Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Sábado, 31 Outubro 2020

Mutirão identifica 91 novos casos de câncer de pele em Manaus

Mutirão identifica 91 novos casos de câncer de pele em Manaus
Durante o mutirão de consultas dermatológicas realizado no Dia Nacional de Combate ao Câncer de Pele, na última semana, foram identificados 91 novos casos da doença, somente em Manaus. Três unidades de saúde participaram do mutirão na capital amazonense, realizando, ao todo, 1.314 atendimentos. A ação, organizada pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) em todo o país, teve o objetivo de chamar a atenção da população para a importância da prevenção e do diagnóstico precoce ao câncer de pele. 
Participaram da ação, em Manaus, as Fundações de Medicina Tropical Doutor Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD) e Alfredo da Mata, unidades da Secretaria Estadual de Saúde (Susam), e o Ambulatório Araújo Lima, da Universidade Federal do Amazonas (Ufam).

Foto: Reprodução/Shutterstock
Na FMT-HVD, foram atendidas 498 pessoas, com a identificação de 31 novos casos de câncer de pele. No Ambulatório Araújo Lima foram 268 atendimentos e 21 casos da doença. Na Fundação Alfredo da Mata, 548 pessoas foram consultadas e, dessas, 39 receberam diagnóstico positivo para lesões cancerígenas. 
De acordo com a diretora presidente da FMT-HVD, Graça Alecrim, o número de atendimentos na unidade foi superior ao de 2015. “No ano passado, realizamos 300 atendimentos. Esse crescimento mostra que a população atendeu ao apelo e que estão mais preocupadas com a saúde”, ressalta. Graça Alecrim explica que todos os pacientes diagnosticados com câncer de pele na FMT-HVD foram encaminhados para tratamento na pr&oa cute;pria unidade.
Coordenadora da campanha na FMT-HVD, a dermatologista Luciana Mendes alerta que as pessoas precisam procurar o serviço de serviço de saúde para serem examinadas, nos casos em que apareçam "pintas" ou sinais pretos que mudam de cor, aumentam de tamanho e possuem bordas assimétricas e irregulares, assim como a ocorrência de ferida na pele que não cicatriza.
A médica diz que a principal arma de combate ao câncer de pele é a prevenção. Ela orienta o uso diário de filtro solar. O ideal, conforme a dermatologista, são os produtos que protegem contra a radiação UVA e UVB e têm fator de proteção solar (FPS) acima de 30.  Outras medidas de proteção são: não se expor ao sol depois das 10h e antes das 16h, usar chapéus e roupas de manga quando não puder apli car filtro solar e examinar regularmente a própria pele.

Veja mais notícias sobre Saúde.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sábado, 31 Outubro 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/