Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Quinta, 13 Mai 2021

Rede Amazônica promove corridas tradicionais em comemoração aos 350 anos de Manaus

Como parte das comemorações dos 350 anos de Manaus, o Grupo Rede Amazônica realiza, neste sábado (30), a 64ª Corrida Pedestre Henrique Archer Pinto e a 60ª Corrida Ciclística Aguinaldo Archer Pinto, reunindo milhares de atletas que correm e pedalam para saudar a capital do Amazonas.

“Manaus 350 anos” é tema de exposição na Câmara dos Deputados

Como parte das comemorações relativas aos 350 anos da capital do Amazonas, pela primeira vez, uma exposição sobre Manaus foi instalada na Câmara dos Deputados, em Brasília. A mostra “Manaus 350 anos” é uma realização da Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços (Cdeics) da Câmara dos Deputados, em parceria com a Prefeitura de Manaus, e está exposta no Espaço Mário Covas, no hall do Anexo II da Câmara, com visitação de 26 a 28 de novembro.
Foto:Divulgação/Manauscult


Vídeos, revistas de material turístico, balas de sabores regionais como cupuaçu e castanha para os visitantes e imagens de locais como o Teatro Amazonas, a Praça da Matriz e o Encontro das Águas compõem a exposição visual, que destaca os atrativos turísticos da cidade e o desenvolvimento tecnológico do Polo Industrial de Manaus (PIM).


Para o diretor-presidente da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), Bernardo Monteiro de Paula, a realização da exposição no Congresso Nacional encerra o ano de comemorações dos 350 anos de fundação da cidade, dando também visibilidade à Zona Franca de Manaus, parte da formação da identidade do manauara.


“Esta é uma oportunidade de mostrarmos um pouco do que significa Manaus para a região Norte: sempre foi um forte polo econômico e que, desde a Copa Mundo FIFA de 2014, vem se consolidando como a metrópole da Amazônia, seja por ruas riquezas naturais incalculáveis, seja por sua cultura e identidade únicas, de diversidade de credos, expressões artísticas, sabores exóticos, ritmos singulares e prédios históricos que vêm sendo recuperados pelo poder público municipal. Por meio desta parceria institucional, realizada através do deputado Bosco Saraiva, a Prefeitura de Manaus promove o destino turístico Manaus no hub aéreo do Brasil, que é a capital federal, Brasília”, afirmou.

Foto:Divulgação/Manauscult


De acordo com o deputado federal Bosco Saraiva (Solidariedade/AM), presidente da Cdeics e idealizador da mostra, a proposta da exposição é apresentar a cidade de Manaus como destino turístico para a Amazônia. “A ideia surgiu do envolvimento que tenho com os movimentos culturais da cidade de Manaus e reconheço que precisamos documentar a trajetória da nossa cidade, reivindicando e promovendo o patrimônio histórico e cultural da cidade. Por isso, me sinto gratificado por ter apresentado uma série de reportagens que revelem aos jovens de Manaus a beleza e a grandeza da nossa cidade”, comentou.


A exposição segue no local com visitação até o dia 28 de novembro, sempre das 9h às 19h, no Espaço Mário Covas, no hall do Anexo II da Câmara dos Deputados – Brasília (DF).


Manaus 350, proposta de resgate à nossa memória histórica

Lastimável constatar: aos 350 anos, acredite ou não, Manaus mantém-se desconectada e distanciada de seu passado, negando reconhecimento e homenagens aos vultos históricos, aos pioneiros e desbravadores que fincaram os marcos civilizatórios na Amazônia. Particularmente, a história de Manaus tem início com a fundação do Forte de São José da Barra, em 1669.

Ponta Negra recebe exposição ‘Manaus 350’ com imagens históricas da cidade

Integrando a programação especial do aniversário de 350 anos de Manaus, a Prefeitura de Manaus estreará nesta terça-feira, 22/10, às 17h, a exposição “Manaus 350”, que reunirá obras do artista visual e historiador amazonense Otoni Mesquita. A mostra estará instalada no Complexo Turístico Ponta Negra, zona Oeste da capital.
Foto:Divulgação/Otoni Mesquita


A exposição, com curadoria, pesquisa e intervenção artística de Otoni Mesquita, retratará, em 75 imagens, pontos turísticos e históricos, além de visões particulares do artista sobre Manaus durante os séculos 18, 19 e 20, proporcionando ao público, a possibilidade de rever lugares antes de suas transformações ao longo dos anos.

 

“Eu acredito que está exposição em grande parte é uma história afetiva sobre a cidade de Manaus. São recortes de uma Manaus que muitos não conhecem, uma amostra de imagens dos séculos 18, 19 e 20.  E eu quis trazer o ponto de vista daquilo que não é tão visível hoje em dia, nesta cidade onde as imagens paralisaram no século 21, sem grandes mudanças. É uma memória realmente de Manaus, recortes que trazem saudosismo, como os Benjamins na Eduardo Ribeiro, o Parque do Mindu. Posso dizer que são imagens de outras Manaus, que desapareceram com o passar do tempo e a exposição possibilitará rever grande parte deles”, pontuou Otoni.

 

A exposição ficará localizada no estacionamento do calçadão da Ponta Negra, próximo à feira de artesanato, por tempo indeterminado, e contará, também, com imagens do acervo da Secretaria Municipal de Comunicação (Semcom). A área em volta da exposição, com o mirante com vista ao Rio Negro, enaltece uma das principais inspirações do artista em algumas de suas obras.

 

“Parte das imagens escolhidas do meu acervo são gravuras e fotografias. Algumas eu descolori, colocando-as em preto e branco, e outras eu colorizei, dando um céu mais vivo, o céu de Manaus, que é contemporâneo, tem sua característica e que vai ser um elemento que vai aparecer com muita frequência nas obras”, ressaltou Mesquita.

 
Foto:Divulgação/Otoni Mesquita


Programação


Na semana do aniversário da cidade, a Prefeitura preparou uma série de atividades para presentear os manauaras. A cidade já está vestida com as cores da campanha que traz em suas peças personagens com histórias marcantes sobre a capital.

 

Além da exposição “Manaus 350”, no dia 24/10, as casas 69 e 77, que figuram entre as residenciais mais antigas da cidade, localizadas na rua Bernardo Ramos, no Centro Histórico, passarão a abrigar o Centro Cultural Óscar Ramos, uma homenagem ao grande artística amazonense morto em junho deste ano.

 

Ainda dentro da programação, haverá a histórica apresentação do “Hino de Manaus”, tocado pela camerata da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), em frente ao Paço Municipal, que hoje abriga o Museu da Cidade, entregue no aniversário da capital em 2018 e que já contabiliza mais de 70 mil visitações.

 

O trabalho de resgate do hino foi coordenado pelo Conselho Municipal de Cultura (Concultura) com o apoio da Secretaria Municipal de Comunicação (Semcom). A composição de Nicolino Milano e Thaumaturgo Sotero Vaz, datada de 1906, teve seu instrumental repaginado e foi regravada pela orquestra Amazonas Filarmônica e pelo Coral do Amazonas no Teatro Amazonas, contando agora – 16 anos após ser aprovada como hino oficial de Manaus – com partituras para orquestra, banda marcial e piano. Após a apresentação, a ideia é popularizar o hino, uma vez que o mesmo foi gravado em CD e DVD.
 
Foto:Divulgação/Otoni Mesquita


Durante o evento, o Concultura fará o lançamento do Edital da 9ª edição dos Prêmios Literários Cidade de Manaus, que objetiva premiar, anualmente, obras inéditas, em língua portuguesa, de autores brasileiros, nos gêneros novela, conto, romance, poesia, crônicas, texto teatral, ensaios, jornalismo literário, entre outros.

 

A programação segue com o lançamento de obras literárias do projeto ‘Memória Reencontrada’. Serão apresentados os livros “O petróleo descobriu Nova Olinda. E o Brasil acreditou”, de Etelvina Garcia. O encerramento das festividades, no Centro Histórico de Manaus, fica por conta do Trio Remanso.

 

Já no dia 25/10, a Prefeitura inaugurará o Pavilhão Universal, símbolo do legado arquitetônico, histórico e patrimonial de Manaus, uma edificação ímpar de ferro da Belle Époque que será entregue revitalizado, reformado e com novo serviço. O novo espaço abrigará um Centro de Atendimento ao Turista, no Centro de Manaus.
 

Boi Manaus


Os parabéns à cidade serão celebrados com o tradicional Boi Manaus, que este ano iniciará no dia 23, a partir das 16h, e se estenderá no dia 24, com o brinde pelos 350 anos da cidade no Complexo Turístico Ponta Negra. Mais de 30 atrações entre levantadores de toada, Bumbás de Manaus, grupos de dança, torcida e ritmistas de boi-bumbá se revezam em dois dias de festa no comando dos tradicionais trios elétricos.


Manaus 350 anos: programação da Secretaria de Cultura começa nesta terça-feira

A Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa começa, a partir desta terça-feira (22), uma programação especial para o aniversário de 350 anos de Manaus em diversos espaços administrados da capital. Visitas especiais e eventos no Teatro Amazonas, apresentações dos Corpos Artísticos e de grupos do Liceu Claudio Santoro, lançamentos de livros, exibição de filmes e documentários, entre outros, farão parte da “Cultura 350”. Os eventos serão gratuitos.


“Como capital do Amazonas, Manaus respira cultura. Nós montamos uma programação variada, para toda a família, para atender a todos os gostos, além de um lançamento de 20 livros em versão acessível a pessoas com deficiência”, destacou o secretário estadual de Cultura e Economia Criativa, Marcos Apolo Muniz.


Confira a programação:


Exposições – 22 de outubro


A exposição “Aquarelando Manaus” estreia no dia 22 outubro, no Centro Cultural Palácio da Justiça (avenida Eduardo Ribeiro, 901, Centro). A mostra é um projeto do artista plástico holandês Sebastiaan Klink e é composta por 33 obras de sua autoria sob a técnica aquarela, com curadoria de Ruth Jucá. Nessa série, Sebastiaan retrata a cidade de Manaus através de suas edificações históricas, praças, recantos, ruas, casas e ornamentos arquitetônicos que ressaltam sua beleza e contam sua história. O público poderá visitar a exposição de terça a sábado, das 9h às 17h, e domingo, das 9h às 14h.

Foto:Divulgação/Atelie-Galeria Sebastiaan Klink


Na Casa das Artes (Largo de São Sebastião), a partir do dia 22, das 14h às 20h, o público poderá visitar a exposição “Manaus Postal 350”, que celebra a capital com 42 cartões postais da Coleção Sec/2006 dos fotógrafos: Andreia Maymi, Antônio Yaccovazo, Carlos Navarro, Lula Sampaio e Otoni Mesquita. A mostra fica em cartaz até dezembro, com visitação de terça a domingo. A entrada é gratuita.
Na Galeria do Largo, também de 14h às 20h, o público ainda pode prestigiar a exposição “Nipetirã – Todos”, que reúne mais de 120 obras de artistas indígenas das etnias Wanano, Tukano, Apurinã e Kamadeni. A mostra vai até fevereiro de 2020, com visitação de terça a domingo, também com acesso gratuito.


Bibliotecas – 22 e 24 de outubro


Em comemoração aos 350 anos de Manaus, a Biblioteca Braille (Sambódromo) terá o lançamento de 20 livros que ganharam versão acessível (em Braille e falado). Entre os autores estão nomes como Arthur Cézar Ferreira Reis, Samuel Benchimol, Alexandre Otto, Agnello Bittencourt, Cosme Ferreira Filho, entre outros. O evento acontece no dia 22, às 11h.


No dia 24 de outubro, a Biblioteca Pública do Amazonas (rua Barroso, Centro) estará aberta ao público com a “Bibliotour”, uma visita guiada especial que passa pela história do patrimônio, das 8h às 12h.


Centros Culturais – 23 de outubro


O Centro Cultural Usina Chaminé (avenida Manaus Moderna, Centro) terá uma programação especial no dia 23, a partir das 9h, com uma apresentação do Balé Folclórico do Amazonas, “Manaus Mana D’água”, uma repaginação do primeiro espetáculo do Balé Folclórico, de 2002, que conta a criação da cidade de Manaus, chegada dos nordestinos e criação do Teatro Amazonas, no período da Belle Époque.

Foto:Divulgação/SEC


O dia ainda terá exibição do documentário “Manaus Coração da Amazônica”, às 10h30; oficina de pinturas indígenas Dessana, às 14h; contação de histórias sobre as lendas amazônicas, às 14h30; e show gratuito do cantor Cileno, às 19h.


Também no dia 23 de outubro, o Centro Cultural Palácio Rio Negro (avenida Sete de Setembro, Centro) oferece uma programação diversa. Das 9h às 17h, o espaço terá visitas guiadas com personagens da Belle Époque; às 9h30, alunos do curso de Teatro Infantil do Liceu apresentam a peça “Venha Morar no Arco-íris”; às 10h30, a aluna do curso de Dança da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Arina Hayane, realiza uma apresentação de balé; às 11h, Kelly Vanessa, do curso de Teatro da UEA, declamará poesia aos visitantes; às 15h, a Camerata de Violões do Liceu Claudio Santoro se apresenta no local e, às 18h, será apresentado o musical “Amigos Para Sempre”, que fala da história da amizade de duas adolescentes, uma autista e a outra muda, com o apoio de alguns personagens dos contos infantis, como Bela e a Fera, Chapeuzinho Vermelho, Peter Pan e Sininho, com mensagens contra o preconceito.


Museus – 22 a 25 de outubro


Os museus administrados pela Secretaria terão uma programação diversa em homenagem ao aniversário da cidade entre os dias 22 e 25 de outubro.


Entre os dias 22 e 25, a partir das 14h, o Cine Silvino Santos, localizado no Museu do Homem do Norte (Centro Cultural Povos da Amazônia, antiga Bola da Suframa), terá exibição gratuita dos filmes “Vivaldão- O Colosso do Norte” (22/10); “Bois-bumbás de Manaus: brinquedo de São João” (23/10); “Patrimônio Histórico” (24/out); “No Paiz das Amazonas”, de Silvino Santos (25/10).
Nos dias 22 e 23, das 13h às 15h, o Museu da Imagem e do Som Amazonas (Misam), localizado no Palacete Provincial (Praça Heliodoro Balbi, Centro), terá uma exibição de documentários com a temática “Cidade, Cultura e Urbanismo”, com as obras: “E fez-se madrugada: Clube da Madrugada”; “Depoimento vivi Luiz Bacelar”;  “Silvino Santos: O fim de um pioneiro”, no dia 22 de outubro; e “Documentário Moacir de Andrade”; “Um pintor amazonense: o pintor Hahnemann Bacelar”, no dia 23 de outubro.


Já no dia 24, a partir das 14h, o auditório do Palacete Provincial recebe uma palestra com os professores Antônio Luca Grifoni e Charles Franklin Santos, do corpo docente do Curso de Design da Fametro, sobre os documentários exibidos. No mesmo dia, o Misam também recebe a exposição de fotografias da “Manaus Belle Époque”, mostrando a visão dos acadêmicos da Fametro sobre a cidade e os patrimônios, a partir das 14h.


No dia 25, das 14h às 17h, continuando a temática “Cidade, Cultura e Urbanismo”, o auditório do Palacete Provincial terá uma palestra com o presidente do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Anazibas, Jean Farias; o representante do Instituto de Arquitetura do Brasil, José Augusto Beça Jr; o arqueólogo Mick Jone Nogueira de Almeida; o artista visual e diretor do Departamento de Museus da Secretaria, Turenko Beça; e a arquiteta e urbanista Melissa Toledo.

Foto:Divulgação/SEC




Teatro Amazonas – 24 a 27 de outubro


No dia 24 de outubro, o Teatro Amazonas estará com visita gratuita para o público em geral durante todo o dia, das 9h às 17h, em comemoração ao aniversário de Manaus. Às 16h, o Hall do Teatro recebe um sarau com participação do Grupo Vocal dos Corpos Artísticos (GVCA), que vai interagir com o público usando um repertório especial em homenagem à capital.


Às 17h, o público presente poderá prestigiar uma “Visitação Teatralizada”, com personagens caracterizados reais e fictícios e roteiro baseado na história do Teatro Amazonas. A ação tem objetivo de criar um ambiente em que o conhecimento se misture com a emoção e reforçando o sentimento de pertencimento da comunidade em relação ao Patrimônio Cultural.


Ainda no dia 24, às 20h, a Série Guaraná terá um concerto especial em homenagem a Manaus, com a Amazonas Filarmônica e o barítono Innacio de Nonno. O repertório contará com o Hino Municipal de Manaus e obras de Claudio Santoro.


Nos dias 25, às 14h, e 26, às 10h30, o Teatro Amazonas ainda terá mais duas sessões da “Visitação Teatralizada” para o público que visitar o patrimônio.


Já no dia 27, a Série Guaraná tem mais dois concertos no Teatro. Pela manhã, às 11h a Orquestra de Câmara do Amazonas e o Balé Experimental do Corpo de Dança do Amazonas apresentam um balé inspirado na vida de Camille Claudel. A regência será do maestro Marcelo de Jesus.


Às 19h, a Orquestra Experimental da Amazonas Filarmônica, sob a regência de Luiz Fernando Malheiro,  executa obras de Bedrich Smetana e Alexander Glazunov.


A entrada para os eventos é gratuita, com classificação para 10 anos.


Boi Manaus 2019 terá mais de 30 artistas em 20 horas de festa na Ponta Negra

Em comemoração ao aniversário de 350 anos da cidade – celebrado no dia 24 de outubro -, o Boi Manaus 2019 chega a mais uma edição em um dos principais cartões-postais da capital, o Complexo Turístico Ponta Negra, zona Oeste, que sediará o evento pelo quinto ano consecutivo. O Boi Manaus é gratuito e integra o calendário oficial de comemorações do aniversário da cidade, promovido pela Prefeitura de Manaus.


A tradicional festa, que acontecerá nos dias 23 e 24 de outubro, contará com mais de 30 artistas do Boi-Bumbá se revezando em quatro trios, totalizando 20 horas de diversão, somando os dois dias da festa. Em sua 22ª edição, o Boi Manaus receberá nomes como David Assayag, Sebastião Júnior, Israel Paulain, Arlindo Júnior, Márcia Siqueira, Klinger Araújo, entre outros. Nos dois dias, a festa terá início às 16h.
Foto:Diego Oliveira/Portal Amazônia
 

A abertura do primeiro dia de evento será feita pelo grupo Kuarup, juntamente com um novo artista, que será definido a partir do processo de seleção. Ainda no dia 23 acontecerá o grande show dos bois-bumbás: Corre Campo, Garanhão e Brilhante. Já no segundo dia, a festa começará com Márcia Siqueira e Mara Lima no comando do trio elétrico.

 

Avaliação


Em 2017, pela primeira vez, os artistas que se apresentaram no Boi Manaus foram avaliados por uma comissão que julgou os critérios performance, indumentária e qualidade musical. Nesta edição, os dois artistas com as menores pontuações deixarão, automaticamente, a programação do Boi Manaus 2020, mas poderão concorrer com os demais inscritos às vagas abertas no ano seguinte. O objetivo é garantir a qualidade das apresentações, em respeito ao público que prestigia os artistas.
 

Manaus 350 anos



O público que for à Ponta Negra também poderá conferir a exposição “Manaus 350 anos”, que conta com a pesquisa e curadoria do renomado historiador amazonense Otoni Mesquita e tem por objetivo contar a história da cidade de Manaus, ao longo de seus 350 anos de desenvolvimento, por meio do uso de imagens históricas e cartões-postais antigos, apresentando, tanto à população local, quanto aos turistas, parte da rica e diversa história da cidade de Manaus, seus povos, costumes, belezas e monumentos a partir de aproximadamente 80 imagens históricas.
 

A programação de aniversário da cidade de Manaus contará ainda com a inauguração do Centro Cultural Óscar Ramos, nas casas mais antigas da cidade 69 e 77, no centro histórico, e também com a entrega do Pavilhão Universal, concluindo o projeto de resgate do importante conjunto das praças Tenreiro Aranha e Adalberto Vale.
 

Haverá, ainda, a histórica apresentação do “Hino de Manaus”. O trabalho de resgate, coordenado pelo Conselho Municipal de Cultura (Concultura), com apoio da Secretaria de Comunicação (Semcom), contará com partituras para orquestra, banda marcial e piano. A composição de Nicolino Milano e Thaumaturgo Sotero Vaz, datada de 1906, ganha partitura oficial 16 anos após ser aprovada como “Hino Oficial de Manaus”, conforme a Lei Municipal 718/2003. Após a apresentação, a ideia é popularizar o hino, uma vez que será gravado em CD e DVD.
 

Programação Boi Manaus


23 DE OUTUBRO (QUARTA)

16h – 16h50 – Integrante Novo 01 e Kuarup

17h – 17h50 – Robson Jr. e Hellen Veras

18h – 18h50 – Grupo A Toada e Carlos Batata

19h – 19h50 – Carlinhos do Boi e Canto da Mata

20h – 20h50 – Fábio Casagrande e Pa Chaves

21h – 21h50 – Prince do Boi

22h – 22h50 – Arlindo Júnior

23h – 23h50 – Sebastião Júnior

00h – 01h – Show dos bois-bumbás Corre-Campo, Garanhão e Brilhante

 

24 DE OUTUBRO (QUINTA)

16h – 16h50 – Márcia Siqueira e Mara Lima

17h – 17h50 – Paulinho Viana e Júnior Paulain e Marujada

18h – 18h50 – Edilson Santana e Carrapicho

19h – 19h50 – Klinger Araújo e Fabiano Neves

20h – 20h50 – Edmundo Oran

21h – 21h50 – Israel Paulain

22h – 22h50 – David Assayag

23h – 23h50 – Leonardo Castelo e Batucada