Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Quinta, 06 Mai 2021

Vogue Fashion Night Out: estilista paraense André Lima fala sobre a carreira

Vogue Fashion Night Out: estilista paraense André Lima fala sobre a carreira
A segunda edição do Vogue Fashion's Night Out (VFNO) agitou a capital amazonense nesta quarta-feira (18). Um dos destaques do evento foi o talk show com o estilista paraense André Lima. O profissional é considerado um dos queridinhos das famosas e atua no reality show 'Caixa de Costura', apresentado por Patrícia Poeta no canal GNT.
Em entrevista ao Portal Amazônia, Lima, falou que desde a infância ele tinha interesse pelo mundo fashionista. “Eu gostava de ver a minha mãe e tia se vestindo, então sempre senti afinidade com isso. Já aos seis anos, eu peguei a boneca da minha irmã e cortei o cabelo dela, depois tirei a roupa e coloquei um outro tecido, para mim, a partir desse momento sabia que havia algo diferente”, contou. 
Foto: Divulgação/André Lima
Nos anos 80, Lima, conhecia referências do cenário underground de Belém. Em 1992, o paraense decidiu mudar para São Paulo, onde trabalhou como produtor de figurinos. Segundo o profissional, ele enfrentou muitas barreiras para se impor no mercado. “Tinha um preconceito muito grande com pessoas que eram de fora, mas apesar de tudo, a cidade de São Paulo absorve os profissionais talentosos e que desejam subir na vida. E graças a Deus, consegui me destacar e várias portas se abriram”, comentou o estilista.
Na opinião do profissional, estilo vai muito além de reproduzir peças de roupas. “Acho que é necessário verdade, sabe, alguém que expressa sua história pessoal, e não necessariamente a reprodução de um look. Por exemplo, no meu caso, a Amazônia está na minha alma, então vou ter coisas relacionadas no meu processo criativo, claro que isso não é uma regra, mas quem observa o meu trabalho sabe que existe a essência do Pará”, disse.
Para os jovens da Amazônia que pretendem seguir a carreira no mundo fashion, o estilista paraense, dá um conselho. “Sejam livres, comprem livros, façam roupas, vendam para os amigos. E usem as redes sociais para estudar, agregar valor ao seu processo criativo. Deixe que as pessoas te fotografem, e seja você o centro das atenções”, falou. 

Veja mais notícias sobre Variedades.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quinta, 06 Mai 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/