Publicidade

Cidades

Home > Noticias > null

Amapá adere a Sistema Nacional de combate a desigualdades étnico-raciais

Por meio desse sistema, os estados têm acesso a recursos para a implementação de políticas e serviços destinados a superar desigualdades étnico-raciais

Portal Amazônia, com informações da Radioagência Nacional

jornalismo@portalamazonia.com


Quase 74% da população do Amapá é autodeclarada negra. O índice mostra a importância das políticas de combate ao racismo no estado.

 

As ações ganharam um reforço esta semana com a adesão do governo do Amapá ao Sistema Nacional de Promoção da Igualdade Racial (Sinapir).

 

Por meio desse sistema, os estados têm acesso a recursos para a implementação de políticas e serviços destinados a superar desigualdades étnico-raciais. O Sinapir também permite a adesão aos projetos coordenados pela Secretaria Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial.

 

Foto: Arquivo/Agência Brasil

Criado em 2014, o sistema nacional já conta com a adesão direta de 17 governos estaduais e 62 prefeituras. Em abril, foi aberto um edital que disponibiliza R$ 2,5 milhões para o financiamento de projetos nas áreas de ação afirmativa e para o fortalecimento dos órgãos e conselhos de promoção da igualdade racial.

 

As propostas podem ser incluídas pelos gestores públicos no Sistema de Convênios do Governo Federal até o dia 12 de julho.

 

 

     
Cidades

Amapá adere a Sistema Nacional de combate a desigualdades étnico-raciais

Por meio desse sistema, os estados têm acesso a recursos para a implementação de políticas e serviços destinados a superar desigualdades étnico-raciais

Portal Amazônia, com informações da Radioagência Nacional

jornalismo@portalamazonia.com


Quase 74% da população do Amapá é autodeclarada negra. O índice mostra a importância das políticas de combate ao racismo no estado.

 

As ações ganharam um reforço esta semana com a adesão do governo do Amapá ao Sistema Nacional de Promoção da Igualdade Racial (Sinapir).

 

Por meio desse sistema, os estados têm acesso a recursos para a implementação de políticas e serviços destinados a superar desigualdades étnico-raciais. O Sinapir também permite a adesão aos projetos coordenados pela Secretaria Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial.

 

Foto: Arquivo/Agência Brasil

Criado em 2014, o sistema nacional já conta com a adesão direta de 17 governos estaduais e 62 prefeituras. Em abril, foi aberto um edital que disponibiliza R$ 2,5 milhões para o financiamento de projetos nas áreas de ação afirmativa e para o fortalecimento dos órgãos e conselhos de promoção da igualdade racial.

 

As propostas podem ser incluídas pelos gestores públicos no Sistema de Convênios do Governo Federal até o dia 12 de julho.

 

 

     

TAG amapadesigualdadenegros