Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Quarta, 21 Abril 2021

Mais 16 pacientes de Rondônia com Covid-19 são transferidos para o Rio de Janeiro

O governo de Rondônia transferiu nesta sexta-feira (5), 16 pacientes com Covid-19 com quadro clínico leve e moderado, para o Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas (INI) da Fiocruz, no Rio de Janeiro. A transferência, que faz parte da Missão Covid-19 coordenada pela secretaria de saúde (Sesau), ocorreu na Base Aérea de Porto Velho.

Uma estrutura foi montada no hangar da Base Aérea, para receber as ambulâncias com os pacientes que estavam internados em unidades públicas de saúde do Estado e do município. A diretora-executiva da Sesau, Amanda Diniz, coordenadora da Missão Covid-19, conta que com mais esse embarque Rondônia já conseguiu transferir, por meio dessa parceria, 47 pacientes para os estados do Rio Grande do Sul, Paraná, e agora Rio de Janeiro. "É uma luta diária, contra o tempo, seguindo a determinação do governador, coronel Marcos Rocha, para conseguir leitos para os nossos pacientes, tendo em vista que a nossa estrutura de saúde já está no limite da capacidade. A última transferência pela Missão Covid-19 foi há trinta dias", salienta a diretora.

Foto: Ésio Mendes/Secom

Dos 16 pacientes, 11 são mulheres e cinco homens, selecionados e avaliados antes do embarque pela equipe médica que acompanha o transporte aéreo e os pacientes até a Capital Carioca. São dois médicos, uma enfermeira e quatro técnicas de enfermagem. A previsão de voo é de quatro horas de duração com uma escala em Cuiabá.

O avião Condor (C-99) da Força Aérea Brasileira foi adaptado para receber os pacientes mais graves que precisam viajar de maca. A médica, Victória Elise Gomes de Souza, vem acompanhando essas transferências desde o início e comenta que durante toda a viagem, independente do estado de saúde do paciente, é preciso um monitoramento constante. 

"Essa doença é traiçoeira e o paciente pode piorar de uma hora pra outra. Nós vivemos em estado de apreensão e só conseguimos relaxar um pouco quando os pacientes são repassados para a outra equipe médica, nesse caso do INI no Rio de Janeiro, que está recebendo nossos pacientes", ressalta a médica.

Victória foi a responsável pela triagem do primeiro paciente a embarcar nesta sexta-feira. José Alves da Silva, de 54 anos, apresentava os sintomas da Covid-19 há 10 dias e piorou tendo que ser internado na Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Mesmo com dificuldade para respirar, o paciente fez questão de agradecer o empenho de todos os envolvidos na Missão Covid-19. 

"Estou com esperança de me recuperar dessa doença, graças a Deus e ao Governo do Estado, consegui uma vaga lá no Rio de Janeiro. Vou ficar longe da minha família, mas quero voltar bem", finalizou o paciente.

Veja mais notícias sobre SaúdeRondôniaNotícias.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quarta, 21 Abril 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/