Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Quinta, 13 Mai 2021

Columbia Pictures planeja reboot de Anaconda

De acordo com informações, o filme será uma reimaginação do original. Ainda não há uma data de lançamento 

Batalhão Ambiental da PM resgata jiboia no conjunto Petrus

A equipe foi acionada por volta das 17h, quando foi informada que a cobra estava na área de estacionamento de um residencial

Jiboia

A jiboia é a mais conhecida das serpentes da família Boidae, que inclui as maiores cobras do mundo.

Morador flagra sucuri de 8 metros em vicinal do interior de Roraima; veja o vídeo

Três motociclistas foram surpreendidos com uma sucuri enquanto passavam pela vicinal 26, em São João da Baliza, Sul de Roraima, nesta sexta-feira (25). O réptil estava atravessando a pista e impedia a passagem dos condutores. Confira:







Moradores flagram sucuri de mais de 3 metros atravessando a BR-364, em Rondônia; assista

Uma cobra sucuri de mais de três metros de comprimento foi flagrada atravessando a BR-364, no perímetro urbano de Porto Velho, em Rondônia. Moradores que passaram pelo local desceram dos veículos para filmar o animal exótico.

Jiboia é a cobra mais resgatada na área urbana de Manaus, diz Ipaam

A jiboia é a espécie de cobra mais resgatada na área urbana de Manaus, segundo dados da Gerência de Fauna (GFAU) do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam), que resgatou, de janeiro de 2017 a março de 2019, 156 cobras. Desse total, apenas três eram peçonhentas: duas jararacas e uma coral verdadeira.

No ranking das espécies mais resgatadas pelo Órgão estão as cobras-cipó, sucuris, falsas corais e caninanas. “Essas são as cobras, com a jiboia, que formam a lista das cinco mais resgatadas pela gente. Ou seja, as peçonhentas são raras nos resgates”, informou o gerente da Gerência de Fauna do Ipaam, Marcelo Garcia.

Apesar da maioria das cobras não serem peçonhentas, Marcelo Garcia orientou cautela para manipular ou transportar o animal. “O principal cuidado que as pessoas precisam ter, ao encontrar a cobra, é não tocá-la, pois ela pode ou não ser peçonhenta. Por muitos desconhecerem, acabam agredindo e matando o animal”.
Foto:William Costa/Portal Amazônia

Para evitar isso, o gerente da Gerência de Fauna informou que o resgate do Ipaam tem que ser acionado, tanto para a segurança da população quanto do animal. “Se possível tire uma foto de longe para que a gente consiga identificar a espécie”, completou.

Os animais resgatados são retirados do lugar onde possam estar causando transtornos à população e são colocados em outro local próximo, de preferência em uma área de mata. Marcelo assinalou ainda que os animais silvestres não são resgatados quando são encontrados no seu ambiente natural.

O Ipaam disponibiliza um número exclusivo para resgate de fauna, que funciona diariamente no horário de 8h às 17h. Aos sábados, domingos e feriados, o resgate funciona em regime de plantão. O número para contato é o (92) 2123-6739.

Resgates de animais silvestres

Nos três primeiros meses de 2019, o Ipaam resgatou 217 animais silvestres em Manaus, o que representou um aumento de 53,9% em relação ao mesmo período de 2018, quando o órgão ambiental resgatou 141 animais. A maioria dos resgates foi de pariris ou jurutis (uma espécie de pomba silvestre), mucuras, cobras, jacarés e também muitos filhotes de aves.

Conheça as cobras mais encontradas em áreas urbanas da Amazônia e entenda os perigos

Anaconda, Pânico no Lago, O Ataque das Víboras, Snakeman e Python são apenas alguns dos inúmeros títulos dos clássicos do cinema que trazem a cobra como a protagonista da história.

Jiboia de quase 1,5 metro é encontrada em quintal, na zona oeste de Macapá

Uma jiboia de quase 1,5 metro foi encontrada no quintal de uma casa, na manhã desse domingo (24), na Rodovia Duca Serra, na Zona Oeste de Macapá. Os moradores do local foram surpreendidos pelo animal, que estava enrolado próximo à cerca, e acionaram o Batalhão Ambiental.

O fato foi registrado na casa da sogra de Carlos Guilherme, no bairro Alvorada. Ele contou que há uma área de vegetação próxima à casa, mas que nunca chegou a ver um animal tão grande aparecendo no local.
 
Foto: Divulgação/Batalhão Ambiental 
Uma equipe do Batalhão Ambiental foi acionada e fez a remoção da jiboia, que não é venenosa. A cobra foi levada e solta pelos policiais numa área de mata longe de residências.
 
Foto: Divulgação/Carlos Guilherme 

Socorro por helicóptero salva vida de menino de 13 anos mordido por surucucu, no Amazonas

A ação imediata da equipe da Unidade Básica de Saúde Rural Cuieiras (UBSR), da Prefeitura de Manaus, localizada na calha do Rio Negro, distante 80 km da área urbana, foi determinante para salvar a vida de um garoto de 13 anos, mordido na panturrilha esquerda por uma cobra da espécie surucucu, uma das mais venenosas da América do Sul.

O acidente aconteceu por volta das 11h de sábado (23), no rio Açu Grande, na Comunidade São Sebastião, na calha do Rio Negro, próximo da comunidade indígena Três Unidos. Segundo relatos, o garoto estava procurando um jabuti que havia fugido, enquanto o pai dele pescava.
 
Foto: Divulgação/Semsa
Ele foi levado para a unidade da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), baseada no rio Cuieiras, que solicitou apoio do SAMU 192 Manaus para que fosse providenciada a remoção para a Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Dourado, em Manaus, a fim de que recebesse o soro antiofídico. Para agilizar o atendimento, o Samu recorreu ao Grupamento de Radiopatrulhamento Aéreo (GRAER), da Polícia Militar do Amazonas, que enviou um helicóptero àquela localidade.

Após receber o soro, o paciente foi encaminhado para o Pronto-Socorro da Criança da zona Leste, o ‘Joãozinho’, onde será submetido a uma fasciotomia, que é um procedimento cirúrgico no qual a fáscia é cortada para aliviar a pressão (e tratar a perda de circulação em uma área de tecido ou músculo). A fasciotomia é um procedimento de salvamento para membros quando utilizada para tratar a síndrome compartimental.

A surucucu (Lachesis Muta), também conhecida como surucucu pico-de-jaca, é uma subespécie comum na América do Sul. É da mesma família de jararacas e cascavéis, mas a cauda com “chocalho” dá lugar às escamas. Ela está entre as 10 cobras mais venenosas do mundo.
 

Sucuri de 5 metros é encontrada em quintal de um morador de Belém

O Batalhão de Polícia Ambiental (BPA) da Polícia Militar do Pará foi acionado pelo Centro Integrado de Operações (Ciop), na madrugada da última sexta-feira (8), para realizar o resgate de uma cobra sucuri que estava no quintal de uma residência na Avenida Perimetral, bairro da Terra Firme, em Belém
Foto: Divulgação/Agência Pará

Segundo os moradores do local, o animal tinha cerca de 5 metros e estava se alimentando de uma criação de galinhas da família. Após o resgate, os militares do BPA soltaram a cobra na área de conservação ambiental denominada Refúgio da Vida Silvestre Metrópole da Amazônia (Revis), localizada no município de Marituba.

“Belém é uma cidade com vários canais a céu aberto e, especialmente nessa época do ano, a intensidade das chuvas e as marés aumentam e, consequentemente, o nível pluvial tende a crescer. Isso faz com que alguns animais migrem para áreas urbanas”, ressaltou o sargento Cleison Carlos Silva do Rosário, que atua no BPA.
Foto: Divulgação/Agência Pará
“É importante que o cidadão não mate nem maltrate os animais silvestres porque todos têm suas funções no ciclo da vida. A orientação é que o cidadão ligue para o Ciop, no número 190, e informe esse tipo de ocorrência”, frisou o policial militar.

Sucuri de quase 5 metros que comia porcos é capturada em reserva indígena no Acre

Uma sucuri foi encontrada na Reserva Indígena Aldeia São Paolino, em Sena Madureira, interior do Acre. A cobra, que mede aproximadamente cinco metros estava comendo porcos da criação do professor de biologia Valmir Padilha.

Valmir, em entrevista ao G1 Acre, contou que sua esposa sentiu falta de um dos porcos da criação. "Minha esposa deu conta do sumiço de uma porca, de aproximadamente 30 a 35 quilos, no domingo (27). Ela foi procurar e encontrou a porca morta perto de uma lagoa pequena", disse o professor.

Foto: Alex Silva/Acervo Pessoal

O professor, com ajuda do filho e do genro, saíram em busca da porca e encontraram rastros de uma cobra, ao se depararem com a sucuri, perceberam que ela já estava com a porca dentro da barriga.

"Sumiram dois porcos, estava com medo de vitimar um garrote, boi. Já tinha capacidade de pegar um garrote de 150 quilos. Estava com a porca dentro do estômago quando capturamos. Acreditamos que pesava entre 70 a 80 quilos com a porca dentro. Foi preciso eu, meu filho e meu genro para carregá-la", conta.

Foto: Alex Silva/Divulgação
Capturada, a sucuri foi tirada do chiqueiro e levada de canoa para uma outra área do rio, onde foi solta. Confira o vídeo:



Sucuri gigante é flagrada às margens de rio, no interior do Acre; assista ao vídeo

Um grupo de amigos flagrou, no último sábado (19), uma sucuri gigante tomando sol às margens do Rio Abunã, no município de Plácido de Castro, no interior do Acre. A cobra aparenta ter de seis a dez metros de comprimento, pesando de 80 a 100 quilos, conforme informou o major do Corpo de Bombeiros, Cláudio Falcão.

Assista ao vídeo:
 


O empresário Rominique de Almeida Pinho, 35, que gravou o vídeo, afirmou que é comum cobras aparecerem na região, mas o tamanho desta último surpreendeu. "Nós estávamos subindo o rio, em direção à Santa Rosa do Abunã, na Bolívia, quando a avistamos", contou.

Por conta da distância, não foi possível acionar o Corpo de Bombeiros. O major Cláudio Falcão disse que, normalmente, quando esse tipo de animais está quieto, é porque acabou de se alimentar e está fazendo a digestão.

Cobra invade casa e assusta família em Macapá; veja vídeo

Uma cobra foi encontrada em um muro de uma casa em Macapá. A serpente assustou os moradores na noite desta quarta-feira (22) do bairro Laguinho, zona central da cidade. As informações são do G1 Amapá.
Foto: Divulgação/Marileia Maciel (Acervo Pessoal)
Segundo a jornalista Marileia Maciel, moradora da casa, a cobra se escondeu em um cano de esgoto e não conseguiu mais ser retirada pela equipe do Batalhão Ambiental da Polícia Militar (PM).

“A cobra foi vista descendo o muro do vizinho, um terreno que está desocupado. Na frente de casa, tem uma área de ressaca [alagada], talvez ela tenha vindo de lá. Minha sobrinha [de 28 anos] foi a primeira a ver”, relatou.

Após diversas tentativas para tirar a cobra do esgoto, o Batalhão Ambiental deixou a casa ainda na noite da quarta-feira (22), e voltaria nesta quinta-feira (23) para tentar novamente o procedimento de retirada da cobra.

Confira o vídeo: