Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Terça, 04 Agosto 2020

Penta estadual, Iranduba quer evoluir no cenário nacional do futebol feminino

MANAUS - O Iranduba da Amazônia é o time a ser batido no futebol feminino do Amazonas. O clube se tornou pentacampeão consecutivo do Campeonato Amazonense de Futebol Feminino. Tamanha superioridade em nível local faz a equipe sonhar com um salto à frente. O Verdão novamente vai representar o Estado no Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino. Para 2016, o time quer alcançar um feito inédito: avançar para a segunda fase.
Iranduba conquistou o pentacampeonato consecutivo do Campeonato Amazonense. Foto: Reprodução/Amazon Sat
O Brasileiro deve iniciar no dia 20 de janeiro de 2016. O Iranduba se tornou figurinha carimbada em competições nacionais nos últimos anos. Entretanto, a equipe ainda esbarra na disparidade para as equipes de outras regiões.
No Amazonense, o preparador físico José Said foi o treinador da equipe em virtude de compromissos pessoais do técnico Olavo Dantas. Said acredita que o clube precisa de mais apoio para crescer no cenário nacional.
"A gente tem um suporte diferenciado em relação às outras equipes no estadual, mas pro Brasileiro ainda estamos muito longe, muito mesmo. É preciso um investimento maior. A gente faz até um apelo pra Prefeitura, pro Governo, pro próprio município de Iranduba também. No primeiro semestre a gente já tem o Brasileiro e precisamos iniciar [a preparação] com pelo menos dois meses de antecedência", disse Said ao canal Amazon Sat.
Said também revelou que o futebol feminino amazonense pode ser contemplado com recursos da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) já no ano que vem. "A Fifa deixou um legado de 100 milhões de reais pro futebol feminino brasileiro. A CBF tá fazendo um planejamento, conversou com todas as federações e é possível que haja algum investimento em janeiro. Esperamos que em 2016 a gente receba um incentivo maior", afirmou.
Para Olavo Dantas, a falta de competições também compromete o nível do Iranduba em relação a outras equipes. "Não temos um calendário anual. Isso prejudica bastante quando enfrentamos as equipes de São Paulo, que jogam o ano todo. Em janeiro a gente já tem o Brasileiro e queremos pegar uma carona do estadual pra manter o trabalho com essas meninas e ganhar uma condição melhor", disse à rádio CBN Amazônia.Avançar de fase: sonho possível?
Apesar das dificuldades, Olavo crê que o Iranduba pode avançar de fase pela primeira vez na história em 2016. "Nosso grande objetivo é passar par a asegunda fase. Nesse ano nós pegamos uma chave complicada. A Ferroviária foi campeã da Libertadores e o Rio Preto está na semifinal do Brasileiro. Mas a gente fica feliz de participar dessas competições porque estamos na nata do futebol brasileiro. Em breve podemos diminuir essa distância e jogar de igual pra igual com as grandes equipes do Brasil", projetou.
A base pentacampeã estadual deve ser a equipe que disputará o Brasileiro. O destaque fica por conta da atacante Lu. A manacapuruense foi artilheira do Amazonense com 11 gols, dois deles na decisão contra o Sul América/Salcomp. Uma das revelações do time é a lateral-esquerda Ju, que chegou do Acre neste ano e se tornou peça-chave da equipe de Olavo e Said.

Veja mais notícias sobre Esportes.

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 04 Agosto 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/

No Internet Connection