Publicidade

Internacional

Home > Noticias > null

Serviço secreto da Venezuela detém chefe de gabinete de Juan Guaidó

Os agentes do Sebin teriam entrado sem mandado judicial nas casas de Marrero e Vergara, em Caracas

Portal Amazônia, com informações da Agência Brasil

jornalismo@portalamazonia.com


Os serviços secretos da Venezuela detiveram, na madrugada desta quinta-feira (21), Roberto Marrero, chefe de gabinete do autoproclamado presidente Juan Guaidó. A informação foi confirmada por Sergio Vergara, líder do grupo parlamentar da Vontade Popular, partido de Guaidó. A operação do Serviço Bolivariano de Inteligência Nacional (Sebin) foi denunciada no Twitter pelo próprio presidente da Assembleia Nacional.

“Desde as 2h24, funcionários do Sebin assediam as casas do deputado e chefe de bancada da VP, Sergio Vergara, e do chefe do meu gabinete, o advogado Roberto Marrero, mantidos sequestrados no local”, escreveu Juan Guaidó em sua conta no Twitter.
 
 
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
 
Os agentes do Sebin teriam entrado sem mandado judicial nas casas de Marrero e Vergara, no bairro de Las Mercedes, em Caracas.

O líder da bancada parlamentar da Vontade Popular descreveu os acontecimentos da madrugada em Las Mercedes: “Mantiveram-me no chão, entraram em casa e perguntaram-me se estava com mais alguém. Perguntaram se sabia onde vivia Roberto Marrero, ao que não respondi. Repeti-lhes que estavam violando um direito constitucional, como a imunidade parlamentar", contou Vergara.

saiba mais
Internacional

Serviço secreto da Venezuela detém chefe de gabinete de Juan Guaidó

Os agentes do Sebin teriam entrado sem mandado judicial nas casas de Marrero e Vergara, em Caracas

Portal Amazônia, com informações da Agência Brasil

jornalismo@portalamazonia.com


Os serviços secretos da Venezuela detiveram, na madrugada desta quinta-feira (21), Roberto Marrero, chefe de gabinete do autoproclamado presidente Juan Guaidó. A informação foi confirmada por Sergio Vergara, líder do grupo parlamentar da Vontade Popular, partido de Guaidó. A operação do Serviço Bolivariano de Inteligência Nacional (Sebin) foi denunciada no Twitter pelo próprio presidente da Assembleia Nacional.

“Desde as 2h24, funcionários do Sebin assediam as casas do deputado e chefe de bancada da VP, Sergio Vergara, e do chefe do meu gabinete, o advogado Roberto Marrero, mantidos sequestrados no local”, escreveu Juan Guaidó em sua conta no Twitter.
 
 
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
 
Os agentes do Sebin teriam entrado sem mandado judicial nas casas de Marrero e Vergara, no bairro de Las Mercedes, em Caracas.

O líder da bancada parlamentar da Vontade Popular descreveu os acontecimentos da madrugada em Las Mercedes: “Mantiveram-me no chão, entraram em casa e perguntaram-me se estava com mais alguém. Perguntaram se sabia onde vivia Roberto Marrero, ao que não respondi. Repeti-lhes que estavam violando um direito constitucional, como a imunidade parlamentar", contou Vergara.

saiba mais

TAG venezuelaJuan Guaido