Publicidade

Atualidades

Universidade do Pará: cursinho pré-vestibular gratuito está com inscrições abertas

As turmas são preparatórias para o Enem e voltadas para estudantes que residem no bairro do Jurunas e em comunidades próximas

Portal Amazônia, com informações da Agência Pará

jornalismo@portalamazonia.com


O projeto Movimento de Educação Popular (MEP), instituído pela Universidade do Estado do Pará (Uepa), está com inscrições abertas para o cursinho pré-vestibular. As duas turmas, uma com aulas aos sábados e a outra com aulas durante a semana, são preparatórias para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e voltadas para estudantes que residem no bairro do Jurunas e em comunidades próximas. A intenção é proporcionar um melhor preparo para esses jovens terem a oportunidade de ingressar no ensino superior.

A "Aula Inaugural" do projeto ocorreu no último sábado (16), e teve como tema "Os desafios da Educação Popular no Bairro do Jurunas: Educação, Violência, Resistência e Emancipação Humana". O espaço São Domingos Esporte Club, que funciona como ponto de apoio do cursinho montado em escolas públicas no Jurunas, sediou o encontro entre professores e alunos.
 
   
Foto: Divulgação/Uepa
 
Na ocasião, professores voluntários foram apresentados ao público e falaram sobre as diretrizes a serem desenvolvidas nas aulas. A programação também contou com um breve show voz e violão e apresentação dos alunos aprovados no vestibular do ano de 2018, para estimular os novos alunos a se dedicarem no cursinho pré-vestibular.

"A motivação que eu encontro aqui é pensar que o cursinho me oferece caminhos para eu alcançar minha vaga na universidade, pois a preparação com o conteúdo, a assistência psicológica e a vivência cultural, oferecidas pelo MEP, me ajudam a ainda ter força depois de 5 tentativas de passar no vestibular", revela o estudande de 24 anos, Marcos Rodrigues.

O projeto

O MEP realiza um trabalho de imersão nos espaços da comunidade do Jurunas, e tem atividades na sua programação anual que se estendem à cultura, à pesquisa, ao esporte, à arte e à educação. "É um projeto que, além de falar do vestibular, também fala dos direitos civis e da cidadania para os alunos se verem como sujeitos e, assim, reconhecerem a importância de um trabalho desse porte no bairro, para gerar outro olhar que não seja somente o da violência", afirmou o fundador do curso pré-vestibular, professor Leopoldo Santana.

A iniciativa surgiu na década de 80 e já enfrentou algumas dificuldades, que resultaram na interrupção de suas atividades. Porém, em 2017, por meio do edital da Proex, a Uepa legitimou o projeto. A ideia era subsidiar os voluntários da graduação da instituição para que possam ter um estímulo a mais para se envolverem nas aulas oferecidas gratuitamente.

"É necessário entender a importância do projeto para o bairro, porque queremos mostrar que existe uma possibilidade, a partir da nossa realidade, de construir uma ponte, pois entendemos a educação como instrumento de libertação e emancipação", comentou o professor Aiala Colares.

Serviço

As inscrições podem ser feitas na Escola Placídia Cardoso, localizada na Rua dos Tamoios, nº 602, com a carteira de identidade em mãos, comprovante de residência e número de inscrição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Mais informações no telefone (91) 98112-5614.
 

Atualidades

Home > Noticias > null

Universidade do Pará: cursinho pré-vestibular gratuito está com inscrições abertas

As turmas são preparatórias para o Enem e voltadas para estudantes que residem no bairro do Jurunas e em comunidades próximas

Portal Amazônia, com informações da Agência Pará

jornalismo@portalamazonia.com


O projeto Movimento de Educação Popular (MEP), instituído pela Universidade do Estado do Pará (Uepa), está com inscrições abertas para o cursinho pré-vestibular. As duas turmas, uma com aulas aos sábados e a outra com aulas durante a semana, são preparatórias para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e voltadas para estudantes que residem no bairro do Jurunas e em comunidades próximas. A intenção é proporcionar um melhor preparo para esses jovens terem a oportunidade de ingressar no ensino superior.

A "Aula Inaugural" do projeto ocorreu no último sábado (16), e teve como tema "Os desafios da Educação Popular no Bairro do Jurunas: Educação, Violência, Resistência e Emancipação Humana". O espaço São Domingos Esporte Club, que funciona como ponto de apoio do cursinho montado em escolas públicas no Jurunas, sediou o encontro entre professores e alunos.
 
   
Foto: Divulgação/Uepa
 
Na ocasião, professores voluntários foram apresentados ao público e falaram sobre as diretrizes a serem desenvolvidas nas aulas. A programação também contou com um breve show voz e violão e apresentação dos alunos aprovados no vestibular do ano de 2018, para estimular os novos alunos a se dedicarem no cursinho pré-vestibular.

"A motivação que eu encontro aqui é pensar que o cursinho me oferece caminhos para eu alcançar minha vaga na universidade, pois a preparação com o conteúdo, a assistência psicológica e a vivência cultural, oferecidas pelo MEP, me ajudam a ainda ter força depois de 5 tentativas de passar no vestibular", revela o estudande de 24 anos, Marcos Rodrigues.

O projeto

O MEP realiza um trabalho de imersão nos espaços da comunidade do Jurunas, e tem atividades na sua programação anual que se estendem à cultura, à pesquisa, ao esporte, à arte e à educação. "É um projeto que, além de falar do vestibular, também fala dos direitos civis e da cidadania para os alunos se verem como sujeitos e, assim, reconhecerem a importância de um trabalho desse porte no bairro, para gerar outro olhar que não seja somente o da violência", afirmou o fundador do curso pré-vestibular, professor Leopoldo Santana.

A iniciativa surgiu na década de 80 e já enfrentou algumas dificuldades, que resultaram na interrupção de suas atividades. Porém, em 2017, por meio do edital da Proex, a Uepa legitimou o projeto. A ideia era subsidiar os voluntários da graduação da instituição para que possam ter um estímulo a mais para se envolverem nas aulas oferecidas gratuitamente.

"É necessário entender a importância do projeto para o bairro, porque queremos mostrar que existe uma possibilidade, a partir da nossa realidade, de construir uma ponte, pois entendemos a educação como instrumento de libertação e emancipação", comentou o professor Aiala Colares.

Serviço

As inscrições podem ser feitas na Escola Placídia Cardoso, localizada na Rua dos Tamoios, nº 602, com a carteira de identidade em mãos, comprovante de residência e número de inscrição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Mais informações no telefone (91) 98112-5614.
 

TAG parauepapre-vestibular