Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Quarta, 27 Mai 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/

Professores do Amazonas permanecem em greve após reunião sem acordo

Professores do Amazonas permanecem em greve após reunião sem acordo

Os professores da Secretaria de Estado de Educação do Amazonas (Seduc) decidiram manter a greve da categoria após reunião sem acordo com o governo do Estado. A categoria está em greve desde o dia 15 de abril e pede 15% de reajuste salarial. A proposta do governo amazonense permanece em 3,93%.

A presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Amazonas (Sinteam), Ana Cristina Rodrigues, disse que o executivo estadual pediu que o movimento prove que os trabalhadores tiveram perdas de 9,6% no período de 2015 a 2018, em que ficaram sem reajuste.

Foto: Divulgação/Sinteam

A presidente do Sinteam informou que a proposta será analisada pelos trabalhadores em assembleia. A data ainda não foi definida. Segundo o sindicato, 100% das escolas da rede estadual do Amazonas estão sem aulas.

Na segunda-feira (22), houve uma reunião com o secretário de estado de Educação, Luiz Castro, que reforçou o interesse do governo em fortalecer o diálogo com a categoria e explicou os motivos relacionados à LRF - Lei de Responsabilidade Fiscal que impedem a Secretaria de Fazenda de conceder reajuste acima da inflação neste ano.

Veja mais notícias sobre Cidades.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quinta, 28 Mai 2020
No Internet Connection