Publicidade

Cidades

Sete detentos são mortos durante rebelião em presídio do Pará

Motim ocorreu após tentativa de fuga frustrada

Portal Amazônia, com informações da Agência Brasil

jornalismo@portalamazonia.com


Seis detentos foram mortos por outros presos e um morreu carbonizado durante motim no Centro de Recuperação Regional de Altamira, no Pará, na madrugada desta terça-feira (18). Cerca de 120 detentos participaram da ação. Segundo a Superintendência do Sistema Penitenciário do Pará (Susipe), a rebelião ocorreu devido a uma tentativa de fuga frustrada da unidade prisional.

De acordo com a Susipe, a situação já foi controlada e o motim terminou às 9h30. Até o momento, a superintendência não confirma a fuga de presos.

Por volta da 01h30 da madrugada, um grupo de 16 presos tentou fugir por uma janela de ventilação do local.
 
Foto: Reprodução/TV Globo
 
Os agentes prisionais de plantão flagraram a movimentação pelas câmeras de segurança e acionaram a Polícia Militar, que interceptou a fuga. Os detentos correram então em direção ao bloco do semiaberto e atearam fogo na sala do gerador de energia e no galpão de alojamento.

Durante o motim, parte das celas e grades da unidade prisional, além da enfermaria e secretaria foram depredadas.Os detentos reivindicaram rapidez na análise dos processos penais pela Justiça.

Além dos mortos, outros três detentos tiveram ferimentos e foram levados para a Unidade de Pronto-Atendimento do município. Atualmente, o Centro de Recuperação custodia 374 presos. A capacidade é para 208. Um inquérito policial será aberto para investigar o caso.

Cidades

Home > Noticias > null

Sete detentos são mortos durante rebelião em presídio do Pará

Motim ocorreu após tentativa de fuga frustrada

Portal Amazônia, com informações da Agência Brasil

jornalismo@portalamazonia.com


Seis detentos foram mortos por outros presos e um morreu carbonizado durante motim no Centro de Recuperação Regional de Altamira, no Pará, na madrugada desta terça-feira (18). Cerca de 120 detentos participaram da ação. Segundo a Superintendência do Sistema Penitenciário do Pará (Susipe), a rebelião ocorreu devido a uma tentativa de fuga frustrada da unidade prisional.

De acordo com a Susipe, a situação já foi controlada e o motim terminou às 9h30. Até o momento, a superintendência não confirma a fuga de presos.

Por volta da 01h30 da madrugada, um grupo de 16 presos tentou fugir por uma janela de ventilação do local.
 
Foto: Reprodução/TV Globo
 
Os agentes prisionais de plantão flagraram a movimentação pelas câmeras de segurança e acionaram a Polícia Militar, que interceptou a fuga. Os detentos correram então em direção ao bloco do semiaberto e atearam fogo na sala do gerador de energia e no galpão de alojamento.

Durante o motim, parte das celas e grades da unidade prisional, além da enfermaria e secretaria foram depredadas.Os detentos reivindicaram rapidez na análise dos processos penais pela Justiça.

Além dos mortos, outros três detentos tiveram ferimentos e foram levados para a Unidade de Pronto-Atendimento do município. Atualmente, o Centro de Recuperação custodia 374 presos. A capacidade é para 208. Um inquérito policial será aberto para investigar o caso.

TAG presidioAltamirapararebeliao