Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Domingo, 31 Mai 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/

Ação combate tráfico de biodiversidade e apreende madeira nobre no AM

Ação combate tráfico de biodiversidade e apreende madeira nobre no AM
Toras eram transportadas em uma jangada no rio Javari. Foto: Divulgação/Ibama
Uma fiscalização ambiental na fronteira entre Brasil e Peru, no município de Atalaia do Norte (AM), apreendeu 435 metros cúbicos de madeira nobre da Amazônia. De acordo com informações do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), a apreensão foi realizada no rio Javari, no último fim de semana.

As toras das espécies de ucuúba, marupá, jacareúba, cedro cedrorana, louro e samaúma, eram transportadas em uma jangada por um cidadão colombiano que apresentou documentos de origem florestal peruana. No entanto, os fiscais do Ibama consideram os papéis inválidos porque vários campos de preenchimento estavam em branco e não havia nota fiscal do produto.

Além disso, segundo a Fundação Nacional do Índio (Funai), haviam evidências de que as madeiras apreendidas tinham sido exploradas ilegalmente em território brasileiro, na Terra Indígena Vale do Javari. O infrator foi multado em R$ 130.500,00 e as toras serão avaliadas para doação.

A apreensão foi uma ação integrada do Ibama, Exército, Funai, Polícia Militar Ambiental e Polícia Federal. A ação faz parte da Operação Javari, que visa combater o tráfico de biodiversidade na tríplice fronteira entre o Brasil, a Colômbia e o Peru.

"O Ibama tem executado e participado com frequência de operações integradas de fiscalização com as forças armadas e outras instituições parceiras nessa região, que é estratégica e de relevante interesse federal para fins de proteção da biodiversidade e soberania nacional. Por isso, no contexto atual de fortalecimento institucional do Estado Brasileiro nas fronteiras, foi autorizada pela Presidência do Ibama a reabertura da unidade técnica de Tabatinga, o que vai intensificar ainda mais a presença e as ações do órgão na região", diz o superintendente substituto do Ibama no Amazonas, Geandro Guerreiro Pantoja.

Veja mais notícias sobre Meio Ambiente.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Domingo, 31 Mai 2020
No Internet Connection