Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Sábado, 08 Mai 2021

Tecnologia muda a forma de fazer negócios

*Conteúdo é de responsabilidade do comentarista

Artistas parabenizam Chico da Silva pelos 73 anos de vida

A amazônia é reconhecida por inúmeras riquezas, entre elas, a cultura, o bioma, a fauna e a flora peculiares, mas também por pessoas que representam bem todo esse patrimônio. Francisco Ferreira da Silva, mais conhecido como Chico da Silva, é um dos nomes mais importantes da música de nossa região, e nesta terça-feira (8) comemora o auge de seus 73 anos de idade com inúmeros sucessos ao longo da carreira.

Chico da Silva, que nasceu em Parintins (distante a 369 quilômetros de Manaus), é considerado um dos maiores músicos brasileiros, iniciou sua carreira nos anos 80, quando entrou no grupo 'Os Amigos do Som'. Tem no currículo, parcerias com o sambista Martinho da Vila e escreveu músicas interpretadas pela cantora Alcione, como 'Pandeiro é Meu Nome' e  'Sufoco'.

Mas antes de seguir lendo a matéria, dê o play e ouça o sucesso Sufoco na voz da cantora Alcione.
Foto: Reprodução/Facebook-Chico da Silva
Apaixonado pelo boi-bumbá Garantido, Chico compôs algumas toadas, e entre elas, a canção 'Vermelho' que é onde ele claramente expressa essa paixão. A toada fez tanto sucesso que ganhou uma versão gravada por Fafá de Belém. Durante a carreira, Chico também compôs para o boi Caprichoso.

Segundo o secretário estadual de Cultura do Amazonas (SEC), Denílson Novo, a simplicidade de Chico da Silva é uma das principais características de suas composições. “Ele retrata a vida do caboclo, ou seja, ele conhece essa realidade, e tem a nobre competência de tocar o coração das pessoas com canções que ficam eternizadas em nossas memórias. Além dos sambas consagrados, Chico marca trajetória na música com toadas que ultrapassam as barreiras amazônicas, fazendo sucesso pelo Brasil afora. É, sem dúvida alguma, um artista completo”, disse. 
Foto: Divulgação
Para Arlindo Júnior, cantor de toada do boi Caprichoso, a carreira de Chico é um marco para o cenário musical do Estado. “O cara levou o nome do Amazonas para outros Estados. Teve uma importância muito grande dentro do festival do Parintins, reconhecido com o único compositor que fez várias toadas para os dois bumbás no mesmo ano. Tem várias músicas marcantes, e eu tenho muito orgulho de ser amigo dele, e já o agradeço por ter feito tanta coisa por nós”, disse.

O cantor David Assayag, que também gravou a toada 'Vermelho', ressalta o grande referencial que Chico é, como compositor. "Além de ser meu conterrâneo, o Chico é uma referência para qualquer compositor. Hoje quero parabenizar e celebrar pela vida dele. Que ele continue sendo essa pessoa iluminada", contou.

Confira uma entrevista especial, feita pelo Amazônia Agora, com Chico da Silva:

Parte 1

Parte 2 

 * Colaborou com esta matéria, Bruna Thayna.

As vantagens para quem é criativo

*Conteúdo é de responsabilidade do comentarista

Três dicas para melhorar o medo de falar em público

*Conteúdo é de responsabilidade do comentarista

O plano B para a carreira

A nova lógica das carreiras

Como manter a concentração durante exaustivas jornadas de trabalho

Mec passa a considerar experiência profissional dos professores

Mitos do empreendedorismo

Ensino Médio e o mercado de trabalho

Após 'Vai Malandra' com Anitta, cachê de modelo sobe 80%

A vida pode ser muito boa pós-Anitta. O modelo carioca Elthon Charles, de 24 anos, que o diga. Um dos platinados do clipe “Vai malandra”, lançado há pouco mais três meses, ele viu sua carreira deslanchar e sua cotação no mercado disparar. Seu cachê hoje está 80% maior do que era antes do vídeo com a cantora. O rapaz até se mudou para São Paulo, trocado a praia do Recreio, seu quintal, pelo Parque Ibirapuera.

"Fiz uma reunião com a minha agência paulistana (ele segue no casting da 40 Graus Models, no Rio), a Mega Model, e me coloquei, me valorizei, deixei claro que eu poderia dizer não para alguns trabalhos", comenta Elthon, que clicou recentemente uma campanha para a Eleven. "A marca pagou minha passagem e hospedagem, já que as fotos foram feitas no sul do Brasil. E ainda tive um bom cachê", contou.
Foto: Reprodução/Instagram

Agora, ele se prepara para a próxima edição da São Paulo Fashion Week, marcada para começar no dia 22 de abril. Os desfiles da Ellus e de Amir Slama estão em seus planos.

"Estou malhando e fazendo bastante exercícios aeróbicos para secar. Estou mais fininho e definido", conta o carioca.

Mesmo após três meses, Elthon, que tem 12 tatuagens espalhadas pelo corpo, garante que o furor de sua participação em “Vai malandra” não passou. Pelo contrário. Ele afirma que sempre pedem foto ao seu lado, e que as pessoas o olham e o apontam.

"O clipe da Anitta me deu reconhecimento, tanto pessoal quanto profissional. Conheci muita gente", observa o modelo, que está solteiro. — Estou trabalhando muito, mas gosto de namorar, de estar num relacionamento sério. Às vezes, até encontro uma ex-namorada, mas não é nada firme", falou. Saiba mais no iBahia.

Como administrar o susto de uma demissão pouco tempo após a contratação

O futuro do trabalho: criatividade, imaginação e pensamento estratégico

Aprendizados de carreira que podemos tirar da crise brasileira

Três sinais de que você tem um perfil inovador

Como a preocupação pode ajudar na carreira?

Semana da mulher: jornada da mulher multitarefa e o autoconhecimento

Filhos, trabalhos, estudos, casamento e ainda sonhos pessoais ou profissionais. Essas são apenas algumas das atividades da mulher, que é cada vez mais multitarefa, que ainda busca tempo para cuidar de si. A entrevista é com a psicóloga clínica, Simone Maia.

A importância dos valores para uma carreira bem sucedida

Sucesso é produto do talento e esforço ou existem outros fatores?

Você se considera um profissional multidisciplinar?