Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Quarta, 12 Agosto 2020

Febre amarela: conheça transmissão, sintomas e tratamento da doença

Febre amarela: conheça transmissão, sintomas e tratamento da doença
A febre amarela é uma doença infecciosa aguda, de curta duração (no máximo 10 dias), gravidade variável, causada pelo vírus da febre amarela, que ocorre na América do Sul e na África. Recentemente, alguns casos da doença apareceram pelo país, e isso deixou muitas pessoas preocupadas. De 2017 até agora, foram registrado 11 casos de febre amarela no país. Mas calma, o Portal Amazônia preparou uma matéria para tirar as principais dúvidas sobre a febre amarela. 
Incubação 
Segundo o Ministério da Saúde, o período de incubação médio da febre amarela varia entre 3 e 6 dias, podendo ser de até 10 a 15 dias. O período de transmissibilidade (tempo em que um indivíduo com febre amarela possui vírus no sangue e pode infectar um mosquito vetor se for picado) vai de 24 a 48 horas antes até 3 a 5 dias após o início dos sintomas. O mosquito infectado transmite o vírus por seis a oito semanas.
Confira os principais sintomas da febre amarela:
Leve/moderada - febre, cefaleia, mialgia, náuseas, icterícia ausente ou leve;
Grave - todos os anteriores, icterícia intensa, manifestações hemorrágicas, oligúria, diminuição de consciência;
Maligna - todos os sintomas clássicos da forma grave intensificados;
Como tratar?
Não existe nenhum método específico para combater a febre amarela. O tratamento é apenas sintomático e requer cuidados na assistência ao paciente que, sob hospitalização, deve permanecer em repouso com reposição de líquidos e das perdas sanguíneas, quando indicado. Nas formas graves, o paciente deve ser atendido numa Unidade de Terapia Intensiva. Se o paciente não receber assistência médica, ele pode morrer.
Como se prevenir?
A única forma de evitar a febre amarela silvestre é a vacinação contra a doença. A vacina é gratuita e está disponível nos postos de saúde em qualquer época do ano. Ela deve ser aplicada 10 dias antes da viagem para as áreas de risco de transmissão da doença. Pode ser aplicada a partir dos 9 meses e é válida por 10 anos. A vacina é contra-indicada a gestantes, imunodeprimidos (pessoas com o sistema imunológico debilitado) e pessoas alérgicas a gema de ovo.
A vacinação é indicada para todas as pessoas que vivem em áreas de risco para a doença (zona rural da Região Norte, Centro Oeste, estado do Maranhão, parte dos estados do Piauí, Bahia, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul), onde há casos da doença em humanos ou circulação do vírus entre animais (macacos).

Veja mais notícias sobre Saúde.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quinta, 13 Agosto 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/

No Internet Connection