Publicidade

Internacional

Home > Noticias > null

ONU: 21 migrantes venezuelanos estão desaparecidos no mar do Caribe

Quatro pessoas foram resgatadas com vida em um esforço conjunto de busca e resgate incluindo socorristas venezuelanos.

Redação


A agência da Nações Unidas para Refugiados (Acnur) manifestou nesta sexta-feira (26) preocupação com a situação de ao menos 21 venezuelanos desaparecidos após o naufrágio de um barco em que eles estavam no mar do Caribe, em uma rota entre a Venezuela e Trinidad Tobago. 


"Esse trágico incidente evidencia os riscos extremos de jornadas marítimas e outros movimentos irregulares de travessia de fronteiras utilizadas por refugiados e migrantes. Também ressalta o desespero dos que são obrigados a fugir de suas casas e as extraordinárias dificuldades enfrentadas em sua jornada", diz a Acnur, em nota.

 

 

 

   
Foto: Reprodução/ABR
 

 


Segundo informações emitidas pela Guarda Costeira de Trinidade e Tobago, um navio chamado “Jhonnaly Jose”, que transportava pelo menos 25 pessoas da cidade de Güiria, na Venezuela, em direção ao país insular, naufragou na madrugada de quarta-feira (24).


Autoridades de Trinidade e Tobago afirmaram que que quatro pessoas foram resgatadas com vida em um esforço conjunto de busca e resgate incluindo socorristas venezuelanos. Entre as 21 pessoas desaparecidas estão mulheres e crianças.


De acordo com a Acnur, mais de três milhões de refugiados e migrantes venezuelanos deixaram seu país desde 2015, a maioria foram para países vizinhos, incluindo ilhas do Sul do Caribe.

 

 

     
Internacional

ONU: 21 migrantes venezuelanos estão desaparecidos no mar do Caribe

Quatro pessoas foram resgatadas com vida em um esforço conjunto de busca e resgate incluindo socorristas venezuelanos.

Redação


A agência da Nações Unidas para Refugiados (Acnur) manifestou nesta sexta-feira (26) preocupação com a situação de ao menos 21 venezuelanos desaparecidos após o naufrágio de um barco em que eles estavam no mar do Caribe, em uma rota entre a Venezuela e Trinidad Tobago. 


"Esse trágico incidente evidencia os riscos extremos de jornadas marítimas e outros movimentos irregulares de travessia de fronteiras utilizadas por refugiados e migrantes. Também ressalta o desespero dos que são obrigados a fugir de suas casas e as extraordinárias dificuldades enfrentadas em sua jornada", diz a Acnur, em nota.

 

 

 

   
Foto: Reprodução/ABR
 

 


Segundo informações emitidas pela Guarda Costeira de Trinidade e Tobago, um navio chamado “Jhonnaly Jose”, que transportava pelo menos 25 pessoas da cidade de Güiria, na Venezuela, em direção ao país insular, naufragou na madrugada de quarta-feira (24).


Autoridades de Trinidade e Tobago afirmaram que que quatro pessoas foram resgatadas com vida em um esforço conjunto de busca e resgate incluindo socorristas venezuelanos. Entre as 21 pessoas desaparecidas estão mulheres e crianças.


De acordo com a Acnur, mais de três milhões de refugiados e migrantes venezuelanos deixaram seu país desde 2015, a maioria foram para países vizinhos, incluindo ilhas do Sul do Caribe.

 

 

     

TAG venezuelavenezuelanosnaufrágiocaribe