Publicidade

Cidades

Home > Noticias > null

Altas temperaturas levam escolas de Manaus a adotar medidas preventivas

A ideia é evitar que alunos e professores tenham problemas ligados ao calor e a perda de líquido, desidratação ou suor intenso

Redação


MANAUS - Entram em vigor na próxima segunda-feira (28) as medidas preventivas adotadas pelas escolas municipais de Manaus por conta da altas temperaturas registradas nos últimos dias. Os termômetros na capital amazonense registraram o dia mais quente dos últimos 90 anos no último dia 21 deste mês. A ideia é evitar problemas ligados ao calor e a perda de líquido, como diarreia, vômitos, desidratação ou suor intenso.Dentre as medidas, está a realização de atividades de Educação Física em horários com menor intensidade do Sol, como no início da manhã e final da tarde. Serão priorizadas, também, atividades em locais cobertos. Os professores de Educação Física, que trabalham em unidades escolares que não possuem quadras cobertas, serão orientados a realizar atividades de menor intensidade e que exijam menos dos alunos.Os estudantes ainda serão estimulados ao consumo frequente de água, a evitar aglomeração em ambientes fechados, dar preferência para sucos, frutas e alimentos com concentração de líquidos na merenda escolar. Também será solicitado que os pais, que tenham condições, enviem uma garrafinha para o estudante armazenar água dos bebedouros da escola e a bebam durante os tempos de aula, evitando a saída constante de sala. "E os cuidados com a hidratação das crianças também devem continuar em casa”, alertou a subsecretária municipal de Educação, Euzenir Trajano.De acordo com a Secretaria Municipal de Educação (Semed), as mudanças acontecem pela preocupação com a saúde dos alunos e professores e com o processo de ensino e aprendizagem. A diretora do Departamento de Gestão Educacional (Dege) da Semed, Marcionilia Bessa, afirma que um documento será distribuído em todas as escolas, por meio das Divisões Distritais Zonais (DDZs), com as orientações.
Cidades

Altas temperaturas levam escolas de Manaus a adotar medidas preventivas

A ideia é evitar que alunos e professores tenham problemas ligados ao calor e a perda de líquido, desidratação ou suor intenso

Redação


MANAUS - Entram em vigor na próxima segunda-feira (28) as medidas preventivas adotadas pelas escolas municipais de Manaus por conta da altas temperaturas registradas nos últimos dias. Os termômetros na capital amazonense registraram o dia mais quente dos últimos 90 anos no último dia 21 deste mês. A ideia é evitar problemas ligados ao calor e a perda de líquido, como diarreia, vômitos, desidratação ou suor intenso.Dentre as medidas, está a realização de atividades de Educação Física em horários com menor intensidade do Sol, como no início da manhã e final da tarde. Serão priorizadas, também, atividades em locais cobertos. Os professores de Educação Física, que trabalham em unidades escolares que não possuem quadras cobertas, serão orientados a realizar atividades de menor intensidade e que exijam menos dos alunos.Os estudantes ainda serão estimulados ao consumo frequente de água, a evitar aglomeração em ambientes fechados, dar preferência para sucos, frutas e alimentos com concentração de líquidos na merenda escolar. Também será solicitado que os pais, que tenham condições, enviem uma garrafinha para o estudante armazenar água dos bebedouros da escola e a bebam durante os tempos de aula, evitando a saída constante de sala. "E os cuidados com a hidratação das crianças também devem continuar em casa”, alertou a subsecretária municipal de Educação, Euzenir Trajano.De acordo com a Secretaria Municipal de Educação (Semed), as mudanças acontecem pela preocupação com a saúde dos alunos e professores e com o processo de ensino e aprendizagem. A diretora do Departamento de Gestão Educacional (Dege) da Semed, Marcionilia Bessa, afirma que um documento será distribuído em todas as escolas, por meio das Divisões Distritais Zonais (DDZs), com as orientações.

TAG