram no dia 5 de março e vão até o dia 23, nas seguintes cidades da Amazônia: Belém (PA), Alcântara (MA), Boa Vista (RR), Eirunepé (AM), Manaus (AM), Porto Velho (RO), São Gabriel da Cachoeira (AM), Campo Grande (MS).

As demais vagas serão distribuídas entre as cidades de Anápolis (GO), Brasília (DF), Canoas (RS), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Santa Maria (RS), Fortaleza (CE), Parnamirim (RN), Recife (PE), Salvador (BA), Rio de Janeiro, Barbacena (MG), Lagoa Santa (MG), Guaratinguetá (SP), Pirassununga (SP), Santos (SP), São José dos Campos (SP) e São Paulo.

Para participar, é preciso ter ter menos de 45 anos de idade até 31 de dezembro deste ano; ter concluído o ensino médio e cumprir os requisitos da especialidade para a qual está concorrendo. Também é necessário ter, no máximo, sete anos de serviço público até a data da incorporação.

As vagas são para as especialidades de Administração, Arrumador Cozinheiro, Eletricidade, Eletromecânica, Eletrônica, Enfermagem, Informática, Informática I, Laboratório, Mecânico de Aeronaves, Motorista, Motorista-bombeiro, Obras, Pavimentação, Processos Fotográficos, Produção de Áudio e Vídeo, Radiologia, Saúde Bucal e Topografia.

Uma vez concluída a inscrição, o candidato passará por um processo de avaliação curricular. Após responder à convocação, ele deverá entregar exames, avaliações e laudos médicos e ser aprovado na inspeção de saúde. Depois da incorporação, os selecionados serão declarados terceiros-sargentos, passando por um estágio de adaptação de praças.