Cidades

15 detentos ainda estão foragidos no Acre

Dezesseis presos fugiram do Presídio Manoel Neri, em Cruzeiro do Sul, por um buraco na laje, no sábado (22); um foi recapturado


 

Foto: Onofre Brito/Secom-AC

 

Um dos 16 fugitivos do Presídio Manoel Neri, em Cruzeiro do Sul, no Acre, foi recapturado na madrugada deste domingo (23). Os outros 15 detentos que fugiram da unidade no sábado (22) ainda não foram recapturados. As informações foram confirmadas pelo Sistema Integrado de Segurança Pública (Sisp-AC) ao G1 Acre.

O Sisp-AC informou que o preso recapturado foi identificado por Rubenir Gomes de Azevedo, de 29 anos, que cumpre pena por latrocínio e foi condenado a 27 anos em regime fechado. Ele foi encontrado próximo à Cidade da Justiça, no município, na região da unidade prisional.

Fuga 

Para deixar a unidade, os detentos fizeram um buraco na laje e saíram pelo telhado, segundo informou a Segurança Pública. Eles fugiram por volta da 1h30 sem que os agentes penitenciários percebessem. O presídio não possui muro de proteção.

Ainda conforme o Sisp-AC, a Polícia Civil investiga que tipo de material foi usado para fazer o arrombamento da laje e corte da tela de proteção. A perícia no local da fuga deve ser concluída nesta segunda-feira (24).

Presídio Manoel Neri

No dia 6 de junho, os presos iniciaram um motim e tentaram invadir um pavilhão. Com isso, os pavilhões B e E ficaram destruídos e 561 presos, que eram divididos em quatro pavilhões, passaram a ocupar apenas dois.

No dia 19 de junho, a administração do Instituto de Administração Penitenciária (Iapen) informou que um muro deveria ser construído na área do banho de sol para dividir as facções rivais dentro do presídio. Além disso, o Iapen havia estipulado 30 dias para consertar os pavilhões, mas a reparação ainda não foi feita.

A situação se tornou mais grave no dia 6 de julho, quando 32 pessoas que foram pegas na operação que ocorreu no bairro Lagoa no início do mês permaneceram presas preventivamente e foram encaminhados para o presídio. Na época, apenas uma mulher que estava grávida teve a liberdade concedida.

Revista em Manaus

O Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM) em Manaus passa por revista na manhã desta segunda-feira (24). A informação é da Secretaria de Administração Peniténciária (Seap). A unidade prisional fica no Km 8 da BR-174, Zona Rural da capital do Amazonas.

De acordo com a Seap, a Operação Varredura iniciou às 6h. Militares do Exército, Marinha, Aeronáutica e Bombeiros participam da ação, assim como grupos especializados das polícias Militar e Civil, agentes da Seap, Eletrobras e Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). O balanço da operação deve ser divulgado na tarde desta segunda.


Cidades

15 detentos ainda estão foragidos no Acre

Dezesseis presos fugiram do Presídio Manoel Neri, em Cruzeiro do Sul, por um buraco na laje, no sábado (22); um foi recapturado

Redação

jornalismo@portalamazonia.com


 

Foto: Onofre Brito/Secom-AC

 

Um dos 16 fugitivos do Presídio Manoel Neri, em Cruzeiro do Sul, no Acre, foi recapturado na madrugada deste domingo (23). Os outros 15 detentos que fugiram da unidade no sábado (22) ainda não foram recapturados. As informações foram confirmadas pelo Sistema Integrado de Segurança Pública (Sisp-AC) ao G1 Acre.

O Sisp-AC informou que o preso recapturado foi identificado por Rubenir Gomes de Azevedo, de 29 anos, que cumpre pena por latrocínio e foi condenado a 27 anos em regime fechado. Ele foi encontrado próximo à Cidade da Justiça, no município, na região da unidade prisional.

Fuga 

Para deixar a unidade, os detentos fizeram um buraco na laje e saíram pelo telhado, segundo informou a Segurança Pública. Eles fugiram por volta da 1h30 sem que os agentes penitenciários percebessem. O presídio não possui muro de proteção.

Ainda conforme o Sisp-AC, a Polícia Civil investiga que tipo de material foi usado para fazer o arrombamento da laje e corte da tela de proteção. A perícia no local da fuga deve ser concluída nesta segunda-feira (24).

Presídio Manoel Neri

No dia 6 de junho, os presos iniciaram um motim e tentaram invadir um pavilhão. Com isso, os pavilhões B e E ficaram destruídos e 561 presos, que eram divididos em quatro pavilhões, passaram a ocupar apenas dois.

No dia 19 de junho, a administração do Instituto de Administração Penitenciária (Iapen) informou que um muro deveria ser construído na área do banho de sol para dividir as facções rivais dentro do presídio. Além disso, o Iapen havia estipulado 30 dias para consertar os pavilhões, mas a reparação ainda não foi feita.

A situação se tornou mais grave no dia 6 de julho, quando 32 pessoas que foram pegas na operação que ocorreu no bairro Lagoa no início do mês permaneceram presas preventivamente e foram encaminhados para o presídio. Na época, apenas uma mulher que estava grávida teve a liberdade concedida.

Revista em Manaus

O Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM) em Manaus passa por revista na manhã desta segunda-feira (24). A informação é da Secretaria de Administração Peniténciária (Seap). A unidade prisional fica no Km 8 da BR-174, Zona Rural da capital do Amazonas.

De acordo com a Seap, a Operação Varredura iniciou às 6h. Militares do Exército, Marinha, Aeronáutica e Bombeiros participam da ação, assim como grupos especializados das polícias Militar e Civil, agentes da Seap, Eletrobras e Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). O balanço da operação deve ser divulgado na tarde desta segunda.

TAG AcreAmazonasprisaosistema prisional