Publicidade

Ciência e Tecnologia

Home > Noticias > null

Biotecnologia sustentável na biodiversidade amazônica é tema de congresso em Manaus

Encontro abordará avanços das ciências e tecnologia no estudo dos aspectos moleculares e da sinalização celular

Portal Amazônia, com informações do Inpa

jornalismo@portalamazonia.com


Cientistas de várias regiões do Brasil se reúnem em Manaus a partir de segunda-feira (17) até dia 20 de outubro para o Congresso de Biotecnologia Sustentável na Biodiversidade Amazônica. O encontro acontece no Auditório da Ciência do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa) com o intuito de incentivar o compartilhamento de experiências nas áreas de biologia geral, biotecnologia aplicada à saúde, nanotecnologia, estudos sobre o câncer, pesquisas com células-tronco humanas e neurociências. As inscrições devem ser realizadas no site do Instituto Nanocell.

Além de reunir especialistas, também estarão presentes empresas de biotecnologia que desenvolveram tecnologias próprias e se destacaram com faturamento de mais de R$ 100 milhões por ano com o desenvolvimento de tecnologia da bancada do laboratório para aplicação em análises clínicas e na produção de kits diagnósticos comercializáveis em supermercados e farmácias.

De acordo com o diretor do Inpa, o pesquisador Luiz Renato de França, o Congresso é voltado para os últimos avanços da ciência e da tecnologia no estudo dos aspectos moleculares e da sinalização celular, que vão desde organismos unicelulares aos multicelulares. “Avanços estes que, por meio de sua aplicação de forma multidisciplinar, numa região de infindáveis oportunidades, permitirão criar produtos e biotecnologias inovadoras”, destaca.

Segundo França, o evento terá como diferencial a aproximação da academia com o setor produtivo privado, o estreitamento das relações de colaboração e de integração entre as regiões Sul e Sudeste com as regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste.

Programação

Nos dias 18 e 19 de outubro, será realizado workshop sobre divulgação científica, direcionado a professores do ensino médio, alunos de graduação e de pós-graduação e outros interessados no tema. O workshop será gratuito com aulas teóricas e práticas, ministrado pelos editores do jornal eletrônico de divulgação científica Nanocell News, que está no terceiro volume e conta com mais de um milhão de acessos mensais. Veja a programação.

Durante o Congresso, haverá o lançamento em quatro volumes dos livros 'Biotecnologia Aplicada à Saúde: fundamentos e aplicações' e 'Biotecnologia Aplicada à Agro&Indústria: fundamentos e aplicações', publicados pela Editora Blüncher. Ao todo, são quase cem capítulos e em cada um deles há um tópico sobre os aspectos históricos e básicos de como se chegaram às técnicas e modelos apresentados.

Também há um outro tópico que apresenta um protocolo passo-a-passo de execução da técnica que será útil e didático para os cursos de graduação e pós-graduação. As obras envolveram mais de 150 diferentes cursos de pós-graduação do Brasil, cerca de 70 instituições de ensino e pesquisa de vários estados do país e quase 400 autores.

Prêmios

Para completar, também haverá a entrega das premiações do I Prêmio Cientista e do Empreendedor do Ano Instituto Nanocell, idealizado e promovido por Rodrigo Resende, que também é presidente do Instituto Nanocell. O prêmio visa aproximar a academia da sociedade e promover a educação no Brasil.

Depois de mais de 11 mil votos, os indicados passaram pelo crivo de 16 renomados cientistas, presidentes de sociedades científicas, membros de comitês de grandes áreas do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), da Comissão de Aperfeiçoamento de Pessoal do Nível Superior (Capes) e da Academia Brasileira de Ciências (ABC).

No encerramento do Congresso de Biotecnologia Sustentável na Biodiversidade Amazônica, os seis melhores cientistas, alunos e professores das seis diferentes áreas contempladas abordadas no evento serão premiados. Também será escolhida a melhor empresa de biotecnologia do Brasil.

O congresso é uma parceria entre o Inpa, o Instituto Nanocell e a Sociedade Brasileira de Sinalização Celular (SBSC), que tem como presidente o professor e idealista brasileiro Rodrigo Ribeiro Resende. O evento conta com o apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) e recebe o patrocínio da Exon Biotec.
Ciência e Tecnologia

Biotecnologia sustentável na biodiversidade amazônica é tema de congresso em Manaus

Encontro abordará avanços das ciências e tecnologia no estudo dos aspectos moleculares e da sinalização celular

Portal Amazônia, com informações do Inpa

jornalismo@portalamazonia.com


Cientistas de várias regiões do Brasil se reúnem em Manaus a partir de segunda-feira (17) até dia 20 de outubro para o Congresso de Biotecnologia Sustentável na Biodiversidade Amazônica. O encontro acontece no Auditório da Ciência do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa) com o intuito de incentivar o compartilhamento de experiências nas áreas de biologia geral, biotecnologia aplicada à saúde, nanotecnologia, estudos sobre o câncer, pesquisas com células-tronco humanas e neurociências. As inscrições devem ser realizadas no site do Instituto Nanocell.

Além de reunir especialistas, também estarão presentes empresas de biotecnologia que desenvolveram tecnologias próprias e se destacaram com faturamento de mais de R$ 100 milhões por ano com o desenvolvimento de tecnologia da bancada do laboratório para aplicação em análises clínicas e na produção de kits diagnósticos comercializáveis em supermercados e farmácias.

De acordo com o diretor do Inpa, o pesquisador Luiz Renato de França, o Congresso é voltado para os últimos avanços da ciência e da tecnologia no estudo dos aspectos moleculares e da sinalização celular, que vão desde organismos unicelulares aos multicelulares. “Avanços estes que, por meio de sua aplicação de forma multidisciplinar, numa região de infindáveis oportunidades, permitirão criar produtos e biotecnologias inovadoras”, destaca.

Segundo França, o evento terá como diferencial a aproximação da academia com o setor produtivo privado, o estreitamento das relações de colaboração e de integração entre as regiões Sul e Sudeste com as regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste.

Programação

Nos dias 18 e 19 de outubro, será realizado workshop sobre divulgação científica, direcionado a professores do ensino médio, alunos de graduação e de pós-graduação e outros interessados no tema. O workshop será gratuito com aulas teóricas e práticas, ministrado pelos editores do jornal eletrônico de divulgação científica Nanocell News, que está no terceiro volume e conta com mais de um milhão de acessos mensais. Veja a programação.

Durante o Congresso, haverá o lançamento em quatro volumes dos livros 'Biotecnologia Aplicada à Saúde: fundamentos e aplicações' e 'Biotecnologia Aplicada à Agro&Indústria: fundamentos e aplicações', publicados pela Editora Blüncher. Ao todo, são quase cem capítulos e em cada um deles há um tópico sobre os aspectos históricos e básicos de como se chegaram às técnicas e modelos apresentados.

Também há um outro tópico que apresenta um protocolo passo-a-passo de execução da técnica que será útil e didático para os cursos de graduação e pós-graduação. As obras envolveram mais de 150 diferentes cursos de pós-graduação do Brasil, cerca de 70 instituições de ensino e pesquisa de vários estados do país e quase 400 autores.

Prêmios

Para completar, também haverá a entrega das premiações do I Prêmio Cientista e do Empreendedor do Ano Instituto Nanocell, idealizado e promovido por Rodrigo Resende, que também é presidente do Instituto Nanocell. O prêmio visa aproximar a academia da sociedade e promover a educação no Brasil.

Depois de mais de 11 mil votos, os indicados passaram pelo crivo de 16 renomados cientistas, presidentes de sociedades científicas, membros de comitês de grandes áreas do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), da Comissão de Aperfeiçoamento de Pessoal do Nível Superior (Capes) e da Academia Brasileira de Ciências (ABC).

No encerramento do Congresso de Biotecnologia Sustentável na Biodiversidade Amazônica, os seis melhores cientistas, alunos e professores das seis diferentes áreas contempladas abordadas no evento serão premiados. Também será escolhida a melhor empresa de biotecnologia do Brasil.

O congresso é uma parceria entre o Inpa, o Instituto Nanocell e a Sociedade Brasileira de Sinalização Celular (SBSC), que tem como presidente o professor e idealista brasileiro Rodrigo Ribeiro Resende. O evento conta com o apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) e recebe o patrocínio da Exon Biotec.

TAG ManausAmazonasAmazôniacongressobiotecnologia