Publicidade

Cidades

Home > Noticias > null

Liminar autoriza realização de cirurgias eletivas em hospitais de Roraima

Em todo o estado, cerca de cinco mil pessoas aguardam uma cirurgia pelo SUS

Portal Amazônia, com informações da Radioagência Nacional

jornalismo@portalamazonia.com


O juiz federal Helder Girão acatou pedido liminar do Governo do Estado e determinou a liberação imediata dos centros cirúrgicos das duas maiores unidades de saúde de Roraima.

O Hospital Geral (HGR) e o Hospital Materno Infantil Nossa Senhora de Nazareth, em Boa Vista, estavam sob intervenção ética do Conselho Regional de Medicina por causa do desabastecimento de medicamentos e falta de materiais cirúrgicos.

 
Foto: Neto Figueredo/Secom-RR

A interdição foi a segunda em três meses, o que aumentou ainda mais a fila de pessoas que esperam por uma cirurgia eletiva nas unidades: 200 pessoas no Materno Infantil e 400 no HGR.

O retorno das cirurgias ocorre após o Estado comprar material cirúrgico e medicamentos. Em todo o estado, cerca de cinco mil pessoas aguardam uma cirurgia pelo SUS. 

Cidades

Liminar autoriza realização de cirurgias eletivas em hospitais de Roraima

Em todo o estado, cerca de cinco mil pessoas aguardam uma cirurgia pelo SUS

Portal Amazônia, com informações da Radioagência Nacional

jornalismo@portalamazonia.com


O juiz federal Helder Girão acatou pedido liminar do Governo do Estado e determinou a liberação imediata dos centros cirúrgicos das duas maiores unidades de saúde de Roraima.

O Hospital Geral (HGR) e o Hospital Materno Infantil Nossa Senhora de Nazareth, em Boa Vista, estavam sob intervenção ética do Conselho Regional de Medicina por causa do desabastecimento de medicamentos e falta de materiais cirúrgicos.

 
Foto: Neto Figueredo/Secom-RR

A interdição foi a segunda em três meses, o que aumentou ainda mais a fila de pessoas que esperam por uma cirurgia eletiva nas unidades: 200 pessoas no Materno Infantil e 400 no HGR.

O retorno das cirurgias ocorre após o Estado comprar material cirúrgico e medicamentos. Em todo o estado, cerca de cinco mil pessoas aguardam uma cirurgia pelo SUS. 


TAG roraimacirurgiacirurgias eletivas roraima