Variedades

Desfile mostra a beleza da moda inspirada em elementos africanos

O evento tem como propósito reunir em um único espaço todas as linguagens artísticas da cultura negra para que a sociedade possa conhecer

Portal Amazônia, com informações do Governo do Amapá

jornalismo@portalamazonia.com


Cores vibrantes, tecidos leves e muitos turbantes, essas são algumas das características da moda afro, tema de um desfile ocorrido no primeiro dia da Virada Afro. O evento iniciou nesta sexta-feira (16) com o objetivo de valorizar a cultura negra do Amapá em um circuito que envolve música, arte, gastronomia e moda durante. O desfile reuniu modelos de ambos os sexos e de idades variadas, entre crianças, adolescentes e adultos.

 

 

Foto: Divulgação

 


A assessora técnica da Secretaria Extraordinária de Políticas para Afrodescendentes, Valdinete Costa, é a organizadora da atração e explicou que a moda afro se caracteriza principalmente pelo uso de cores vibrantes, tecidos leves, estampas de animais felinos, turbantes e acessórios grandes, alguns deles produzidos com sementes.  “São detalhes que evidenciam a beleza negra”, afirmou, acrescentando que a tendência está ganhando cada vez mais espaço nas vitrines.  

A estudante de enfermagem Karen Jones, 25, foi uma das modelos e sentiu-se orgulhosa em participar. “A moda afro é diferente, cheia de cores e estampas. É alegre e colorida, transparece nossa raiz”, destaca. Karen salienta que um de seus acessórios preferidos é o turbante, um item que pode ser encontrado em cores e tamanhos e amarrações variadas. “É um acessório bonito e que passa muita personalidade a quem usa.  É muito versátil também, você adaptar para usar na rua, no trabalho, na faculdade e em outros locais”, destaca.

A fisioterapeuta Raissa Cruz assistiu ao desfile e achou interessante a valorização da cultura local. Ela pretende incluir em seu guarda roupa alguns modelos que observou. “Comentei com minhas amigas que adorei as batas, elas são bem despojadas e possuem um tecido leve, combina muito com o clima quente da nossa cidade”, afirmou.

Virada Afro

A Virada Afro é uma iniciativa do Governo do Estado – por meio da Secretaria de Estado da Cultura (Secult) e a Secretaria Extraordinária dos Povos Afrodescendentes (Seafro) -  e a Fundação Cultural Palmares. Os recursos financeiros são provenientes de emenda do deputado federal Marcos Reátegui.

O evento tem como propósito reunir em um único espaço todas as linguagens artísticas da cultura negra para que a sociedade possa conhecer o que está sendo produzido pelo segmento negro em termos de produtos e serviços, incentivar o desenvolvimento sustentável de micro e pequenas empresas locais e gerar emprego e renda para as comunidades envolvidas.


Variedades

Desfile mostra a beleza da moda inspirada em elementos africanos

O evento tem como propósito reunir em um único espaço todas as linguagens artísticas da cultura negra para que a sociedade possa conhecer

Portal Amazônia, com informações do Governo do Amapá

jornalismo@portalamazonia.com


Cores vibrantes, tecidos leves e muitos turbantes, essas são algumas das características da moda afro, tema de um desfile ocorrido no primeiro dia da Virada Afro. O evento iniciou nesta sexta-feira (16) com o objetivo de valorizar a cultura negra do Amapá em um circuito que envolve música, arte, gastronomia e moda durante. O desfile reuniu modelos de ambos os sexos e de idades variadas, entre crianças, adolescentes e adultos.

 

 

Foto: Divulgação

 


A assessora técnica da Secretaria Extraordinária de Políticas para Afrodescendentes, Valdinete Costa, é a organizadora da atração e explicou que a moda afro se caracteriza principalmente pelo uso de cores vibrantes, tecidos leves, estampas de animais felinos, turbantes e acessórios grandes, alguns deles produzidos com sementes.  “São detalhes que evidenciam a beleza negra”, afirmou, acrescentando que a tendência está ganhando cada vez mais espaço nas vitrines.  

A estudante de enfermagem Karen Jones, 25, foi uma das modelos e sentiu-se orgulhosa em participar. “A moda afro é diferente, cheia de cores e estampas. É alegre e colorida, transparece nossa raiz”, destaca. Karen salienta que um de seus acessórios preferidos é o turbante, um item que pode ser encontrado em cores e tamanhos e amarrações variadas. “É um acessório bonito e que passa muita personalidade a quem usa.  É muito versátil também, você adaptar para usar na rua, no trabalho, na faculdade e em outros locais”, destaca.

A fisioterapeuta Raissa Cruz assistiu ao desfile e achou interessante a valorização da cultura local. Ela pretende incluir em seu guarda roupa alguns modelos que observou. “Comentei com minhas amigas que adorei as batas, elas são bem despojadas e possuem um tecido leve, combina muito com o clima quente da nossa cidade”, afirmou.

Virada Afro

A Virada Afro é uma iniciativa do Governo do Estado – por meio da Secretaria de Estado da Cultura (Secult) e a Secretaria Extraordinária dos Povos Afrodescendentes (Seafro) -  e a Fundação Cultural Palmares. Os recursos financeiros são provenientes de emenda do deputado federal Marcos Reátegui.

O evento tem como propósito reunir em um único espaço todas as linguagens artísticas da cultura negra para que a sociedade possa conhecer o que está sendo produzido pelo segmento negro em termos de produtos e serviços, incentivar o desenvolvimento sustentável de micro e pequenas empresas locais e gerar emprego e renda para as comunidades envolvidas.

TAG AmapaMacapáeventodesfile