Publicidade

Arte

Home > Cultura > null

Artista de Parintins cria grupo de super-heróis inspirados na Amazônia; conheça os personagens

O principal foco de “Titãns da Amazônia“ é a guerra entre os guerreiros Araras Vermelhas e Araras Vampiros Azuis de Zulgurat

Diego Oliveira

jornalismo@portalamazonia.com


O universo dos heróis das Histórias em Quadrinhos (HQ) se popularizou com o passar dos anos. Atualmente, várias editoras se destacam neste cenário, entre eles estão Marvel, DC, Boom Studios, Dark Horse Comics, Archaia, e muitos outros. Mas você sabia que a Amazônia também conta com o seu próprio grupo de heróis? Eles são os “Titãns da Amazônia“, e foram criados pelo parintinense Brandon Lee, de 42 anos, e seu filho de apenas 11 anos, Brandon Kirby Simon.


O principal foco de “Titãns da Amazônia“ é a guerra entre os guerreiros Araras Vermelhas e Araras Vampiros Azuis de Zulgurat. A batalha acaba indo até Amazon, o planeta terra. A primeira edição da HQ lançada de forma independente pela Amazon Comics, é intitulada “Água, o Combustível do Povo Arara“, e pode ser adquirida através das redes sociais do artista, o perfil pessoal e a página dos quadrinhos. Cada exemplar custa R$ 20.
 
   
Foto: Divulgação 
 
De acordo com Brandon, os primeiros esboços dos “Titãns da Amazônia“ surgiu na sua infância, mais especificamente durante o Jardim de Infância da Diocese Católica de Parintins. A primeira personagem que o artista desenhou aos cinco anos foi a Mulher Arara. 
“A inspiração veio de uma visão que tive de uma arara vermelha voando ao lado de uma azul, de acordo com a lenda, é raridade as duas aves voando juntas“, contou.

Sobre os personagens principais, Brandon destaca que as mulheres foram inspiradas por celebridades brasileiras. A guerreira Mariposa, por exemplo, é inspirada na triz Isis Valverde. Já a Princesa Arara tem os traços da modelo Gisele Budchem. A Rainha das Abelhas é uma homenagem para Alessandra Ambrósio. Até mesmo, a deputada Marielle Franco recebeu uma homenagem, ela é fonte de inspiração da Pantera Negra.

Amor e apoio

Já a paixão por quadrinhos foi apoiada pela mãe, Dona Maria do Carmo. Brandon revelou que sempre ganhava quadrinhos do Capitão América, Homem de Ferro, Hulk e Homem-Aranha. “Minha mãe se tornou uma grande incentivadora, me presenteava com gibis criados por Stan Lee e Jack Kirby, que serviram de inspiração para a produção dos “Titãns da Amazônia““, disse o artista parintinense.
 
   
Foto: Divulgação 
 
Nascido na Comunidade do Remanso, em Parintins (distante a 369 quilômetros de Manaus), Brandon procurou se especializar nas artes plásticas. Aos 13 anos, ele conheceu o mestre italiano Irmão Miguel de Pascale, conhecido como missionário da arte, que foi fundamental para o seu aprendizado.
Em 2017, o artista parintinense deu o ponta pé inicial para os "Titãns da Amazônia" e lançou o seu trabalho autoral, a repercussão por parte dos leitores o surpreendeu positivamente.
Parceiros

As impressões das HQs acontecem na casa do artista, todo trabalho criativo e operacional é desenvolvido por ele. Para Brandon, o amor pelos quadrinhos supera qualquer obstáculo financeiro ou técnico. “Ainda é muito complicado para um artista viver exclusivamente de seu trabalho, mas gosto do que faço, é uma mistura de prazer e nostalgia. Enquanto houver criatividade em mim, a saga dos heróis da Amazônia vai continuar“, destacou.
 
   
Foto: Arquivo Pessoal
 
O talento passou de pai para filho, atualmente, a saga dos “Titãns da Amazônia“ é escrita em co-autoria com Brandon Kirby Simon. “Ele me ajuda bastante, e assim, encontro uma forma de ficar próximo ao meu filho“, afirma o artista. Outra ajuda de peso veio de São Paulo, o professor e escritor Zoezer Brasilio, que está auxiliando no desenvolvimento das futuras histórias do Titãs, como por exemplo, a Guerra dos Cem Reinos, uma saga que promete emocionar os leitores.     
Arte

Artista de Parintins cria grupo de super-heróis inspirados na Amazônia; conheça os personagens

O principal foco de “Titãns da Amazônia“ é a guerra entre os guerreiros Araras Vermelhas e Araras Vampiros Azuis de Zulgurat


O universo dos heróis das Histórias em Quadrinhos (HQ) se popularizou com o passar dos anos. Atualmente, várias editoras se destacam neste cenário, entre eles estão Marvel, DC, Boom Studios, Dark Horse Comics, Archaia, e muitos outros. Mas você sabia que a Amazônia também conta com o seu próprio grupo de heróis? Eles são os “Titãns da Amazônia“, e foram criados pelo parintinense Brandon Lee, de 42 anos, e seu filho de apenas 11 anos, Brandon Kirby Simon.


O principal foco de “Titãns da Amazônia“ é a guerra entre os guerreiros Araras Vermelhas e Araras Vampiros Azuis de Zulgurat. A batalha acaba indo até Amazon, o planeta terra. A primeira edição da HQ lançada de forma independente pela Amazon Comics, é intitulada “Água, o Combustível do Povo Arara“, e pode ser adquirida através das redes sociais do artista, o perfil pessoal e a página dos quadrinhos. Cada exemplar custa R$ 20.
 
   
Foto: Divulgação 
 
De acordo com Brandon, os primeiros esboços dos “Titãns da Amazônia“ surgiu na sua infância, mais especificamente durante o Jardim de Infância da Diocese Católica de Parintins. A primeira personagem que o artista desenhou aos cinco anos foi a Mulher Arara. 
“A inspiração veio de uma visão que tive de uma arara vermelha voando ao lado de uma azul, de acordo com a lenda, é raridade as duas aves voando juntas“, contou.

Sobre os personagens principais, Brandon destaca que as mulheres foram inspiradas por celebridades brasileiras. A guerreira Mariposa, por exemplo, é inspirada na triz Isis Valverde. Já a Princesa Arara tem os traços da modelo Gisele Budchem. A Rainha das Abelhas é uma homenagem para Alessandra Ambrósio. Até mesmo, a deputada Marielle Franco recebeu uma homenagem, ela é fonte de inspiração da Pantera Negra.

Amor e apoio

Já a paixão por quadrinhos foi apoiada pela mãe, Dona Maria do Carmo. Brandon revelou que sempre ganhava quadrinhos do Capitão América, Homem de Ferro, Hulk e Homem-Aranha. “Minha mãe se tornou uma grande incentivadora, me presenteava com gibis criados por Stan Lee e Jack Kirby, que serviram de inspiração para a produção dos “Titãns da Amazônia““, disse o artista parintinense.
 
   
Foto: Divulgação 
 
Nascido na Comunidade do Remanso, em Parintins (distante a 369 quilômetros de Manaus), Brandon procurou se especializar nas artes plásticas. Aos 13 anos, ele conheceu o mestre italiano Irmão Miguel de Pascale, conhecido como missionário da arte, que foi fundamental para o seu aprendizado.
Em 2017, o artista parintinense deu o ponta pé inicial para os "Titãns da Amazônia" e lançou o seu trabalho autoral, a repercussão por parte dos leitores o surpreendeu positivamente.
Parceiros

As impressões das HQs acontecem na casa do artista, todo trabalho criativo e operacional é desenvolvido por ele. Para Brandon, o amor pelos quadrinhos supera qualquer obstáculo financeiro ou técnico. “Ainda é muito complicado para um artista viver exclusivamente de seu trabalho, mas gosto do que faço, é uma mistura de prazer e nostalgia. Enquanto houver criatividade em mim, a saga dos heróis da Amazônia vai continuar“, destacou.
 
   
Foto: Arquivo Pessoal
 
O talento passou de pai para filho, atualmente, a saga dos “Titãns da Amazônia“ é escrita em co-autoria com Brandon Kirby Simon. “Ele me ajuda bastante, e assim, encontro uma forma de ficar próximo ao meu filho“, afirma o artista. Outra ajuda de peso veio de São Paulo, o professor e escritor Zoezer Brasilio, que está auxiliando no desenvolvimento das futuras histórias do Titãs, como por exemplo, a Guerra dos Cem Reinos, uma saga que promete emocionar os leitores.     

TAG manausamazonasheroissuper-heroisinspiracao