Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Segunda, 26 Outubro 2020

Pizza

Não meus caros leitores, esse não é um artigo de receita de pizza como sugere o título,  petisco aperfeiçoado pelos napolitanos, e como neto de italiano não entendo o que os pizzaiolos fizeram com os congressistas brasileiros, para serem tratados da maneira como é divulgado na Imprensa. Um dos mais simpáticos dos pratos italianos, pirateado por Marco Polo em suas viagens pela China, recebe a toda hora declarações do tipo: "aqui não tem pizza"; "não admitimos pizza" “nada acaba em pizza” (pronuncia-se "pítza", para não confundir com "pisa" que é surra).Na verdade o termo acabar em pizza”, remonta a uma calorosa discussão entre diretores do clube do Palmeiras, em São Paulo. Depois da reunião, todos, parecendo alheios à briga, foram a uma pizzaria e deixaram a confusão para trás. O próprio presidente do Senado, Renan Calheiros, não só demonstrou desconhecer total e radicalmente a existência da pobre da "pizza", como ainda decretou a surdez geral dos seus pares. Afirmou o senador: "Aqui no Senado ninguém ouviu falar em pizza e não vai ouvir falar em pizza". O ilustre representante de um povo que não passa sem a pizza dos domingos, (não passava, porque a crise está braba”, tem tanta rejeição ao alimento que fez questão de repetir duas vezes nessa frase, o nome pizza para que não haja qualquer resquício de dúvida: está decretado que no Brasil não se come pizza, não se conhece pizza e não se fala em pizza. Quanto desprezo pela iguaria gostosa de massa. Aí, fui pesquisar na internet e lá estava a pizza citada em centenas de "sites" e com indicações dos restaurantes, receitas e tamanhos (tem uma de 50cm e 87 sabores). Recomendo, então, aos congressistas que acessem o www.google.com.br e vejam como se faz, como se come e aonde encontrar pizza. Porém, para meu desalento, até no "google" os antipizza já chegaram, pois lá estão declarações antagônicas de políticos. E como se não bastasse, a pizza ainda perde majestade mundial, num momento tão cruel. Vejam a notícia que captei lá no "google": 24/08/2005 - 17h53 - Rei da Pizza morre na Itália - O mundo da pizza perdeu um de seus mais ilustres pizzaiolos. Hoje, em Nápoles, foi enterrado Vincenzo Pagnani, o rei da pizza napolitana, proprietário da centenária pizzaria Brandi. Vincenzo começou como ajudante de Pasquale Brandi e herdou a pizzaria ainda jovem. Dos fornos da Brandi nasceu uma das mais famosas redondas, em homenagem à rainha Margherita de Savóia. Na frente da pizzaria, uma faixa lembrava o acontecimento: "Há cem anos nascia a pizza margherita - 1889/1989". Pois bem, um produto tão antigo e os nossos políticos dizem que nunca ouviram falar nele e nem querem ouvir falar, esnobando até mesmo uma rainha e incitando o povo a fazer pressão para acabar com a pizza. Como pode um povo que adora pizza, ser do contra? Sei não, com essa retirada parcial do comando das investigações do juiz Sergio Moro, acho que alguns desses escândalos acabarão em um belíssimo banquete napolitano, "meso a meso" “finire bene”.

Veja mais notícias sobre Flávio Lauria.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Segunda, 26 Outubro 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/