Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Terça, 11 Mai 2021

Inscrições abertas para capacitações de mulheres indígenas em mercado digital

As inscrições são gratuitas e estão abertas até o dia 20 de fevereiro

Adetuc apoia na divulgação de edital da UFT para capacitação de guias de turismo do Tocantins

O projeto disponibilizará cursos com o objetivo de capacitar 540 profissionais da área do turismo

Curso une economia solidária com empreendedorismo para capacitar grupos de costureiras em Manaus

Ação faz parte de projeto desenvolvido pela FAS em parceria com a Klabin. Objetivo é capacitar oito grupos de costureiras em situação de vulnerabilidade social.

‘Virada Animal 2020’ terá seminários e capacitação on-line a partir desta quinta-feira

O evento marca o início das atividades ao público da Assessoria de Bem-Estar Animal da Sema, responsável pela formulação de políticas públicas animais a nível de Estado

Estúdio Maker | Aula 05 | Entendendo os comandos de aparências

Nessa aula vamos abordar os comandos de aparências, que já foram utilizados em aulas passadas, mas hoje vamos entender um pouco mais as suas diferenças.

O Estúdio Maker é uma capacitação online do projeto Semente de Inovação da Fundação Rede Amazônica em parceria com a Startup GEN - Academia de Criadores e Portal Amazônia.

Tempo de Duração da Aula: 31 minutos

Refugiadas venezuelanas Warao recebem treinamento em artesanato para gerar renda em Manaus

A criatividade e o saber ancestral da etnia Warao podem se tornar uma fonte de renda e esperança para refugiadas e migrantes desta população indígena acolhida em Manaus. Uma parceria da Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) e do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) com o Museu Casa do Objeto Brasileiro promoveu na última semana uma oficina de inovação para artesãs indígenas moradoras do Abrigo Alfredo Nascimento, localizado na Zona Norte da cidade.

Foto:Felipe Irnaldo/ACNUR Brasil


Contando com apoio financeiro da União Europeia, as oficinas fazem parte de uma estratégia para transformar o potencial artístico indígena em peças para serem disponibilizadas no mercado de artesanato, por meio da qualidade histórico e cultural das criações Warao. Para isso, conta com o trabalho de orientação do renomado designer mato-grossense, Sérgio Matos.


“O artesanato Warao é completamente diferente de todas as comunidades com as quais já trabalhei. A grande capacidade de fazer pontos, os grafismos que elas desenvolvem, as construções, tudo tem um trabalho artístico muito forte por trás. A ideia é mostrar esse talento, valorizar a cultura e o trabalho das artesãs Warao que vieram ao Brasil, sendo uma oportunidade para que possam caminhar de forma autônoma”, destaca Sérgio, que neste ano já ministrou oficinas nas cidades de Pacaraima e Boa Vista, em Roraima.


A palha de cabuya ou ojidu, conhecido como buriti no Brasil, é a principal matéria-prima das peças. O buriti é um material bastante presente na cultura Warao, sendo os frutos aproveitados na alimentação, o tronco e as palhas na produção de canoas, e até construção de casas. Nas mãos das artesãs, se tornam peças como fruteiras, cestos, vasos e luminárias.


“O trançado é algo que aprendemos desde criança, vai sendo passado de geração para geração. Com o Sérgio estamos aprendendo a ver os detalhes, ter ideias e é uma novidade para todas as mulheres. Isso pode render emprego, o dinheiro vai poder chegar nas nossas mãos”, comenta Josefina Gregoria Jiménez Moraleda, que participou do curso.


Mostra em São Paulo


As criações serão apresentadas em exposição no Museu Casa do Objeto Brasileiro em São Paulo, prevista para 2020. A ideia é promover o intercâmbio cultural, divulgar o trabalho e vendê-los a lojistas, empresas e público interessado. A exposição será continuidade à mostra que já vem acontecendo entre os dias 07 de novembro e 20 de dezembro no museu, que conta com criações feitas em Boa Vista e Pacaraima.

Foto:Felipe Irnaldo/ACNUR Brasil


Todo o dinheiro arrecadado apoiará novas ações de geração de renda para as famílias produtoras.


“Essa iniciativa empodera mulheres de diferentes gerações da comunidade indígena Warao a terem maior autonomia, garantindo renda para elas próprias e suas famílias. Como trabalham artesanato de forma coletiva, também fortalecem sua cultura estreitando laços comunitários e familiares”, reforça Catalina Sampaio, chefe do escritório do ACNUR em Manaus.


Indígenas Warao no Brasil


Os Warao, conhecidos como “Povo da Água”, é um grupo étnico formado há mais de oito mil anos na região do delta do rio Orinoco, sendo atualmente o segundo maior povo indígena da Venezuela, com cerca de 49 mil pessoas.


A partir de 2016 começaram a chegar no Brasil, forçados a deixar seu país devido à crise política e econômica. Estima-se que pelo menos 4.500 indígenas Warao vindos da Venezuela encontram-se refugiados no Brasil.


Fortalecimento da resposta


A iniciativa conta com apoio da União Europeia, por meio de um projeto implementado com ACNUR e Fundo das Nações Unidas para Populações (UNFPA), que investe no fortalecimento da resposta aos venezuelanos na região norte do Brasil e na promoção da proteção de populações em maior situação de vulnerabilidade, como é o caso dos indígenas Warao.


De acordo com a Polícia Federal, cerca de 212 mil venezuelanos encontram-se no país, sendo 115 mil solicitantes de refúgio e 97 mil residentes temporários. Segundo estimativas das Nações Unidas, quase 4,5 milhões de venezuelanos já deixaram seu país.



Em Manaus, ‘Ela Pode’ capacita mulheres em situação de vulnerabilidade social e econômica

A Prefeitura de Manaus iniciou nesta segunda-feira (18), a capacitação da primeira turma do programa “Ela Pode”, que tem o intuito de garantir independência financeira e poder de decisão sobre negócios para mulheres. As aulas estão sendo ministradas na sede da Subsecretaria de Políticas Afirmativas para as Mulheres e de Direitos Humanos, no conjunto Duque de Caxias, Flores, zona Centro-Sul.
 
Foto:Divulgação/Ela Pode


O “Ela Pode” é uma iniciativa do Instituto Rede Mulher Empreendedora (Irme), com o apoio do Google Brasil e em parceria com as Secretarias Municipais da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc) e do Trabalho, Empreendedorismo e Inovação (Semtepi).
 

“O Executivo municipal tem dentro da Subsecretaria da Mulher um braço preparado para o fortalecimento feminino, na garantia de todos os seus direitos. Não basta ter um diagnóstico que uma mulher sofreu uma violência doméstica, é preciso criar todas as possibilidades para fazer com que ela saia desse ambiente preparada para sua inserção no mercado de trabalho”, afirmou a titular da Semasc, Conceição Sampaio.
 

O programa aborda temáticas como comunicação, liderança, negociação, finanças, networking, marca pessoal e ferramentas digitais e tem carga horária de 16 horas. O curso é gratuito, e pretende capacitar 135 mil mulheres brasileiras que vivem em situação de vulnerabilidade social e econômica, com atenção especial para mulheres das regiões Norte e Nordeste.
 

“É mais um curso que a Prefeitura de Manaus oferece a população, agora em especial as mulheres, voltado ao empreendedorismo e liderança, para que se capacitem e garantam independência e gerenciem seus negócios”, destacou a subsecretária da Semtepi, Daniele Lobo.
 

Em Manaus, ao menos 180 mulheres assistidas pela Subsecretaria da Mulher e de Direitos Humanos, serão contempladas com o programa, que apresenta vantagens de transformar histórias, ampliar rede de relacionamentos e aprender a fortalecer os negócios.
 

“Tenho vontade de me tornar um empreendedora do ramo da beleza. Aqui vou aprender como gerir um empreendimento. Estou realizada em participar deste curso”, declarou Raimunda Andrade, 45 anos.


Samsung Ocean Manaus oferece palestras, cursos e formação nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação

O Samsung Ocean Manaus, em parceria com a Universidade do Estado do Amazonas (UEA), oferecerá mais de dez cursos, palestras e oficinas ainda no mês de novembro, buscando suprir parte da demanda cada vez maior no Brasil por talentos no setor de TI, conforme apontam as pesquisas da Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom).


A programação acontece na Av. Darcy Vargas, 1200 - Pq. Dez (Dentro da Escola Superior de Tecnologia da Universidade do Estado do Amazonas – EST/UEA), todas as inscrições são gratuitas e podem ser conferidas no site do Samsung Ocean, na aba agenda.
Foto:Divulgação/Ocean Manaus

Programação completa



No dia 18 de novembro, das 14h às 17h, será realizado o curso ‘M2 - Inteligência Artificial - Fundamentos da Análise de Dados’. O objetivo é apresentar os fundamentos de matemática, estatística e os principais tipos de visualização gráfica, necessários para o correto entendimento, manipulação e interpretação dos dados utilizados em sub-áreas da inteligência artificial. O evento será conduzido pelo Prof. Dr. João Batista Ponciano.


Ainda no dia 18 de novembro, das 18h30 às 20h30, acontecerá a palestra ‘As Startups e os mecanismos de financiamento: a trajetória do empreendedor de oportunidade’. A palestra terá duas horas de duração e terá como foco estimular os participantes a inserirem-se no ecossistema local de inovação, a importância do consumo consciente e do controle das finanças pessoais; os principais requisitos para empreender de forma equilibrada e alcançar o sucesso e o ecossistema local de inovação e os mecanismos de financiamento. A palestra será proferida pelo Prof. Dr. Luciano Balbino dos Santos.


O ‘Dev Day’ será realizado no dia 22 de novembro, das 9h às 17h. Serão mais de dez palestrantes que proporcionarão a troca de experiências e conteúdos do time de Solutions do Sidia com a comunidade. Os desenvolvedores abordarão temas como Unity, Android, Tecnologia VR e AR, boas práticas e introdução à Machine Learning e desenvolvimento de jogos.


Ainda no mês de novembro acontece o curso ‘M5 - Python para Ciência de Dados’ em duas sessões (22 e 25 de novembro) das 14 às 17 horas com carga horária total de 6 horas. O candidato que se inscrever no primeiro dia de aula (sexta) estará automaticamente inscrito no segundo dia de aula (segunda). O curso é oferecido pelos professores João Batista Ponciano e Mário Bessa.


No dia 25 de novembro, acontecem as palestras ‘Blockchain - Uma visão Geral’, das 15h às 17h, e a ‘Assistente Virtual de Voz em Bixby - Trazendo Inteligência à Interface’, das 18h às 20h30. As palestras vão ser proferidas pelos professores Dr. Fábio Santos da Silva e. Dr. Tiago Eugênio de Melo, respectivamente.


E para fechar a programação de novembro, no dia 27 e 29 de novembro será realizado o curso de ‘Desenvolvimento de Apps para Blockchain - visão geral sobre Apps e Ferramentas de Desenvolvimento’, das 14h às 17h. O curso será conduzido pelo Prof. Dr. Sylker Teles da Silva.

Conferência Amazônica de Empreendedorismo 2019: Sebrae oferece 18 atividades de capacitação para microempresários

Durante a Conferência Amazônica de Empreendedorismo, que acontece de 29 a 30 de outubro, o Sebrae no Amazonas vai oferecer 18 opções de capacitação para microempresários, entre  palestras e painéis voltadas ao desenvolvimento de habilidades empreendedoras para inovar, utilização de redes sociais para conquistar e atrair clientes, orientação especializada para obter financiamento em bancos e muito mais.
 
Para acessar e se inscrever nas atividades ofertadas, o interessado, que é pessoa física ou jurídica, deve acessar https://bit.ly/CAEI_2019. Para pessoa física, o valor de cada inscrição é R$ 40,00. Para pessoa jurídica o valor é de R$ 30,00.
Foto: Divulgação
A Conferência vai acontecer no Clube do Trabalhador SESI, das 14h às 22h. Entrada franca. O tema deste ano do Evento, que está em sua terceira edição é: Crédito, Micro e Pequena Empresa. O Evento é realizado pelo Sebrae no Amazonas e a empresa LoOpa Investimentos.Para a diretora superintendente do Sebrae no Amazonas, Lamisse Cavalcanti, a Conferência é uma excelente oportunidades para os futuros e atuais empreendedores conhecerem as tendências de mercado e, ao mesmo tempo, aproveitar as inúmeras oportunidades de negócios que o Evento vai oferecer. “Trata-se, portanto, de um dos principais eventos de empreendedorismo do Amazonas e da Região Norte. Nós, do Sebrae, estamos com uma programação repleta de novidades e conhecimento para quem quer aumentar sua competitividade; para quem quer inovar, se superar cada vez mais”, avalia a Diretora.        O palestrante amazonense, Henrique Melo, que trabalha na empresa Mini-Bio como administrador de anúncios do Facebook, destaca as vantagens e baixo custo do Facebook como meio para os empresários atraírem clientes e aumentar vendas. “Os anúncios no Facebook sempre serão mais recomendados para o micro e pequeno empresário, pois se torna mais democrático fazer um investimento com baixo custo. No Facebook, o empreendedor pode direcionar os anúncios para um público especifico se tornando mais eficiente do ponto de vista de custo e de público alvo”, analisa.A programação de capacitação também oferece a palestra ‘Desenvolvimento Sustentável’, que será ministrada pelo conselheiro do Porto Digital, diretor de tecnologia no município de Olinda e representante no Brasil da OASC – Open & Angile Smart Cities, Claudio Nascimento de Pernambuco. De acordo o palestrante, o objetivo é mostrar como o micro e pequeno empresário pode melhorar o modo de empreender através da sustentabilidade e da criatividade, gerando lucro em ações em prol de um grupo ou comunidade. Ele reforça que também gera um ponto de reflexão de mudança de como empreender enxerga seu próprio negócio no contexto atual. “Nós precisamos ter o senso de começar algo novo, desenvolver projetos sem perder a sensibilidade da responsabilidade das nossas ações”, alerta.

Prefeitura abre mais de 140 vagas gratuitas em cursos de empreendedorismo, em Manaus

A Prefeitura de Manaus lança nesta terça-feira (18), 140 vagas gratuitas para capacitações voltadas ao empreendedorismo. As ações fazem alusão ao mês de comemoração de um ano de inauguração do Escritório do Empreendedor e trazem oficinas, palestras e workshops abordando empreendedorismo e inovação.


As capacitações são coordenadas pela Secretaria Municipal do Trabalho, Empreendedorismo e Inovação (Semtepi), pelo Fundo Municipal de Fomento à Micro e Pequena Empresa (Fumipeq) e pelo Escritório do Empreendedor.


Os interessados devem comparecer ao Escritório do Empreendedor, na sede da Semtepi, na rua Rio Jamary, nº 77, conjunto Vieiralves, bairro Nossa Senhora das Graças, nos dias 18, 19 e 24/6, no horário das 8h às 12h, munidos de RG, CPF, e-mail e CNPJ (se tiver), para efetuar a inscrição de acordo com o cronograma abaixo.
Foto: Divulgação

Programação



Oficina – Formalização para Começar Bem – “Para que preciso de CNPJ?” (20 vagas)

Realização – 25/6, às 9h, no Escritório do Empreendedor, na rua Rio Jamary, nº 77, conjunto Vieiralves, bairro Nossa Senhora das Graças


Oficina – Precificação (20 vagas)

Realização – 26/6, às 9h, no Escritório do Empreendedor, na rua Rio Jamary, 77, conjunto Vieiralves, bairro Nossa Senhora das Graças


Workshop – Minha Marca no Mundo (60 vagas)

Realização – 27/6, das 14h às 17h, no Samsung Ocean, na avenida Darcy Vargas, nº 1.200, Parque Dez


Palestra – Empreendedorismo 4.0: Tendências de Mercado e Negócios do Futuro (40 vagas)

Realização – 27/6, às 18h, no Samsung Ocean, na avenida Darcy Vargas, nº 1.200, Parque Dez






Venezuelanos recebem certificados de cursos profissionalizantes em Manaus

Em Manaus, no Amazonas, cerca de 100 venezuelanos participantes do projeto Oportunizar recebem nesta segunda-feira (5) os certificados de conclusão dos primeiros cursos profissionalizantes oferecidos pela iniciativa.

A ação, que começou em agosto deste ano, é uma parceria do Centro de Ensino Técnico de Manaus com a Agência da ONU para Refugiados (ACNUR). O objetivo é qualificar venezuelanos solicitantes de refúgio para atuarem no mercado de trabalho local.

Os imigrantes receberam qualificação para funções de auxiliar de cozinha e confeitaria; auxiliar administrativo; manicure, pedicure e designer de sobrancelhas, além de instalador de refrigeração e climatização doméstica.

A ideia é aumentar as chances de acesso a emprego e renda dessas pessoas.

A entrega dos certificados acontecerá no auditório do Palacete Provincial, na praça Heliodoro Balbi, às 19h.

No dia 15 de dezembro, a coordenação do projeto Oportunizar realizará dois encontros com a rede de empregadores. A data marcará o encerramento do projeto em 2018.

Mais de 8.800 solicitações de refúgio foram feitas por venezuelanos na cidade de Manaus, desde 2017 até agosto deste ano.

A presença da população venezuelana no município tem aumentado com a migração dessas pessoas por causa da crise política e econômica no país de origem.

Tecnologia produz energia elétrica de baixo custo para comunidades ribeirinhas da Amazônia

Energia elétrica o dia inteiro para as atividades aparentemente mais cotidianas, como usar a geladeira ou assistir televisão, é uma realidade distante para muita gente na Amazônia. Longe dos centros urbanos, comunidades ribeirinhas dispõe de poucas horas diárias de eletricidade, alimentadas por geradores movidos a combustível, para dar conta de atividades essenciais. Nessas áreas, onde os sistemas convencionais de distribuição de energia não chegam, a geração de fontes alternativas e locais é uma prioridade.

O Instituto Mamirauá promoveu, junto ao Instituto de Desenvolvimento de Energias Alternativas e da Auto Sustentabilidade (IDEAAS), o "Curso de capacitação de agentes técnicos para a tecnologia Bakana Solar", na sede do instituto e na comunidade Vista Alegre, da Reserva Amanã, no estado do Amazonas.

Montado apenas com tecnologias de baixo custo e fabricadas no Brasil, o Bakana é um kit capaz de produzir energia solar residencial e enfrentar o problema da exclusão elétrica em regiões afastadas de centros urbanos, como comunidades no Médio Solimões, Amazonas.

O curso é mais uma etapa do programa "Luz para uma vida melhor", financiado pela Charles Mott Foundation. O projeto, cuja primeira edição aconteceu em 2011, tem como objetivo criar um "arranjo produtivo local" de energia sustentável na Amazônia, capacitando moradores de regiões com difícil acesso à energia elétrica a reproduzirem o equipamento e sua instalação como atividade remunerada na região. A coordenação local do projeto é do Instituto Mamirauá.
Foto: Bernardo Oliveira/Instituto Mamirauá
Além da capacitação, foram realizados treinamentos para os usuários e o diagnóstico do uso de energia da comunidade. Teve início também a montagem do arranjo produtivo, que vai organizar quem será responsável por cada etapa no momento da comercialização do produto.

Como funciona o sistema

O Bakana Solar é extremamente simples, composto por um painel solar, bateria, controlador de carga, lâmpadas e carregador USB. Depois de instalado, pode fornecer energia para o funcionamento da iluminação de uma casa, de uma lâmpada para espantar morcegos, para a recarga de celulares e aparelhos com entrada USB e ser adaptado para uma televisão 14 polegadas.

Nesta fase do projeto, os kits ainda estão sendo doados para os alunos, mas a ideia é que o valor do aparato vendido não supere o equivalente a poucos meses de gastos com combustíveis para geradores. "É como se o Bakana fosse o gerador, mas elas (as famílias) não precisam pagar o combustível depois, porque o combustível é o Sol.", explica Ligia Kawata, gestora ambiental do IDEAAS. "O combustível é algo que consome muito a renda das famílias aqui", afirma.
Kit Solar Bakana (Capacitação em Belém, Pará) | Foto: Mariana Buoro/Instituto Peabiru
Maria do Socorro, 57, vice-presidente da comunidade Santo Estevão, na Reserva Amanã, afirma que a energia solar poderia ajudar os comunitários a pouparem o dinheiro gasto com energia. "Porque hoje a gente usa o motor à gasolina e gasta muito, no preço que está. A diesel favorece um pouco, mas sempre o preço é alto (...) acho que a energia solar vai favorecer em alguns gastos que a gente faz", disse.

"Como a ideia era capacitar agentes técnicos, trouxemos pessoas que fossem de dentro das comunidades, para dar também uma significância às unidades de conservação, que estão distantes dos centros urbanos, do acesso à energia convencional. ", conta Dávila Corrêa, coordenadora do Programa Qualidade de Vida do Instituto Mamirauá.

O IDEAAS, que trabalha com modelos de acesso à energia há mais de 20 anos, foi o responsável pela transferência da tecnologia do Bakana. O projeto "Luz para uma vida melhor" começou com a instalação de 20 kits nas Ilhas de Belém, no Pará.

Agora, nesta nova fase, o curso de capacitação recebeu representantes da Associação dos Moradores e Usuários da Reserva de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá - Antonio Martins (AMURMAM), da Central das Associações dos Moradores e Usuários da Reserva Amanã (Camura), da Associação de Produtores/as Agroextrativistas da Flona de Tefé e Entorno (Apafe) e do Distrito Sanitário Especial Indígena do Médio Rio Solimões e Afluentes (Dsei/Tefé).

Coletivo abre inscrições gratuitas para capacitação de jovens em Manaus

A partir desta quarta-feira (25) iniciam as inscrições para o segundo ciclo do ano de capacitação do Coletivo Jovem, em Manaus. A iniciativa é destinada a jovens de 16 a 25 anos que estão cursando ou já concluíram o Ensino Médio. São ao todo 360 vagas, 120 por unidade, sendo 35 vagas para jovens de 16 e 17 anos e 85 vagas são para os maiores de 18 anos.

O Coletivo Jovem oferece gratuitamente cursos de desenvolvimento profissional e capacitação nas áreas de Comunicação e Tecnologia, Marketing e Vendas e Produção de Eventos.

As inscrições devem ser realizadas pessoalmente em uma das unidades onde o projeto funciona em Manaus, das 8h às 16h,, até o dia 11 de maio ou enquanto houver vagas. Para efetuar a inscrição é necessário que os jovens estejam com os seguintes documentos em mãos: duas fotos 3x4, xerox e original do RG, CPF, comprovante de escolaridade e residência. Se for menor de idade, tem que ir acompanhado do responsável legal, que deve estar portando cópia e original do RG.
Foto: Divulgação
Com aulas duas vezes por semana, a capacitação tem início no dia 14 de maio. Em sala de aula, o método de ensino abrange não só conteúdos sobre temas e orientações comportamentais, mas também aplicações lúdicas e exercícios práticos, nos quais os alunos conseguem executar a teoria aprendida.

Em Manaus, o Coletivo Jovem possui três unidades: 

- Oficina Escola de Lutheria da Amazônia, na Rua Francisco Oliveira (antiga Rua 22), nº 8, Conjunto São Cristóvão, no Zumbi II, telefone (92) 3017-6761; 

- Clube de Mães Japiinlandia, que fica na Rua Maria Mansour, 533, Japiim, contato pelo (92) 3663-4470 / 99238-1473; e 

- Lar Fabiano de Cristo (Casa Joana de Ângelis), que fica na rua Jasmim Imperador (antiga Projetada), 2, no Conjunto Hileia II, Redenção. O número de contato da sede é (92) 99302-2361.


Ao final da capacitação, os jovens poderão ser encaminhados para participação em processos seletivos de grandes empresas parceiras do projeto. Outras informações sobre o Coletivo Jovem podem ser obtidas através do site www.coletivojovem.com.br ou no telefone 0800-021-2121.

Coletivo Jovem anuncia 360 vagas de capacitação gratuita em Manaus

O Coletivo Jovem inicia o ano com a abertura de mais um ciclo de capacitação para jovens de 16 a 25 anos que estão cursando ou já concluíram o Ensino Médio, com o objetivo de conectá-los a novas oportunidades de desenvolvimento profissional. As inscrições iniciam-se no dia 24 de janeiro e são ao todo 360 vagas para cursos gratuitos de desenvolvimento profissional e capacitação nas áreas de Comunicação e Tecnologia, Marketing e Vendas e Produção de Eventos.

As inscrições devem ser realizadas até o dia 23 de fevereiro ou enquanto houver vagas e é necessário que os jovens estejam com os seguintes documentos em mãos: duas fotos 3x4, xerox do RG e CPF, comprovante de escolaridade e residência. Se for menor de idade, deve ir acompanhado do responsável, que deve estar portando cópia e original do RG.


Foto: Divulgação

Os interessados devem dirigir-se a uma das três unidades do Coletivo Jovem em Manaus, que ficam localizadas na Oficina Escola de Lutheria da Amazônia, que fica na Rua Francisco Oliveira (antiga Rua 22), nº 8, Conjunto São Cristóvão, no Zumbi II. O número de contato é (92) 3017-6761 / 99269-7159; no Clube de Mães Japiinlandia, que fica na Rua Maria Mansour, 533, Japiim. O número de contato é (92) 3663-4470 / 99238-1473; e no Lar Fabiano de Cristo (Casa Joana de Ângelis), que fica na rua Jasmim Imperador (antiga Projetada), 2, no Conjunto Hileia II, Redenção. O número de contato da sede é (92) 99302-2361.

Com aulas duas vezes por semana, com duração de duas horas, a capacitação tem início no dia 26 de fevereiro e vai até 19 de abril. Em sala de aula, o método de ensino abrange não só conteúdos sobre temas e orientações comportamentais, mas também aplicações lúdicas e exercícios práticos, nos quais os alunos conseguem executar a teoria aprendida.

Além disso, ao longo do curso os jovens participam de um workshop que permite que conheçam de perto o mercado de trabalho através da ótica de profissionais mais experientes, além de entenderem a importância da qualificação e o desenvolvimento de competências profissionais essenciais para quem quer conquistar o primeiro emprego.

Ao final da capacitação, os jovens poderão ser encaminhados para participação em processos seletivos de grandes empresas parceiras do projeto, além das fábricas do Sistema Coca-Cola Brasil.

Presente em mais de 100 comunidades brasileiras, a iniciativa nasceu em 2009 e é realizada pelo Instituto Coca-Cola Brasil em parceria com o Grupo Simões. No Coletivo Jovem, o aluno é convidado a pensar no seu plano de vida e desenvolver projetos práticos nas comunidades onde vive.

Outras informações sobre o Coletivo Jovem podem ser obtidas através do site https://www.cocacolabrasil.com.br/institutococacolabrasil ou no telefone 0800-021-2121.

Capacitação vai auxiliar catraieiros de Oiapoque

Um plano de ação vai identificar a vocação empreendedora de catraieiros, motataxistas e pequenos empreendedores de Oiapoque, no extremo Norte do Estado. O objetivo é criar alternativas de emprego e renda para estes segmentos, principalmente aos catraieiros. O assunto foi definido em reunião nesta semana com gestores da Agência de Fomento do Amapá (Afap), Sete e as Cooperativas de Transporte Fluvial e Terrestre (Confcoi) e de Mototaxistas do município. A iniciativa tem o apoio da Secretaria de Estado do Trabalho e Empreendedorismo (Sete).

Neste primeiro momento, os catraieiros serão os primeiros atendidos. Eles participarão de uma capacitação, com data ainda não definida. O objetivo é discutir e descobrir a aptidão para determinado tipo de negócio ao qual pretendem trabalhar, orientar quanto as dificuldades enfrentadas, planejamento, produtos, público alvo, preços, meios de venda, entre outros.

Foto: Divulgação/Secom

A Agência de Fomento do Amapá (Afap) é quem coordena toda a mobilização. A instituição, com base na aptidão vocacional realizada pela Secretaria de Trabalho e Empreendedorismo, fará a análise documental dos 161 catraieiros para direcioná-los ao acesso a financiamentos, por meio de suas linhas de crédito.

De acordo com a secretária de Trabalho e Empreendedorismo, Luciana Araújo, a medida segue orientação do governador Waldez Góes. “A abertura oficial da Ponte Binacional trouxe uma série de incertezas quanto ao futuro da categoria com relação à continuidade da atividade de travessia de passageiros e turistas de Oiapoque até Saint-Georges, do lado francês. O governo decidiu auxiliá-los para que possam ter uma nova vocação empreendedora e montar um negócio bem sucedido”, afirmou.


Coletivo Jovem abre inscrições para capacitação gratuita em Manaus

Capacitar jovens de 16 a 25 anos que estão cursando ou já concluíram o Ensino Médio e conectá-los a novas oportunidades de desenvolvimento profissional. Estes são os principais objetivos do Coletivo Jovem, que oferta 480 vagas para cursos de desenvolvimento profissional e capacitação nas áreas de Comunicação e Tecnologia, Marketing e Vendas e Produção de Eventos.

Presente em mais de 100 comunidades brasileiras, essa iniciativa nasceu em 2009 e é realizada pelo Instituto Coca-Cola Brasil em parceria com o Grupo Simões. No Coletivo Jovem, o aluno é convidado a pensar no seu plano de vida e desenvolver projetos práticos nas comunidades onde vive. A metodologia desenvolvida possui 80% do conteúdo voltado para o desenvolvimento socioemocional dos jovens, garantindo que escolhas profissionais sejam tomadas de maneira planejada e estejam conectadas com um plano de vida maior. 

Foto: Divulgação

Em sala de aula, o método de ensino abrange não só conteúdos sobre temas e orientações comportamentais, mas também aplicações lúdicas e exercícios práticos, nos quais os alunos conseguem executar a teoria aprendida.

Para quem quiser participar, as inscrições devem ser realizadas no período entre o dia 23 de janeiro até o dia 10 de fevereiro e é necessário que os jovens estejam com os seguintes documentos em mãos: duas fotos 3x4, xerox do RG e CPF, comprovante de escolaridade e residência. Se for menor de idade, deve ir acompanhado de um responsável.

As matrículas poderão ser feitas em uma das quatro unidades do Coletivo de Manaus, que ficam localizadas no Centro de Formação Vida Alegre, no bairro Vila da Prata, zona Oeste; na Oficina Escola de Lutheria da Amazônia (Oela), no bairro Zumbi, zona Leste; no Clube de Mães, no bairro Japiim, zona Sul; e no Lar Fabiano de Cristo (Casa Joana de Ângelis), no bairro Redenção, zona Centro-Oeste. 

Com aulas duas vezes por semana, cada uma com duração de duas horas, a capacitação tem início no dia 13 de fevereiro e acontece até o dia 13 de abril. Ao final desse período, os jovens poderão ser encaminhados para participação em processos seletivos de grandes empresas parceiras do projeto, além das fábricas do Sistema Coca-Cola Brasil. 


Confira o Coletivo Jovem mais próximo da sua residência:

Coletivo Vila da Prata

Centro de Formação Vida Alegre
Endereço: Rua Paraguaçu, 68 - Vila da Prata
Contato: (92) 3625-2192 / 99104-9557

Coletivo Redenção

Lar Fabiano de Cristo
Endereço: Rua Jasmim Imperador (antiga Projetada), 2 - Conjunto Hileia II – Redenção
Contato: (92) 99302-2361

Coletivo Zumbi

Oficina Escola de Lutheria da Amazônia (Oela)
Endereço: Rua 22, nº 8 - Conj. São Cristóvão - Zumbi II
Contato: (92) 3017-6761 / 99269-7159

Coletivo Japiim

Clube de Mães da Japiinlândia
Endereço: Rua Maria Mansour, 533 - Japiim
Contato: (92) 3663-4470

Inpe oferece capacitação em monitoramento de florestas

O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais/Centro Regional da Amazônia (Inpe/CRA), instalado no Parque de Ciência e Tecnologia Guamá (PCT Guamá), vai realizar entre os dias 9 e 12 de janeiro de 2017 a capacitação “Monitoramento de florestas por satélite utilizando o sistema TerraAmazon para projetos PRODES e TERRACLASS”. O curso é gratuito e voltado para profissionais graduados ou em último ano de graduação.

O candidato deve ter graduação finalizada ou estar cursando o último ano de Engenharia Cartográfica, Engenharia Florestal, Ecologia, Geologia, Biologia, Engenharia Ambiental, Agronomia ou áreas afins. É extremamente desejável experiência em sensoriamento remoto e geoprocessamento. Os interessados devem enviar o currículo lattes para os e-mails [email protected] e [email protected], até às 10h da próxima sexta-feira, 6. Serão ofertadas 24 vagas.

Foto: Reprodução/Agência Pará

O curso será ministrado por Luis Waldyr Rodrigues Sadeck e Carlos da Costa Mesia, geógrafos e consultores do projeto de Capacitação em Monitoramento de Florestas por Satélite (Capacitree), iniciativa que já qualificou desde 2010 mais de 450 técnicos de países da América Latina, Ásia e África, a partir das tecnologias de mapeamento e monitoramento com o Sistema TerraAmazon, software desenvolvido pela Divisão de Processamento de Imagens (DPI/INPE) em parceria com a Fundação de Ciência, Aplicações e Tecnologia Espaciais (Funcate).

O Capacitree também gera material didático em forma de vídeo-aulas, disponibilizado em português, inglês, francês e espanhol, que pode ser utilizado gratuitamente em salas de aula de graduações e pós-graduações, facilitando a divulgação de ferramentas e repassando capacitação de forma didática.

“Estamos cumprindo as nossas missões, que são o monitoramento da Amazônia por satélite e a capacitação, caminhando para ser um centro de referência. Desenvolvemos tudo, porém nosso trabalho é contínuo. A diferença está no que vamos evoluir agora. Ao longo de seis anos de instalação no PCT Guamá, o CRA usufrui de toda uma infraestrutura inovadora que atende às demandas atuais e futuras na área de geotecnologias e tecnologias espaciais”, diz a chefe do CRA/INPE, Alessandra Gomes.

Coletivo Jovem inicia as inscrições em Manaus com 480 vagas

Foto: Divulgação/Coletivo Jovem
Um novo ciclo de cursos de desenvolvimento profissional e capacitação em temas como Comunicação e Tecnologia, Marketing e Vendas e Produção de Eventos do Coletivo Jovem abre as inscrições em Manaus. Gratuitas, as inscrições podem ser feitas a partir do dia 26 de setembro. Os cursos acontecem nas unidades dos bairros da Redenção, Zumbi e Japiim. 
Já o Coletivo Vila da Prata ofertará os cursos de Varejo e Logística. O programa é realizado pelo Instituto Coca-Cola Brasil em parceria com o Grupo Simões e promove os cursos com atividades teóricas, lúdicas e práticas. Ao todo, são 480 vagas, sendo 120 em cada unidade do Coletivo, para jovens de 16 a 25 anos, que cursem ou tenham concluído o ensino médio.
As inscrições seguem até o dia 14 de outubro e devem ser realizadas em uma das unidades do Coletivo, com os seguintes documentos em mãos: duas fotos 3x4, xerox do RG e CPF, comprovante de escolaridade e de residência. Menores de idade devem ir acompanhados de um responsável.
Capacitações
Com aulas duas vezes por semana, cada uma com duração de duas horas, a capacitação acontece do dia 17 de outubro a 8 de dezembro. Os jovens contam com conteúdos online para que tenham uma experiência ainda mais interativa.
Primeiro terão aulas com a temática sobre Plano de Vida & Preparação para o Mundo do Trabalho e Estudos, que os ajudará a refletir sobre os seus anseios para o futuro acadêmico e profissional. Os alunos serão estimulados a preparar o seu próprio plano. No segundo momento, poderão escolher entre três trilhas de conteúdos técnicos para experimentação prática: Comunicação e Tecnologia, Marketing e Vendas e Produção de Eventos.
O Programa nasceu em 2009 e está presente em mais de 100 comunidades brasileiras. Além de capacitar, também encaminha os jovens para processos de seleção em grandes empresas parceiras do projeto. No bairro Vila da Prata, o Coletivo funciona no Centro de Formação Vida Alegre, localizado na Rua Paraguaçu, n°.68, telefone: (92) 98406-1517 ou 3625-2192. No Zumbi dos Palmares, a sede é a Oficina Escola de Lutheria da Amazônia (Oela), na Rua 22, n°.8, no Conjunto São Cristóvão, telefone: (92) 99269-7159 ou 3017-6761. No Japiim está localizado no Clube de Mães, na Rua Maria Mansour, n°.533, telefone (92) 99484-4846 ou 3663-4470). E na Redenção, no Lar Fabiano de Cristo/Casa Joana de Ângelis, localizado na Rua Projetada, n°.2, telefone: (92) 99302-2361.
Sobre o Grupo Simões
Com sede em Manaus, o grupo é fabricante e distribuidor de Coca-Cola e distribuidor dos produtos Heineken Brasil, além de possuir uma marca própria de água mineral, a Belágua. O Grupo ocupa 42% do território nacional, com três fábricas de bebidas espalhadas nos Estados da Região Norte, exceto Tocantins. O Grupo Simões atua, ainda, no segmento de veículos, com duas concessionárias na capital amazonense, e no segmento de Gás Carbônico, com fábricas em Manaus, Belém e Porto Velho.
Sobre o Instituto Coca-Cola Brasil
O Instituto Coca-Cola Brasil, criado em 1999, tem como missão promover a transformação socioambiental do país, em larga escala, potencializada por seus parceiros e pelo Sistema Coca-Cola. Para cumprir com sua missão, desenvolve tecnologia social para programas que gerem empoderamento através de geração de renda e valorização da autoestima. Até hoje os programas do Instituto impactaram mais de 130 mil pessoas em mais de 400 comunidades do país.

Setas viabiliza 100 vagas para cursos profissionalizantes, em Mato Grosso

A Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social (Setas-MT) viabilizou, por meio de uma parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de Mato Grosso (Senai-MT), 100 vagas para cursos profissionalizantes na modalidade semipresencial. As inscrições serão abertas na Caravana da Transformação, que ocorre no próximo fim de semana, sábado (16.07) e domingo (17.07), em Barra do Bugres (168 km a médio-norte de Cuiabá).

Durante a ação, serão disponibilizadas 50 vagas para o curso de assistente administrativo e outras 50 vagas para assistente de contabilidade, cada um com 160 horas-aula. A carga horária presencial dos cursos é 20%. Dessa forma, 128 horas são realizadas a distância e 32 horas são realizadas presencialmente.

Para acesso aos cursos, o candidato deverá atender os seguintes requisitos: ter no mínimo 15 anos completos; Ensino Fundamental completo (6º ao 9º Ano);  ter disponibilidade para participar dos encontros presenciais, aulas práticas em laboratório ou visitas técnicas; ·ter acesso à internet. Os cursos serão realizados em uma escola local, que possui acesso à internet, para garantir que todos os inscritos tenham condições de concluir a qualificação.  

Para fazer as inscrições, basta que os interessados compareçam até o Parque de Exposições Deputado Renê Barbour, em Barra do Bugres, tendo em mãos o CPF e RG, comprovante de endereço atualizado (tarifa de água, luz ou telefone) e de escolaridade. Estudantes com menos de 18 anos devem estar acompanhados do responsável legal, com as devidas cópias do RG e CPF.

Orientações


A Secretaria Adjunta de Trabalho e Emprego informou ainda que, servidores do Serviço Nacional de Emprego (Sine) irão realizar uma palestra para os cidadãos, alertando sobre como se portar durante uma entrevista de emprego, como elaborar o currículo, além de dar dicas importantes para entrevista de trabalho.

A intenção é auxiliar a todos na hora de concorrer a uma vaga, visto que cada empresa possui políticas diferentes na hora de escolher um candidato. Também será entregue aos participantes um manual de orientação e etiqueta profissional.

Oportunidade em meio à crise


Conforme o secretário adjunto de Trabalho e Emprego, Samir Prado, em épocas de crise encontrar um emprego é uma tarefa extremamente complicada. “Estamos cientes desta crise nacional. Temos buscado parcerias para investir em qualificação profissional, com cursos de aperfeiçoamento. O objetivo é oportunizar que pessoas em situação de vulnerabilidade sejam inseridas no mercado de trabalho. Somente com a qualificação isso é possível. Este é um legado de transformação que estamos deixando para essas pessoas quando a Caravana for embora”, enfatizou.

Ciente deste desafio, o Senai-MT atua como importante parceiro, dando prioridade para a educação profissional como maneira de emancipar o indivíduo pelo trabalho. Por meio de um projeto educacional que visa à formação de cidadãos capazes de atuar de maneira autônoma, crítica, consciente e participativa no ambiente de trabalho e na vida cotidiana, a instituição prioriza o processo permanente de aprendizagem e de incorporação de conhecimentos gerados pelo progresso científico e tecnológico.

Parceiros


Para realizar a Caravana da Transformação, o Governo do Estado conta com diversos parceiros, divididos em duas modalidades. Os parceiros fixos são: WWF Brasil, Senar, Senac, Senai, Incra, Defensoria Pública. Os órgãos do Estado envolvidos são: Unemat, Procon-MT, Samu, MTI, MT Fomento, Intermat, Empaer e Detran-MT.

Cada edição contará com parceiros regionais. Nesta edição, a Caravana contará com o apoio do Sindicato Rural de Barra do Bugres, Projeto Inclusão Literária, Galvan – Escola de Cabelereiro e Grupo Barralcool.