Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Sexta, 03 Julho 2020
chatbot-health-tech

Indígenas nas aldeias de Oiapoque no Amapá recebem atendimento, medicação e teste rápido para covid-19

8699182467c9a43ff18ab30c8403f860

Profissionais de saúde do Governo do Amapá estão no município de Oiapoque para prevenir e combater a covid-19 em 57 aldeias onde vivem mais de 10 mil indígenas de etnias como palikur, galibi marworno e karipuna. É a maior ação realizada em áreas indígenas do estado desde o início da pandemia.


Atendimento médico na comunidade. (Foto:Phillippe Gomes/Secom-AP)

O trabalho iniciou na segunda-feira (22), e deve se estender até sábado, 26. Trata-se de uma parceria com Distrito Sanitário Especial Indígena do Amapá e do Pará (Dsei).

As equipes são compostas por médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e agentes de saúde da Superintendência de Vigilância em Saúde (SVS) e da Secretaria de Estado de Saúde (Sesa).

Uma das aldeias visitadas foi a Kunanã, a 1:40 h da sede do município. No local, vivem 106 indígenas - alguns têm ou já tiveram a doença. Eles receberam o kit do protocolo de medicações, máscaras, álcool em gel e orientações sobre prevenção. Além disso, os profissionais aplicaram testes rápidos para covid-19 e fizeram triagem com medição de frequência cardíaca, saturação de oxigênio, temperatura e pressão arterial.

Uma equipe do Corpo de Bombeiros Militar (CBM), que acompanha a ação, realizou a desinfecção da área de toda a aldeia para prevenir novos casos de covid-19.

O cacique Sílvio Vidal, da aldeia Kunanã, explicou que a comunidade estava ansiosa pela visita.


"Há três dias recebemos uma técnica em enfermagem que tem acompanhado os casos da aldeia, mas uma ação desse tamanho é muito importante, principalmente para nós que estamos mais isolados. A comunidade fica muito feliz!", disse.

Desinfecção de casas da comunidade. (Foto:Phillippe Gomes/Secom-AP)

Outras aldeias, como Kumenê e Kumarumã, são parte da ação. O pólo do Manga e pequenas aldeações, como Espírito Santo e Santa Luzia, no Rio Uaçá, também estão recebendo as equipes de profissionais de saúde.


O enfermeiro da SVS Waldir Bittencourt ressalta a importância da ação.


Medicações. (Foto:Phillippe Gomes/Secom-AP)

"A presença do Estado, aqui nas aldeias de Oiapoque, representa a atenção às comunidades isoladas e o respeito com os povos tradicionais. É função do Sistema Único de Saúde [SUS] fornecer atendimento a todos e prevenir para que não haja mais óbitos", relatou.


Atenção aos indígenas


A ação é parte de um esforço feito pelo Estado para atender aos indígenas desde o início da pandemia. Nesse período, o Governo já garantiu remédios, desinfecção de aldeias, Equipamentos de Proteção Individual (EPI's), testagem, além de destinar quatro leitos do Centro Covid HU exclusivamente para estes povos.

Veja mais notícias sobre AmapáSaúde.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sexta, 03 Julho 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/

No Internet Connection