Publicidade

Arte

Teias Urbanas: Poesia e artes visuais tomam as ruas da capital do Amazonas

Projeto busca transformar alguns lugares específicos da cidade e também o olhar do cidadão manauara sobre seu próprio berço


Há duas semanas, um projeto de ocupação artística tem feito aplicações em espaços abertos pelas zonas de Manaus. O projeto Teias Urbanas vem com a proposta de transformar alguns lugares específicos da cidade e também o olhar do cidadão manauara sobre seu próprio berço.

O projeto teve como ponto de partida a aproximação e mistura de linguagens artísticas, usando de literatura e ilustrações para compor as intervenções. A ideia é tecer o dia a dia da cidade junto com sua paisagem convencional.

 
 
Foto: Keyla Serruya/Divulgação
 
“Teias Urbanas surgiu de uma inquietação minha em relação ao escoamento dos meus textos. Alguns amigos me estimularam a buscar incentivos para essa produção e através disso integrei estas linguagens artísticas para montagem do projeto, convidei artistas que admiro e que acreditei que fariam a composição perfeita para o trabalho”, disse Rafael Cesar idealizador e responsável pelos poemas que compõem  o projeto. Ele trouxe para sua companhia os artistas plásticos Ingrid Gonçalves e Francisco Ricardo como ilustradores, e que tem como Direção de Produção a artista visual Keila Serruya.

A arte visual e a arte literária dos três artistas provocam uma reflexão sobre a vivência urbana em Manaus, pelo ponto de vista de cada um deles. Importante ressaltar que os textos não foram enviados aos artistas para serem ilustrados, mas sim para que os artistas utilizassem os textos para compor suas obras, algumas já prontas, outras em processo ou a livre criação de novas ilustrações.

“No primeiro contato com os textos já me senti muito instigada a criar obras com relação com que estava escrito. Uma forma de personificação de sentimentos e ideais que algumas poesias deram”, comenta artista plástica Ingrid Gonçalves.

“Eu fiquei bem feliz em estar no Teias Urbanas. É uma oportunidade do meu trabalho sair de dentro das galerias, entrar em contato com um público diferente, e de perceber a reação da cidade”, completa o artista plástico Francisco Ricardo.

 
 
Foto: Keyla Serruya/Divulgação
 
O projeto foi contemplado com o prêmio Conexões Culturais Manauscult 2017, durante o mês de março e já passou pelas zonas Sul e Leste da capital.  Durante os finais de semana irá compor novos cenários no cotidiano urbano até o fim do mês de abril. No encerramento do processo de ocupação esses poemas e as ilustrações estarão reunidos através da publicação de um livro, com data ainda a definir no mês de junho.

“Poder consumir e observar a cidade tem sido prazeroso. É um desafio estar nesses lugares, estar de uma maneira respeitosa, ocupar sem invadir esses espaços e relembrar que a cidade é nossa”, finaliza o artista Rafael Cesar.

Junto às aplicações, os transeuntes poderão ver a #teiasurbanas2019 que redireciona às redes sociais e às obras digitais. O projeto deve circular pelas zonas de Manaus até o final de abril e em junho será lançado um livro-poesia que também acompanha as ilustrações.

Mais informações no site Opens external link in new windowhttp://urbanosteias.wixsite.com/teiasurbanas
     

Arte

Home > Cultura > null

Teias Urbanas: Poesia e artes visuais tomam as ruas da capital do Amazonas

Projeto busca transformar alguns lugares específicos da cidade e também o olhar do cidadão manauara sobre seu próprio berço

Redação

jornalismo@portalamazonia.com


Há duas semanas, um projeto de ocupação artística tem feito aplicações em espaços abertos pelas zonas de Manaus. O projeto Teias Urbanas vem com a proposta de transformar alguns lugares específicos da cidade e também o olhar do cidadão manauara sobre seu próprio berço.

O projeto teve como ponto de partida a aproximação e mistura de linguagens artísticas, usando de literatura e ilustrações para compor as intervenções. A ideia é tecer o dia a dia da cidade junto com sua paisagem convencional.

 
 
Foto: Keyla Serruya/Divulgação
 
“Teias Urbanas surgiu de uma inquietação minha em relação ao escoamento dos meus textos. Alguns amigos me estimularam a buscar incentivos para essa produção e através disso integrei estas linguagens artísticas para montagem do projeto, convidei artistas que admiro e que acreditei que fariam a composição perfeita para o trabalho”, disse Rafael Cesar idealizador e responsável pelos poemas que compõem  o projeto. Ele trouxe para sua companhia os artistas plásticos Ingrid Gonçalves e Francisco Ricardo como ilustradores, e que tem como Direção de Produção a artista visual Keila Serruya.

A arte visual e a arte literária dos três artistas provocam uma reflexão sobre a vivência urbana em Manaus, pelo ponto de vista de cada um deles. Importante ressaltar que os textos não foram enviados aos artistas para serem ilustrados, mas sim para que os artistas utilizassem os textos para compor suas obras, algumas já prontas, outras em processo ou a livre criação de novas ilustrações.

“No primeiro contato com os textos já me senti muito instigada a criar obras com relação com que estava escrito. Uma forma de personificação de sentimentos e ideais que algumas poesias deram”, comenta artista plástica Ingrid Gonçalves.

“Eu fiquei bem feliz em estar no Teias Urbanas. É uma oportunidade do meu trabalho sair de dentro das galerias, entrar em contato com um público diferente, e de perceber a reação da cidade”, completa o artista plástico Francisco Ricardo.

 
 
Foto: Keyla Serruya/Divulgação
 
O projeto foi contemplado com o prêmio Conexões Culturais Manauscult 2017, durante o mês de março e já passou pelas zonas Sul e Leste da capital.  Durante os finais de semana irá compor novos cenários no cotidiano urbano até o fim do mês de abril. No encerramento do processo de ocupação esses poemas e as ilustrações estarão reunidos através da publicação de um livro, com data ainda a definir no mês de junho.

“Poder consumir e observar a cidade tem sido prazeroso. É um desafio estar nesses lugares, estar de uma maneira respeitosa, ocupar sem invadir esses espaços e relembrar que a cidade é nossa”, finaliza o artista Rafael Cesar.

Junto às aplicações, os transeuntes poderão ver a #teiasurbanas2019 que redireciona às redes sociais e às obras digitais. O projeto deve circular pelas zonas de Manaus até o final de abril e em junho será lançado um livro-poesia que também acompanha as ilustrações.

Mais informações no site Opens external link in new windowhttp://urbanosteias.wixsite.com/teiasurbanas
     

TAG artepoemamanaus