Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Quinta, 26 Novembro 2020

Liderados por José Aldo, conheça 10 lutadores de Manaus revelados no Alvorada

MANAUS - 'Arrocha Alvorada!'. A 'saudação' de José Aldo no UFC 163, em 2013, diz muito sobre o bairro da Zona Centro-Oeste de Manaus. Não há como falar da tradição de Manaus nas lutas sem mencionar o Alvorada, um dos maiores celeiros de lutadores da capital amazonense. Ainda mais depois do 'fenômeno' José Aldo, que motivou a criação de inúmeras academias de MMA, jiu-jítsu, boxe e outras artes no bairro.
O Portal Amazônia preparou uma lista com 10 lutadores do bairro do Alvorada - entre eles, claro, o campeão peso pena do UFC, que defende o cinturão neste sábado (12) contra Conor McGregor. O Alvorada ainda possui outro lutador no Ultimate, além de estar representado também em eventos como o Bellator e o Shooto. Confira a lista. Arrocha Alvorada!
José Aldo (UFC)
A referência do MMA amazonense dispensa apresentações. Neste sábado (12), o Scarface vai defender o cinturão que ostenta desde a sua entrada no UFC. A luta contra o irlandês Conor McGregor promete ser uma das maiores da história da franquia. E o Alvorada, como de praxe, vai parar para ver o seu maior prodígio.
José Aldo detém o único cinturão do Amazonas no UFC. Foto: Tiago Corrêa/CMM
Dileno Lopes (UFC)
Aldo não é o único representante do Alvorada no UFC. Ele ganhou a companhia de Dileno Lopes, que ingressou na organização após o último The Ultimate Fighter (TUF) Brasil - onde também adotou o grito de guerra 'Arrocha Alvorada'. A estreia de Dileno no UFC ainda não está marcada, mas o bairro já tem muito do que se orgulhar.
Dileno Lopes fechou contrato com o UFC em agosto. Foto: Divulgação/TUF Brasil
Marcos 'Loro' Galvão (Bellator)
Cobiçado pelo UFC, Marcos 'Loro' Galvão é o fenômeno do Alvorada no Bellator, onde detém o cinturão dos galos. O faixa preta de jiu-jítsu é detentor de um cartel de 17 vitórias e seis derrotas. Ele defenderia o cinturão do Bellator em outubro, mas seu adversário, Dudu Dantas, sofreu uma lesão.
Marcos Loro (à dir.), do Bellator, é cobiçado pelo UFC. Foto: Divulgação/Emanuel Mendes Siqueira
Erick 'Índio Brabo' Silva (ex-TUF)
Companheiro de Dileno Lopes no TUF Brasil 4, Índio Brabo possui um apelido imponente e, digamos, peculiar. Ele iniciou sua trajetória na equipe Aníbal Fight, do mestre Fábio Aníbal, ainda aos 12 anos de idade. Erick atualmente luta no Aspera Fighting Championship, onde venceu por nocaute em sua última luta e deve disputar o cinturão dos leves em breve.
Índio Brabo leva a bandeira do Amazonas para o Brasil. Foto: Arquivo Pessoal/Erick da Silva
Fernando Tourinho (Shooto)
Tourinho é a bola da vez do Alvorada no MMA. O lutador de 25 anos estreou com vitória no Shooto Brasil no último sábado (5), contra Luis Carlos Pará. Ele é mais um pupilo da academia Nova União/MPBJJ, liderada por Márcio Pontes.
Fernando Tourinho, do Shooto, é uma das revelações do Amazonas no MMA. Foto: Reprodução/Instagram Fernando Tourinho
Léo Jacaré (Shooto)
Assim como Tourinho, Léo Jacaré também integra o Shooto e vem de duas vitórias por decisão unânime na franquia. Curiosamente, os amazonenses do Alvorada competem na mesma categoria: o peso mosca (até 57,1 quilos).
Léo Jacaré (à esq.) tem duas vitórias em duas lutas no Shooto Brasil. Foto: Divulgação/Felipe Fiorito
Yarlei Júnior (Maximus Fight)
Yarlei tem luta marcada para o dia 13 de dezembro no Maximus Fight 3, no Rio de Janeiro. Ele deixou Manaus há três meses para treinar na Nova União do Rio de Janeiro, mesma academia de José Aldo. Oriundo do jiu-jítsu, Yarlei agora recebe as orientações de nomes como Dedé Pederneiras, Ronys Torres, André Lucian e Daniel Piratiev.
Yarlei Júnior deixou o Amazonas em busca de um sonho no MMA. Foto: Divulgação/Marcelo Brigadeiro
Sérgio Ribeiro
O popular Serginho Ribeiro competiu no Rei da Selva 6, em Manaus, no último domingo (6). Apesar da derrota por decisão dividida para Max Douglas, ele protagonizou a melhor luta da noite no ginásio da Faculdade Estácio. Olho nele.
Thiago Belo
Thiago é outro nome que começa a despontar no cenário local do MMA amazonense. Ele também disputou o Rei da Selva e venceu Marcelinho Almeida por decisão unânime. No início do ano, o lutador do Alvorada conquistou o cinturão dos galos do Big Way Fight com uma finalização no primeiro round.
Thiago Belo começa a construir sua trajetória em eventos locais de MMA. Foto: Bárbara Andrade/Big Way Fight
Marcelinho Pequeno
Marcelinho é velho conhecido dos eventos de MMA no Amazonas. Só neste ano, o lutador competiu em eventos locais como Voplata Fight, Alfa Combat e outros. Ele estava no card para lutar o Kratos Fight, no último sábado (5), mas fraturou o braço e foi cortado do evento.
Marcelinho Pequeno (à esq.) é figurinha carimbada em eventos locais de MMA. Foto: Divulgação/Emanuel Mendes Siqueira

Veja mais notícias sobre Esportes.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quinta, 26 Novembro 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/