Publicidade

Economia

Home > Noticias > null

Dilma e Correa negociam ligação entre a Amazônia e o Pacífico equatoriano

Governo brasileiro acredita que, com o Eixo Multimodal Mantas-Manaus, será possível reduzir em até dez dias o tempo para o transporte até o Pacífico

Portal Amazônia, com informações da Agência Brasil


BRASÍLIA - A presidenta Dilma Rousseff destacou, durante visita oficial ao Equador, o intercâmbio comercial bilateral entre os dois países e projetos como a criação do Eixo Multimodal Manta-Manaus, que vai ligar, por meio de portos e rodovias, a Amazônia brasileira ao Pacífico equatoriano. Nesta quinta-feira (27), a presidente participará da 4.ª Cúpula da Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac). O governo brasileiro acredita que, com o Eixo Multimodal Mantas-Manaus, será possível reduzir em até dez dias o tempo necessário para o transporte de produtos até o Oceano Pacífico, em comparação com a via do Canal do Panamá, além de abrir outras possibilidades de comércio para os dois países, tanto na América do Sul quanto na Ásia.O embaixador do Brasil no Equador, Carlos Alfredo Lazary Teixeira, informou que o Eixo Multimodal Manta-Manaus proporcionará a exportação dos produtos brasileiros, principalmente da Região Norte, para o Equador, Peru e Colômbia. “Um projeto importante que está na pauta permanentemente é o eixo logístico de Manta, um porto do Pacífico equatoriano, com Manaus, envolvendo estrada, porto marítimo, porto fluvial, hidrovia e um percurso longo até Manaus. Esse Eixo Manta-Manaus, no caso do Equador, na relação de integração com o Brasil, é talvez o projeto mais importante que está e estará na pauta prioritária de nossa relação bilateral.”De acordo com o Ministério das Relações Exteriores do Brasil, em 2015 as trocas comerciais com o Equador alcançaram US$ 783 milhões. As exportações brasileiras somaram US$ 665 milhões, enquanto o Equador exportou produtos no total de US$ 118 milhões.Em entrevista publicada pelo jornal El Comercio do Equador, a presidenta Dilma Rousseff destacou a importância da união entre os países da América Latina para superar o atual cenário econômico. Ela afirmou que a retomada do crescimento e a estabilidade são fundamentais para o Brasil.
Economia

Dilma e Correa negociam ligação entre a Amazônia e o Pacífico equatoriano

Governo brasileiro acredita que, com o Eixo Multimodal Mantas-Manaus, será possível reduzir em até dez dias o tempo para o transporte até o Pacífico

Portal Amazônia, com informações da Agência Brasil


BRASÍLIA - A presidenta Dilma Rousseff destacou, durante visita oficial ao Equador, o intercâmbio comercial bilateral entre os dois países e projetos como a criação do Eixo Multimodal Manta-Manaus, que vai ligar, por meio de portos e rodovias, a Amazônia brasileira ao Pacífico equatoriano. Nesta quinta-feira (27), a presidente participará da 4.ª Cúpula da Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac). O governo brasileiro acredita que, com o Eixo Multimodal Mantas-Manaus, será possível reduzir em até dez dias o tempo necessário para o transporte de produtos até o Oceano Pacífico, em comparação com a via do Canal do Panamá, além de abrir outras possibilidades de comércio para os dois países, tanto na América do Sul quanto na Ásia.O embaixador do Brasil no Equador, Carlos Alfredo Lazary Teixeira, informou que o Eixo Multimodal Manta-Manaus proporcionará a exportação dos produtos brasileiros, principalmente da Região Norte, para o Equador, Peru e Colômbia. “Um projeto importante que está na pauta permanentemente é o eixo logístico de Manta, um porto do Pacífico equatoriano, com Manaus, envolvendo estrada, porto marítimo, porto fluvial, hidrovia e um percurso longo até Manaus. Esse Eixo Manta-Manaus, no caso do Equador, na relação de integração com o Brasil, é talvez o projeto mais importante que está e estará na pauta prioritária de nossa relação bilateral.”De acordo com o Ministério das Relações Exteriores do Brasil, em 2015 as trocas comerciais com o Equador alcançaram US$ 783 milhões. As exportações brasileiras somaram US$ 665 milhões, enquanto o Equador exportou produtos no total de US$ 118 milhões.Em entrevista publicada pelo jornal El Comercio do Equador, a presidenta Dilma Rousseff destacou a importância da união entre os países da América Latina para superar o atual cenário econômico. Ela afirmou que a retomada do crescimento e a estabilidade são fundamentais para o Brasil.

TAG