Manaus 30º • Nublado
Quinta, 20 Janeiro 2022

Grupo realiza feijoada para ajudar amiga com câncer, em Manaus

Grupo realiza feijoada para ajudar amiga com câncer, em Manaus
Um grupo de amigos em Manaus completa no próximo ano 20 anos de amizade. A maior demonstração que prova essa amizade é a ação solidária 'Feijoada Beneficente da Gabi', que o grupo promove para ajudar Gabriela Macedo, de 31 anos. Gabi enfrenta, pela segunda vez, o câncer.
Gabriela (de preto, ao centro) e os amigos de infância. Foto: Bárbara Guimarães/Cedida
Casada e com uma filha de 12 anos, Gabriela mora atualmente em Terra Santa, no Pará. Em Agosto de 2015, descobriu o câncer na mama direita. "Foi tudo muito rápido e doloroso, como se tivesse caído uma bomba em vida, me vi sem chão e só imaginava que iria morrer, contudo, pela minha filha eu resolvi vencer. Iniciei meu tratamento quimioterápico em Manaus, o que aumentava minha angústia e medo devido a distância da minha família. Terminei a quimio em fevereiro de 2016 e no dia 8 de março fiz a mastectomia total da mama", relata Gabi na página do evento no Facebook.

Em São Paulo, no final de 2016, Gabi fez um check-up e descobriu que o câncer fez metástase óssea. Então, em março deste ano, foi descoberto um novo tumor, agora no ovário. "Acreditem: não está sendo fácil, mas nada vai me fazer desistir. Meu Deus é mais", declara Gabi.

A feijoada
"O motivo da feijoada é para que nós possamos arrecadar fundos para ela comprar a pílula do câncer, que está saindo até R$ 2,5 mil. A gente tem que pedir pela internet, pagar metade antes e depois o restante. Mas fora isso ela também precisa de outras coisas, como exames e outros remédios, além de uma injeção que custa nove mil reais", explicou Bárbara Guimarães, amiga de Gabi que está à frente da organização.

Bárbara contou ao Portal Amazônia que uma vez por mês os amigos se reúnem, para não perder contato. "Um dia ela me ligou e disse que o câncer voltou, que estava no útero. Eu tenho um meio para conseguir o dinheiro, ela disse, e deu a ideia da feijoada, pedindo minha ajuda. Foi quando conversei com o grupo, expliquei a situação e nos unimos para promover o evento", explicou.

Cada um colaborou de uma forma, de acordo com suas possibilidades, segundo Bárbara. "Conseguimos algumas coisas, como as bandas, que estão ajudando a gente. Recebemos muita doação e brindes que serão sorteados", disse.

Há um mês a feijoada começou a ser organizada e será realizada neste sábado (13) na quadra do G.R.E.S. da Aparecida, localizada na rua Ramos Ferreira, no Bairro Aparecida, a partir das 10h. A feijoada custa R$ 20 e crianças de até sete anos não pagam. Mais informações podem ser obtidas pelos números (92) 99214-7531/ 98141-3498/ 99107-5737 ou pela página do evento no Facebook.

Para animar os participantes, uma programação musical mistura MPB, sertanejo, samba, entre outros ritmos com atrações como Jhansen Almeida, José Brito, Roberley Assis, Pão Doce do Caprichoso, Rafael Freire, Daniela Nascimento, Lyanne Ferreira, Alyne Paes & Paulo Rangel, e mais. Nos intervalos, os DJ's Mardem, Ellof e Paulo Júnior agitam a festa.

O grupo 'Amigos do Samba' tocará as clássicas do estilo, com as participações especiais dos sambistas Altair Diniz e Mestre Dênis. O grupo é uma mistura de integrantes de outros grupos de pagode que atuam na Zona Leste de Manaus e foi criado especialmente para o evento.

Solidariedade

"A Gabi tem uma fé tão grande. Ela é tão guerreira que você não imagina o que ela está passando. Agora com o segundo câncer, ela contou que vai ter que retirar a outra mama, além do útero. Ela vai ter que recomeçar tudo. Mas nós somos amigos e nunca vamos deixar ela sozinha. A gente percebeu que a nossa amizade vai além do ensino médio", assegurou Bárbara Guimarães.

Ao Portal Amazônia, Gabriela disse esperar que o evento ajude a arrecadar o valor para continuar o tratamento. "A gente sabe que o tratamento contra o câncer é caro. Pretendo dar continuidade com exames, cirurgia, medicamentos e também cuidar da alimentação, que precisa ser diferenciada. Então preciso dessa ajuda. Mas além disso, a feijoada é uma forma das pessoas se reunirem. Essa doença é muito psicológica e isso vai me ajudar a me reunir com meus amigos e família, que quero agradecer muito, assim como a comunidade de Santa Clara, ao pessoal de Terra Santa, por tudo que têm feito", declarou.

Quem puder contribuir com alguma quantia, caso não possa participar da feijoada, Gabriela também disponibiliza a conta corrente para depósitos: Agência 3735 e Conta 521888-8.

Veja mais notícias sobre Variedades.

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quinta, 20 Janeiro 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/