Publicidade

Saúde

Em Manaus, Campanha Outubro Rosa chega ao ápice com 'Caminhada das Vitoriosas'

Evento chama a atenção para os cuidados com o câncer de mama. Atualmente, no Brasil cerca de 80% das mulheres sobrevivem a doença

Diego Oliveira


MANAUS - O Complexo Turístico Ponta Negra ganhou uma cor diferente nesta quarta-feira (28). O espaço sediou mais uma edição da 'Caminhada das Vitoriosas' que marcou o encerramento da Campanha Outubro Rosa. O evento tem como objetivo chamar a atenção para os perigos do câncer de mama. A realização é do Centro de Integração Amigas da Mama (Ciam), em parceria com a Sociedade Brasileira de Mastologia Regional Amazonas.
De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde (Susam), ocorreu aumento no número de mamografias em comparação ao primeiro semestre do ano passado, quando foram registrados 30,4 mil exames, para o mesmo período deste ano, passando para 34,1 mil, um acréscimo de 12,1%.
Emocionado com o envolvimento da população, o presidente da Sociedade Brasileira de Mastologia no Amazonas, Gerson Mourão, afirmou que é um trabalho em conjunto. "Fazemos isso para auxiliar as mulheres que descobrem o câncer. Mostramos histórias de mulheres que vencem a doença. O câncer de mama já foi considerado uma sentença de morte e, atualmente, a prevenção salva vidas", garantiu o médico.Para a chefe do setor de Saúde da Mulher da Semsa, Rita de Cássia, as mulheres necessitam ficar atentas a qualquer caroço ou nódulo nos seios. "A prevenção é a palavra de ordem. A campanha 'Outubro Rosa' é feita exclusivamente para chamar a atenção das mulheres. O exame é essencial para a cura da doença, então não precisa ter medo do resultado", afirmou. O autoexame salvou a vida da funcionária pública Ivanilze Mesquita. "Durante o banho fiz o autoexame e verifiquei o nódulo, então busquei logo ajuda profissional e a mamografia confirmou o câncer. Tive sorte de descobrir a tempo, isso fez toda a diferença no meu tratamento", relatou. Ela levou a família para participar da caminhada. "Eles sempre me deram todo o apoio necessário", disse.[[galeriaNa opinião de Gerson, o maior medo das mulheres é a desfiguração devido a retirada das mamas. "Hoje em dia o Sistema Único de Saúde já faz reconstituição das mamas em Manaus. A paciente realiza a mastectomia e em seguida é colocado uma prótese no lugar", contou. Para mais detalhes, as pacientes podem procurar a Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas, localizada na Rua Francisco Orellana, 215 - Planalto. O telefone de contato é (92) 3655-4600
A voluntária do Instituto Mãos que Criam Arte, Rosimar da Silva, decidiu ousar durante a caminhada. Ela usou uma roupa para lá de chamativa com todos os tons de rosas possíveis e uma faixa escrito: 'Miss Mamografia'. "Desde quando comecei a participar do instituto pude conhecer mais a batalha que as mulheres passam quando são acometidas pelo câncer. Então, utilizo o humor para trazer mais alegria nesse momento tão delicado", explicou.


Mulheres que venceram o câncer emocionaram participantes. Foto: Diego Oliveira/Portal Amazônia
Celebração
Durante a caminhada, muitas mulheres comemoraram a vitória sobre o câncer. O jovem Victor Castro acompanhou a mãe Mônica Dantas durante o evento. Ele afirmou que a coragem dela motivou a todos. "Minha mãe é uma pessoa muito positiva. Ela passou essa energia e contagiou toda minha família e amigos. Passou por cirurgia para retirar o câncer e, recentemente, finalizou a quimioterapia. Estamos aqui para celebrar essa vitória", contou emocionado.
Família de Ivanilze compareceu em peso na caminhada. Foto: Diego Oliveira/Portal Amazônia

Saúde

Home > Noticias > null

Em Manaus, Campanha Outubro Rosa chega ao ápice com 'Caminhada das Vitoriosas'

Evento chama a atenção para os cuidados com o câncer de mama. Atualmente, no Brasil cerca de 80% das mulheres sobrevivem a doença

Diego Oliveira


MANAUS - O Complexo Turístico Ponta Negra ganhou uma cor diferente nesta quarta-feira (28). O espaço sediou mais uma edição da 'Caminhada das Vitoriosas' que marcou o encerramento da Campanha Outubro Rosa. O evento tem como objetivo chamar a atenção para os perigos do câncer de mama. A realização é do Centro de Integração Amigas da Mama (Ciam), em parceria com a Sociedade Brasileira de Mastologia Regional Amazonas.
De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde (Susam), ocorreu aumento no número de mamografias em comparação ao primeiro semestre do ano passado, quando foram registrados 30,4 mil exames, para o mesmo período deste ano, passando para 34,1 mil, um acréscimo de 12,1%.
Emocionado com o envolvimento da população, o presidente da Sociedade Brasileira de Mastologia no Amazonas, Gerson Mourão, afirmou que é um trabalho em conjunto. "Fazemos isso para auxiliar as mulheres que descobrem o câncer. Mostramos histórias de mulheres que vencem a doença. O câncer de mama já foi considerado uma sentença de morte e, atualmente, a prevenção salva vidas", garantiu o médico.Para a chefe do setor de Saúde da Mulher da Semsa, Rita de Cássia, as mulheres necessitam ficar atentas a qualquer caroço ou nódulo nos seios. "A prevenção é a palavra de ordem. A campanha 'Outubro Rosa' é feita exclusivamente para chamar a atenção das mulheres. O exame é essencial para a cura da doença, então não precisa ter medo do resultado", afirmou. O autoexame salvou a vida da funcionária pública Ivanilze Mesquita. "Durante o banho fiz o autoexame e verifiquei o nódulo, então busquei logo ajuda profissional e a mamografia confirmou o câncer. Tive sorte de descobrir a tempo, isso fez toda a diferença no meu tratamento", relatou. Ela levou a família para participar da caminhada. "Eles sempre me deram todo o apoio necessário", disse.[[galeriaNa opinião de Gerson, o maior medo das mulheres é a desfiguração devido a retirada das mamas. "Hoje em dia o Sistema Único de Saúde já faz reconstituição das mamas em Manaus. A paciente realiza a mastectomia e em seguida é colocado uma prótese no lugar", contou. Para mais detalhes, as pacientes podem procurar a Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas, localizada na Rua Francisco Orellana, 215 - Planalto. O telefone de contato é (92) 3655-4600
A voluntária do Instituto Mãos que Criam Arte, Rosimar da Silva, decidiu ousar durante a caminhada. Ela usou uma roupa para lá de chamativa com todos os tons de rosas possíveis e uma faixa escrito: 'Miss Mamografia'. "Desde quando comecei a participar do instituto pude conhecer mais a batalha que as mulheres passam quando são acometidas pelo câncer. Então, utilizo o humor para trazer mais alegria nesse momento tão delicado", explicou.


Mulheres que venceram o câncer emocionaram participantes. Foto: Diego Oliveira/Portal Amazônia
Celebração
Durante a caminhada, muitas mulheres comemoraram a vitória sobre o câncer. O jovem Victor Castro acompanhou a mãe Mônica Dantas durante o evento. Ele afirmou que a coragem dela motivou a todos. "Minha mãe é uma pessoa muito positiva. Ela passou essa energia e contagiou toda minha família e amigos. Passou por cirurgia para retirar o câncer e, recentemente, finalizou a quimioterapia. Estamos aqui para celebrar essa vitória", contou emocionado.
Família de Ivanilze compareceu em peso na caminhada. Foto: Diego Oliveira/Portal Amazônia

TAG