Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Sábado, 08 Mai 2021

Fundação Carlos Gomes abre inscrições para seleções nos cursos de música, em Belém

As inscrições para acesso em 2020 ao Instituto Estadual Carlos Gomes (IECC) acontecem no período de 16 a 20 de dezembro de 2019, na Secretaria do IECG, nos horários de 8h às 12h e 14h às 18h. A taxa de inscrição custa R$ 50.
Foto:Divulgação/Agência Pará

Ao todo, 176 vagas são ofertadas no processo seletivo e destinadas à candidatos na faixa etária de 7 a 20 anos de idade que tenham sido musicalizados em qualquer instituição especializada em ensino de música nos anos de 2018 e 2019.


Para preenchimento das vagas serão realizados Teste de Verificação de Aptidão para Instrumento Musical e Canto Lírico obedecendo à parâmetros previamente definidos e aplicáveis em conformidade com as especificidades de cada instrumento ou do Canto Lírico.
As provas de aptidão serão realizadas entre os dias 20 e 22 de janeiro de 2020.


Os interessados devem ficar atentos aos prazos e procedimentos descritos no edital relacionados à inscrição, isenção, pagamento de taxas, entrega de documentação e realização do testes de aptidão. Todas as informações sobre o processo estão disponíveis no site da FCG.


Para realização da inscrição o candidato deve entregar na Secretaria do IECG os seguintes documentos:

  • Ficha de Inscrição no Teste de Aptidão devidamente preenchida disponibilizada no ANEXO I do edital;
  • Cópia do certificado de conclusão de Curso de Musicalização ou Declaração, Boletim ou Histórico Escolar;
  • que comprove a conclusão do curso, emitidos pelas instituições citadas no Item 1.2 do edital;
  • Cópia do RG ou da Certidão de Nascimento;
  • Cópia do CPF;
  • Declaração de matrícula da escola regular.

A inscrição deverá ser realizada utilizando o número de CPF DO CANDIDATO. Caso o candidato ainda não possuir o CPF, a inscrição poderá ser realizada com o CPF do pai, da mãe ou de outro responsável dentro das normas estabelecidas pela lei, porém a matrícula do mesmo, no caso de aprovação, ficará condicionada a apresentação do número de CPF do aprovado no período da matrícula, sob pena de perda da vaga.


Vagas ampla concorrência:
 Vagas para PcD:
 Calendário Completo


Período de inscrição - 16 a 20/12/2019

Homologação das inscrições - 27/12/2019

Solicitação de Isenção de taxa de inscrição - 06/01/2020

Resultado dos pedidos de isenção de taxa de inscrição - 08/01/2020

Entrega do Laudo Médico dos candidatos declarados PcD’s Até - 09/01/2020

Confirmação de inscrição - 13 a 17/01/2020

Realização do teste -  20 a 22/01/2020

Resultado final do teste - 28/01/2020

Solicitação de isenção de taxa de matrícula - 29/01/2020

Resultado dos pedidos de isenção de taxa de matrícula - 31/01/2020

Matrícula dos aprovados no teste - 03 a 07/02/2020

Início do ano Letivo de 2020 - 03/03/2020

Acesse aqui, o edital completo.

Concerto comemora os 30 anos da Fundação Carlos Gomes em Belém

A Fundação Carlos Gomes promove no próximo domingo (18), às 18h, na Concha Acústica da Praça Santuário, um concerto para celebrar os 30 anos da instituição. O evento terá como atrações musicais o grupo Sementes do Choro, a Banda de Música da Sociedade Beneficente Cristo Redentor, o grupo Flautas Doce da Amazônia, o Coro Carlos Gomes e a Banda Sinfônica da FCG.

A programação tem entrada franca e permite ao público conhecer o trabalho realizado pelo centenário Instituto Estadual Carlos Gomes (IECG), entidade mantida pela Fundação Carlos Gomes, que atua na formação de instrumentistas no Pará.

Foto: Anderson Silva/Ag. Pará

História

Criada em 1986, a Fundação Carlos Gomes é a entidade mantenedora do Instituto Estadual Carlos Gomes, antigo Conservatório Carlos Gomes. Tem por missão difundir a educação musical, promover a inclusão social e garantir ensino musical de qualidade para crianças, jovens e adultos por meio de cursos regulares na capital.

A FCG desenvolve atividades na área de ensino, pesquisa e extensão, atuando na formação profissional de músicos e na execução de projetos voltados para o desenvolvimento da Educação Musical em todo o estado, como a Interiorização, que por meio de parcerias com prefeituras e organizações da sociedade civil, possibilita a criação e manutenção de escolas e bandas de música.

A Fundação desenvolve iniciativas para aprimorar o conhecimento musical de instrumentistas como o ‘Projeto Orquestra’, que trabalha a prática de orquestra, e o Ópera Estúdio, que prepara cantores líricos para a carreira operística. Além disso, dissemina esse conhecimento com a realização de projetos como o ‘Concertos Didáticos’, voltado para estudantes de escolas públicas. Atua ainda na área da responsabilidade social, descentralizando ações e levando educação musical para bairros da periferia através do ‘Projeto Música e Cidadania’.

É responsável por importantes eventos artísticos-pedagógicos como o Festival Internacional de Música do Pará, Festival Música das Américas, Festival de Música Brasileira, Encontro de Cordas, Encontro de Metais, Encontro de Percussão (Festa do Ritmo), Encontro de Violões, Concurso Dóris Azevedo, Painel Funarte de Bandas de Música, Encontro de Canto da Amazônia (Encanta) e Cinema Mudo, entre outros.

Banda Sinfônica

Criada em 1998 com o objetivo de reforçar a qualificação profissional dos alunos de instrumentos de sopro e percussão dos níveis básico, técnico e Bacharelado em Música, do antigo Conservatório Carlos Gomes, a Banda Sinfônica da Fundação Carlos Gomes faz apresentações regulares em eventos artísticos e didáticos e participa da abertura do Festival Internacional de Música do Estado do Pará desde a sua 12º edição. Recentemente, tem se apresentado sob a regência de dedicados maestros nacionais e internacionais, ampliando seu repertório a partir de uma pesquisa cuidadosa, com um olhar especial para compositores brasileiros. Em suas apresentações, conta com a participação de solistas renomados nacional e internacionalmente. Atualmente tem como regente titular o professor do IECG Amilcar Pimenta Gomes.

Foto:  Anderson Silva/Ag. Pará

Flautas Doce da Amazônia

O grupo começou as atividades em 2011 como uma atividade de extensão do Instituto Estadual Carlos Gomes (IECG), com o objetivo de proporcionar aos alunos de Flauta Doce a vivência de tocar em conjunto e, com isso, conhecer e desenvolver repertório próprio para esse instrumento, fazer arranjos e oportunizar o início de uma atividade artística com suporte pedagógico para esses alunos. Fez sua primeira apresentação para o público em junho de 2012 dentro do XXV Festival Internacional de Música do Pará. Desde então participa de concertos promovidos pelo IECG/FCG. Por onde toca, o grupo chama atenção pelo uso de sete diferentes tamanhos de flautas doces tocadas por cerca de 20 componentes, o que faz da sonoridade deste grupo algo ímpar e surpreendente. É coordenado pelo flautista Acácio Cardoso, professor do IECG.

Coro Carlos Gomes

Formado em abril de 1995 pela maestrina cubana Maria Antonia Jiménez, o coro realiza um intenso trabalho de disseminação da música coral erudita e brasileira e contribui para o desenvolvimento da cultura musical. Foi premiado em vários concursos internacionais para coros dos quais participou, atuações que confirmam o confirmaram no seleto meio dos mais reconhecidos Coros de Câmera: Medalha de Ouro na categoria Coros de Câmara de vozes mistas e Medalha de Prata, na categoria Música Coral Sacra no XXVII Concurso Internacional de Coros Franz-Schubert, em Viena, na Áustria, em 2010.

Em 2008 o Coro ganhou medalha de ouro e prata nas categorias de Coros de Câmera e Música Contemporânea na V Olimpíada Mundial de Coros (Word Choir Games), em Graz, na Áustria, sendo o único coro a representar o Brasil dentre os mais de 400 grupos de 92 países participantes. Ganhou medalha de Ouro no IX Concurso Internacional de Coros Orlando Di Lasso, em Camerino, na Itália, em 2002, e medalha de Bronze no XII Concurso de Música Sacra em Preveza, na Grécia, em 2006. Em 2010 surpreendeu o público paraense com a estreia mundial e registro fonográfico da Obra “Missa Amazônica em Homenagem à Virgem de Nazaré”. O repertorio do Coro é eclético, abrangendo todos os estilos da música coral erudita tanto a capela quanto sinfônico coral, e interpretando também música popular, folclórica e contemporânea.

Sementes do Choro

Criado pelos professores Idalcy Pamplona Filho (Cizinho) e Acácio Cardoso, o grupo é formado por cinco componentes na faixa de 11 a 16 anos. Surgiu em agosto de 2013 com o objetivo de promover a socialização por meio da música e aproximar crianças, adolescentes e jovens da música genuinamente brasileira como o choro e o samba. É formado por Denys Lee (violão), Gabriel Calandrine (flauta doce), Gabriel Arcanjo (cavaquinho), Yuri Gomes (Pandeiro) e Fernanda Calandrine (canto e surdo). Os componentes do grupo são alunos do Instituto Carlos Gomes e tem se apresentado em eventos artísticos pedagógicos como o Projeto Concertos Didáticos. Em junho de 2016 foi convidado para participar do XXIX Festival Internacional de Música do Pará, um dos principais eventos musicais do estado, realizado pela Fundação Carlos Gomes (FCG).