Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Sábado, 08 Mai 2021

Jornalista Phelippe Daou é homenageado pela FAS, em Manaus

Ex-conselheiros e colaboradores da Fundação Amazonas Sustentável (FAS) foram homenageados durante o evento de comemoração de 10 anos da fundação na sexta-feira (23), em Manaus (AM). O jornalista Phelippe Daou, um dos fundadores do Grupo Rede Amazônica, foi um dos homenageados. Ele fez parte do conselho administrativo da FAS entre 2008 e 2010. O CEO do Grupo, Phelippe Daou Júnior, recebeu a homenagem em nome do pai, que morreu em 2016.

FAS homenageia jornalista Phelippe Daou, em Manaus

Nesta sexta-feira (23), a Fundação Amazonas Sustentável (FAS) realizou o lançamento de um livro sobre a história dos 10 anos da instituição. Segundo o G1 Amazonas, ex-conselheiros e colaboradores foram homenageados durante o evento. O jornalista Phelippe Daou, um dos fundadores do Grupo Rede Amazônica, foi um dos homenageados.


Foto: Reprodução/Rede Amazônica
O CEO do Grupo Rede Amazônica, Phelippe Daou Junior, recebeu a homenagem em nome do pai, falecido em 2016. Phelippe Daou esteve no conselho administrativo da FAS entre 2008 e 2010. "As FAS consegue transformar [essas iniciativas] em uma realidade. O ribeirinho começa a entender a importância no meio em que se vive", disse Phelippe Daou Junior.

Há uma década, a FAS colabora com a manutenção ambiental e a valorização das populações tradicionais do Amazonas. Em 2017, a Fundação foi eleita a melhor Organização Não Governamental (ONG) do Norte do Brasil, segundo o Instituto Doar.


(*colaborou Roberta Bindá, da Rede Amazônica)

Músicos da Amazônia lamentam a morte do produtor Carlos Eduardo Miranda

Morreu na noite desta quinta-feira (22), o produtor musical Carlos Eduardo Miranda. O ex-técnico dos programas 'Ídolos', 'Astros', e 'Qual o Seu Talento', sentiu fortes dores de cabeça e chegou a óbito.

Miranda revelou bandas como Skank e O Rappa, Raimundos e Gaby Amarantos.

Em homenagem publicada no seu perfil no Instagram, a artista paraense revelou o lado carinhoso do parceiro.

"Ele sempre acreditou na música do Pará, eu vou lembrar do seu coração amoroso, do seu lado manteiga derretida e do paizão nosso que ele sempre será", publicou a cantora.


A banda amazonense Luneta Mágica, que se prepara para tocar no festival Lollapalooza Brasil 2018 neste fim de semana, também lamentou a morte do produtor. Pelas redes sociais, os músicos lembraram que estiveram com Miranda poucas horas antes de sua morte.

"Ainda é difícil de acreditar, mas hoje estivemos com ele. Simpaticíssimo, nos recebeu em sua casa com a filha alegre, a esposa e o gato pra conversar sobre música, cinema, quadrinhos e artes em geral, imersos num ambiente repleto de preciosidades", diz a publicação.

Em Manaus, ato homenageia Marielle Franco, morta no Rio de Janeiro

Cerca de 100 pessoas se reuniram no Largo de São Sebastião na tarde desta quinta-feira (15). Eles realizaram uma homenagem para a vereadora Marielle Franco (PSOL), que foi morta durante uma emboscada nesta quinta-feira (14). Participaram do evento representantes de diversas entidades, professores e estudantes, que levaram cartazes e mensagens de justiça ao Centro.
Foto: Diego Oliveira/Portal Amazônia

Emocionada, a Senadora, Vanessa Grazziotin, contou que está na hora das mulheres se unirem para acabar com a violência gratuita. “O que aconteceu com a Marielle se repete diariamente. Tentaram calar a voz de uma, mas juntas somos mais fortes. Passamos por muitas coisas durante os últimos anos, então está na hora de levantar e enfrentar a situação com todas as forças”, disse.

Já a universitária Ketlen Viana, acredita que Marielle será honrada pelos brasileiros. "Negra, mulher e lutadora. Ela era uma pessoa que tinha um ideal e morreu de uma forma tão trágica. Não esqueceremos o sacrifício que a Marielle fez. A luta vai continuar e as mulheres precisam mais do que nunca ficarem uma ao lado da outra. Aguardamos justiça, que as autoridades não descansem até encontrarem os culpados", disse. 

Foto: Diego Oliveira/Portal Amazônia

O ato reuniu também alguns curiosos que prestavam atenção ao que era dito. O comerciante Saulo Guimarães viu a notícia da morte de Marielle nas redes sociais e lamentou a violência que foi usada. “Ela queria fazer o bem, e morreu desse jeito. Quer dizer que todas as pessoas que forem contra a corrupção vão ter o mesmo destino? Dá até medo de fazer parte da mudança do país”, comentou. 

Participaram da homenage, os representantes do Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Superior do Estado do Amazonas, Central dos Trabalhadores do Brasil, Manifesto LGBT, Juventude do PT, Movimento de Luta Popular, Movimento Indígena, entre outros. Participaram ainda da manifestação professores e alunos da Universidade Federal Do Amazonas (Ufam).

Solenidade ao Cinquentenário do Resgate da Aeronave Catalina é realizada em Guajará-Mirim

O 6º Batalhão de Infantaria de Selva (6º BIS) de Guajará-Mirim (RO) realizou na sexta-feira (16), uma cerimônia solene em comemoração ao Cinquentenário do Resgate da Aeronave Catalina. O acidente aconteceu em 1968, onde quatro pessoas morreram e 40 sobreviveram, no Forte Príncipe da Beira, em Costa Marques (RO).

6º BIS em Guajará-Mirim realiza solenidade ao Cinquentenário do Resgate da Aeronave Catalina

O 6º Batalhão de Infantaria de Selva (6 º BIS) em Guajará-Mirim (RO), realiza no dia 16 de fevereiro, uma cerimônia solene em comemoração ao Cinquentenário do Resgate da Aeronave Catalina, que caiu no Forte Príncipe da Beira em 1968 e teve 40 sobreviventes. O coronel Fábio Lustosa falou sobre as homenagens que serão feitas na cerimônia.

Homenagem ao chef Paul Bocuse, o 'papa' da gastronomia

Índios peruanos batizam floresta em homenagem ao Papa Francisco

Foto:Reprodução/Ministerio del Ambiente-Perú

Uma comunidade indígena do Peru batizou uma área de 1,8 mil hectares da Amazônia com o nome do papa Francisco, informou o Ministério do Ambiente do país. De acordo com o governo peruano, a medida é um reconhecimento à preocupação do líder católico em cuidar e conservar o meio ambiente em meio à mudança climática.

Chamada "Nihii Eupa Francisco", que significa "Floresta Papa Francisco", na língua nativa da etnia amahuaca, fica na comunidade nativa de Boca Pariamanu, situada na região de Madre de Dios, região que o papa Francisco visitará em janeiro de 2018. Os indígenas pretendem entregar de presente ao Papa a ata da assembleia em que decidiram mudar o nome da floresta, para que Jorge Mario Bergoglio conheça as ações ambientais adotadas na aldeia.

A comunidade de Boca Pariamanu é formada por 180 habitantes agrupados em 20 famílias, e é a única comunidade de Madre de Dios da etnia amahuaca.

Durante sua visita ao Peru, além de Porto Maldonado, o papa Francisco irá à capital Lima e à cidade de Trujillo, entre os dias 18 a 21 de janeiro, depois de passar pelo Chile.

Aleam entrega Comenda Phelippe Daou ao filho do jornalista

Na data de um ano de morte do jornalista e empresário Phelippe Daou, nesta quinta-feira (14), foi realizada a entrega da Comenda criada pelos deputados Sabá Reis e Alessandra Campelo. A solenidade aconteceu na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) e a primeira Comenda foi entregue ao filho do jornalista, Phelippe Daou Júnior.

CEO do GRAM recebe medalha jornalista Phelippe Daou

Na manhã desta quinta-feira (14), o CEO do Grupo Rede Amazônica (GRAM) Phelippe Daou Júnior recebeu a comenda Jornalista Phelippe Daou no plenário da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), em homenagem pelo destacado empenho na promoção do desenvolvimento sustentável no Estado.

A comenda foi criada a partir de uma propositura da deputada Alessandra Campêlo (OMDB) e do deputado Sabá Reis (PR), que falou da escolha do nome da comenda e da importância do trabalho de doutor Phelippe para o desenvolvimento da Amazônia.

"Quando se fala em doutor Phelippe, eu fico impressionado em ver o que este homem representou para pessoas que eu nunca imaginei que a gente pudesse alcançar. O que mais me chamava a atenção nesse homem, era a simplicidade, a forma que ele adotou para viver e conviver com as pessoas, procurando ser amigo de todos. Isso me tocou para escolhê-lo", disse o parlamentar.
Foto: William Costa / Portal Amazônia
Para Phelippe Júnior, a comenda é um momento de emoção e de justiça, por tudo que seu pai representou para a Amazônia.

"A homenagem que está sendo feita ao pai é bastante justa, por tudo que ele fez, que está associado a vida que ele levava. E a medalha que recebo hoje, tem esse significado, homenagear personalidades que se destacam no empreendedorismo, atividades socio-ambientais, isso era a vida dele. Uma homenagem ao nome dele, não como algo vazio, mas muito dele, de como ele viveu, o que pensava e sonhava. É gratificante para a família todo esse reconhecimento", disse.

Além de familiares, estavam presentes na solenidade admiradores e muitos amigos, como foi o caso do arcebispo metropolitano de Manaus Dom Sérgio Eduardo Castriani, que a fé católica de Phelippe Daou.

"Exemplo de homem católico praticante de verdade, que tem sua vocação cristã como um homem de fé. Deus testemunho de sua fé e nunca teve vergonha de ser católico, sempre vivendo honestamente. Um exemplo para todos nós", disse.
Foto: William Costa / Portal Amazônia
A presidente do conselho consultivo do GRAM, Claudia Daou Paixão falou do reconhecimento de seu pai com a comenda. "Hoje faz um ano que nosso pai partiu, e essa homenagem só vem para reconhecer o trabalho dele, e o que ele representa, isso é muito significativo. E as pessoas que receberem essa comenda, a partir do ano que vem, vão ter esse orgulho, pelo caráter, pela dignidade, por esses valores que ele passou para todos nós", contou.

Phelippe Daou Júnior, recebeu a homenagem pelo seu compromisso com o desenvolvimento sustentável, quando do cuidado de uma das empresas do Gram, a Amazônia Cabo. Em um momento de emoção na tribuna, o CEO relembrou que se tornou hoje, é graças a seus pais. " Se chegamos até aqui, Cláudia e eu, foi pela rigidez que nosso pai foi para conosco. O homem que me tornei, devo ao meu pai, "concluiu.
Foto: William Costa / Portal Amazônia
Sobre a comenda

A Comenda será entregue todos os anos no dia 15 de dezembro, data escolhida em homenagem ao nascimento de Phelippe Daou. O nome da personalidade ou entidade será indicado até o dia 1º de setembro e a aprovação acontecerá mediante votação da maioria dos deputados da Casa.

E destina-se a homenagear, uma vez ao ano, uma personalidade ou entidade com destacado desempenho na promoção do desenvolvimento sustentável da Amazônia. 
Foto: William Costa / Portal Amazônia
Foto:William Costa / Portal Amazônia
Foto: William Costa / Portal Amazônia
Foto: William Costa / Portal Amazônia

Amigos se emocionam com um ano de morte do jornalista Phelippe Daou

Há um ano o jornalista e co-fundador do Grupo Rede Amazônica, Phelippe Daou, morreu em Manaus (AM). Muito além de investir e incentivar a comunicação na região Norte, o jornalista deixou um legado de integração da Amazônia. Amigos se emocionam ao falar da parceria e do pioneirismo de Daou. A reportagem especial é de Ana Maria Reis. 

Shopping popular Phelippe Daou é inaugurado em Manaus

Um grupo de 719 permissionários foram beneficiados com boxes no Shopping Popular T4 Phelippe Daou, na zona leste de Manaus (AM), que passou a funcionar neste domingo (10). São 15 mil metros quadrados de área localizado no bairro Jorge Teixeira, que também conta com espaço de alimentação e terá serviços do PAC, Sine e Sinetram. As obras começaram em 2014 e contaram com um investimento de mais de R$ 40 milhões. 

Comenda é criada em homenagem ao jornalista Phelippe Daou, em Manaus

Uma comenda na Assembleia Legislativa do Amazonas (ALEAM) foi criada em homenagem ao jornalista e co-fundador do Grupo Rede Amazônica, Phelippe Daou, que será concedida à pessoas que contribuam ao desenvolvimento econômico, social e ambiental da região. A primeira comenda será entregue ao filho do jornalista, Phelippe Daou Júnior, no dia 14 de dezembro. A entrevista é com o autor da lei, deputado estadual Sabá Reis (PR).

Medalha de Ouro Cidade de Manaus

Cantores paraenses recebem título de cidadãos amazonenses

Foi realizada na manhã desta quarta-feira (22) na Assembléia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM) uma sessão especial em que foram reconhecidos como cidadãos amazonenses, os cantores paraenses Pinduca, o rei do carimbó e Wanderley Andrade, o príncipe do brega.
  
Wanderley Andrade e Pinduca na Aleam. Foto: William Costa/Portal Amazônia
Pinduca falou da alegria em poder receber a comenda. "É motivo de muita satisfação, porque já venho fazendo esse trabalho a alguns anos, e o Amazonas sempre reconheceu o meu trabalho, e hoje me presenteia com essa homenagem", disse.Para o deputado estadual Sinésio Campos (PT-AM), que propôs a homenagem através da comenda, o reconhecimento é uma gratidão ao cantor Pinduca."Esse homem de 80 anos, sem vícios, com uma vitalidade incrível, além de ser um reconhecido músico é sem dúvida um exemplo para todos nós. Não existe uma diferença entre amazonenses e paraenses, o que existe é uma relação com a música e com a arte muito intensa, e nosso ícone Pinduca representa isso. Às vezes não conhecemos o caboclo amazônida, deixamos para os de fora, mas esse momento é de reconhecer o que é nosso", disse o deputado.  
Pinduca acredita que reconhecimento é fruto de seu trabalho. Foto: William Costa/Portal Amazônia
Wanderley Andrade também recebeu a comenda de cidadão amazonense, e fala do carinho de ter seu trabalho reconhecido pelo Amazonas."É um momento de união, não existe divisão alguma, há um troca, uma junção na música, pois o que cantamos aqui, cantamos em qualquer parte da Amazônia. Você vê artistas diferentes produzindo todo o tipo de música, mas tudo é música. Hoje há um comprometimento do Norte, com as coisas de Amazônia, e isso é o que recebo nesse momento, e eu só tenho a agradecer", disse.
  
Wanderley acredita que a homenagem mostra a união dos amazonenses e paraenses. Foto: William Costa/Portal Amazônia

Cantora Verônica Padrão homenageia Alcione, em Rio Branco

Quê: Show Quase Marrom
Quando: 24 de novembro
Onde: Complexo 14 Bis, localizada na Avenida Getúlio Vargas, 595, Centro
Horário: 22h
Valor: R$ 100 (mesas)
Informações: (68) 98120-4438
Foto: Divulgação

Camilly Victória se fantasia de Carla Perez em festa de Halloween

Se você acha que arrasou na fantasia de Halloween deste ano espere até ver o que Camilly Victória, filha de Carla Perez e Xanddy aprontou durante a festa que é tradição nos Estados Unidos. A adolescente que desde 2016 mora fora do país ousou ao homenagear a eterna loira do Tchan com um dos figurinos usados pela mãe nos anos 90 quando ainda se apresentava com a banda.

Com direito a peruca loira, shortinho e a bota preta, Camilly reproduziu perfeitamente o look e ganhou as redes sociais com a brincadeira compartilhada em seu perfil no Instagram. "Dia de colocar a fantasia favorita para ganhar doces!
Foto: Reprodução/Instagram-Camilly Victória

Aqui as pessoas investem nas fantasias, tem até concurso na rua de melhor fantasia, uma mais linda que a outra. Alguns se vestem de super-heróis, de monstros, outras de princesas ou artista preferido. Este ano eu escolhi me fantasiar dessa artista que é um orgulho para mim, a senhora minha mãe Carla Perez na época do Tchan", escreveu a jovem.


Parece que a roupa foi a única coisa que Camilly conseguiu imitar. Na legenda a jovem ainda brincou com a falta de molejo no corpo e revelou que irá ficar devendo no quesito dança. "A roupa eu consegui copiar direitinho, mas o seu requebrado, minha mãe, não consigo, minha coluna dá um nó. Te amo!", disse a filha de Xanddy.

Mas com uma fantasia dessa a gente até deixa passar a falta de rebolado né? Saiba mais no iBahia. 

Busto de Phelippe Daou é inaugurado na sede da Rede Amazônica em Manaus

Uma cerimônia foi realizada nesta quarta-feira (1) na sede do Grupo Rede Amazônica, em Manaus (AM), para inaugurar o busto de bronze em homenagem ao jornalista Phelippe Daou, um dos fundadores do Grupo. Familiares, amigos e colaboradores compareceram à cerimônia, que também homenageou os co-fundadores Joaquim Margarido e Milton Cordeiro. Obra foi feita pelo artista plástico Mario Pitanguy.

Inaugurado busto em homenagem ao jornalista Phelippe Daou

Uma cerimônia, realizada nesta quarta-feira (01) no Hall de entrada da sede da Rede Amazônica, em Manaus, inaugurou o busto em homenagem ao Dr. Phelippe Daou, um dos fundadores do Grupo.
Foto:Clarissa Bacellar/Rede Amazônica
A solenidade foi conduzida pelo jornalista e diretor do Museu da Rede Amazônica, Abrahin Baze, que falou sobre a importância de se ter na memória o grande legado deixado pelo jornalista Phelippe Daou.
" A memória é particular do ser humano, mas guardar a imagem, coisa que doutor Phelippe fazia com fidalguia, sempre será lembrado por todos nós. E hoje temos a oportunidade de continuar a preservar essa memória, onde a empresa está dando um passo a mais, nesse sentido", disse.
Ainda sobre o legado, Abrahin relata que doutor Phelippe sempre foi um homem apaixonado pela amazônia, " ele nos deixou o desafio de amar a Amazônia. A responsabilidade nossa é de defender a Amazônia, essa que está à serviço do Brasil e da humanidade," completou.
O CEO do Grupo Rede Amazônica, Phelippe Daou Junior, também relatou da importância de ter o registro da memória de seu pai, a partir de um busto, "ainda não tínhamos feito essa homenagem, é um tanto deferente das que já temos visto na Rede Amazônica, mas que simboliza bem o carinho e o amor que a gente tem, não só pelo nosso pai, mas também ao que ele tinha de carinho por todos nós," disse.
"A homenagem de hoje, simboliza um pouco do legado deixado pelo doutor Phelippe, e é bom que a gente tenha essa lembrança dos gestos de como ele recebia, se despedia e como fazia amizades. Isso é o que é o doutor Phelippe deixa para todos nós," completou.
Foto:Clarissa Bacellar/Rede Amazônica
Ainda na cerimônia, houve a entrega de placas em homenagem aos fundadores Milton de Magalhães Cordeiro e Joaquim Margarido para seus familiares, feita por Claudia Daou Paixão, Presidente do Conselho de Administração do Grupo Rede Amazônica, e o anúncio da criação de um comenda na Assembleia Legislativa do Amazonas, proposta pelo deputado estadual Sabá Reis, que homenageará doutor Phelippe, pelo legado e relevância dos serviços prestados para o desenvolvimento da Região.
Também estiveram na solenidade, grandes nomes e personalidades do Amazonas, como o músico Celdo Braga, doutor Anoar Samad, o jornalista Guilherme Aluisio, o empresário José Roberto Tadros, dentre outros.

Anitta curte e compartilha foto de blogueira manauara

A semana do Dia das Bruxas está sendo mais do que interessante para a cantora Anitta. A artista postou neste domingo (29) várias fotos de internautas que resolveram homenageá-la. Entre eles, se destacou a fantasia usada pela blogueira amazonense Raphaela Moura, que ganhou até uma curtida da eterna poderosa. 
Foto: Reprodução/Instagram-Anitta

Raphaela usou uma fantasia inspirada no clipe 'Is That For Me', gravado por Anitta e o DJ Alesso na Amazônia. O look contou até mesmo com as vitórias-régias, planta típica da região. Ao colocar as homenagens, Anitta escreveu: "Halloween... eu não to dando conta".