Manaus 30º • Nublado
Terça, 28 Setembro 2021

Os coloridos sapos-ponta-de-flecha: pequenos no tamanho e gigantes em beleza (e veneno!)

Os sapos-ponta-de-flecha têm esse nome pelo fato de que algumas espécies foram documentadas como sendo utilizadas por algumas tribos indígenas na Colômbia para envenenar dardos

Conheça o curioso e amigável macaco-da-noite ou jupará, espécie Potus flavus

O jupará tem ampla distribuição geográfica em toda a Amazônia, porém pode ser encontrada na Mata Atlântica litorânea do leste do Brasil.

Veneno mortal: conheça o sapo da Amazônia que está entre os mais perigosos do mundo

O Sapo Ponta-de-Flecha geralmente possui cores em tons vermelho, azul ou amarelo brilhante.

Conheça o kambô, uma das maiores pererecas da Região Amazônica

Essa espécie ocorre na Amazônia brasileira e também nas Guinas, Venezuela, Colômbia, Peru, Bolívia e possivelmente, na região leste do Equador.

Peixes-elétricos: uma das maiores riquezas da nossa fauna amazônica

Esse grupo de peixes são conhecidos pela capacidade de gerar e detectar campos elétricos no ambiente em que ocorrem.

Riqueza de espécies de peixes na bacia amazônica segue padrão inesperado. Confira:

São 2.257 espécies descritas ou 15% do total conhecido pela ciência para o hábitat de água doce em todo o mundo

Onça-pintada: Um animal que dispensa apresentações!

A espécie Panthera onca, conhecida popularmente como onça-pintada ou pantera, é o maior felino das Américas e uma das espécies mais emblemáticas das nossas florestas

Um convite para conhecer nossa maior riqueza

Muitas espécies na Amazônia são consideradas espécies-chave, responsáveis por exemplo, por manter o equilíbrio populacional de outros animais

Livro Vermelho da Fauna: Amazônia tem 180 espécies sob risco de extinção

Considerando o conjunto de espécies avaliadas, a Amazônia é o bioma com maior riqueza de espécies da fauna

Rasga-mortalha, a espécie de coruja branca cercada de mitos na região Amazônica

A rasga-mortalha (espécie Tyto furcata) é uma espécie de coruja da Tytonidae amplamente distribuída pela América do Sul, que pode ser encontrada em áreas urbanas abertas (cidades), casas velhas, torres, igrejas, fazendas, pastagens e bosques.

Pesquisadores são surpreendidos com descoberta de sapo bilíngue na Amazônia; veja o vídeo

Da coleta dos sons até a publicação do artigo, anunciando o “sapinho” bilíngue, foram sete anos de pesquisa

Primeiro manejo sustentável de jacaré em vida livre do Brasil acontece na Amazônia

Atividade pode se tornar fonte de renda alternativa para comunidades ribeirinhas do interior da Amazônia

Mico munduruku: Nova espécie de primata que ocorre no interflúvio Tapajós-Jamanxim, estado do Pará

Na América do Sul ocorrem cerca de 156 espécies de primatas, sendo que 60% desse total estão na Amazônia brasileira. Os saguis, são primatas de pequeno porte, que se alimentam de frutas, invertebrados e da seiva de árvores, principal fonte da sua die

Pesquisa indica que o Macaco-de-cheiro-de-cabeça-preta pode ser extinto nos próximos 40 anos

Pequeno e ágil, o amazônico macaco-de-cheiro-de-cabeça-preta (Saimiri vanzolinii) corre o risco de ser extinto nas próximas décadas. Isso porque as mudanças climáticas devem trazer transformações irreversíveis ao habitat do primata com a menor distri

Pesquisa identifica espécies ameaçadas de extinção vivendo na costa do Amapá; veja quais são

Um pesquisa identificou que algumas espécies ameaçadas de extinção estão vivendo na costa do Amapá, como o tubarão-martelo, mero e cação. A pesquisa resultou no livro “Peixes da Zona Costeira do Parque Nacional do Cabo Orange, Estuário Amazônico, Ama

Estação ecológica em Roraima instala armadilhas fotográficas para analisar espécies noturnas

O uso de armadilhas fotográficas tem se mostrado como uma ferramenta importante para a pesquisa, na obtenção de informação de espécies noturnas e esquivas, como mamíferos. A Estação Ecológica de Maracá (ESEC-Maracá), em Roraima, aderiu a um protocolo

Seis espécies podem ajudar a conservar toda a vida aquática da Amazônia; entenda

O novo plano nacional de conservação de mamíferos aquáticos da região amazônica ameaçados de extinção, aprovado na segunda-feira (21), estabelece metas e propostas para a conservação de lontras, ariranhas, botos-rosa, botos-cinza (tucuxis), botos-do-