Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Sexta, 14 Agosto 2020
TV

Globo se posiciona sobre caso de investigação de intolerância religiosa no 'BBB 19'

Globo se posiciona sobre caso de investigação de intolerância religiosa no 'BBB 19'
A Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância do Rio de Janeiro, órgão da Polícia Civil, informou, em nota, que está apurando as declarações dos participantes do “Big Brother Brasil 19’’ Maycon e Paula, apontadas como racistas e preconceituosas por parte dos telespectadores do reality: "Foi instaurado inquérito para apurar o ocorrido. As investigações estão sob sigilo". Procurada, a Globo, se posicionou sobre o assunto.

"Não fomos notificados, mas é importante pontuar que a Globo respeita a diversidade, a liberdade de expressão e repudia com veemência qualquer tipo de intolerância e preconceito, em todas as suas formas. Desde 2016 a emissora mantém no ar a campanha ‘Tudo começa pelo Respeito’, em parceria com UNESCO, UNICEF, UNAIDS e ONU MULHERES, que atua na mobilização da sociedade para o fortalecimento de uma cultura que não apenas tolere, mas respeite e discuta amplamente os direitos de públicos vulneráveis à discriminação e ao preconceito. Desta forma, é importante reiterar que qualquer manifestação pessoal, equivocada ou não, feita pelos participantes do programa, não reflete o posicionamento da emissora", diz a nota da Globo.
 
Foto: Reprodução
Os atos de discriminação por raça e cor são considerados crimes no Brasil desde 1989. Além deles, há também a conduta de injúria racial, que é detectada em atos que ofendem a honra de alguém valendo-se de elementos referentes à raça, cor, etnia, religião ou origem.

O caso mais recente no reality foi de Maycon, que ao ver Gabriela e Rodrigo dançando uma música de Jorge Aragão, disse ter sentido um arrepio ao ouvir "músicas esquisitas". Já no dia seguinte, em um papo com Paula e Hariany, Maycon continuou questionando o comportamento, as conversas e as crenças de Gabriela e Rodrigo:

“Gabriela é boa, mas talvez a companhia seja ruim. Nesses dias que Isabella ficou doente, foi muito estranho. E não era para ela. Acho que era para mim. Afetou nós dois. Perdi a linha total”, insinuou o rapaz. A mineira Paula, em conversa com Hariany, em outro momento, disse ter medo das religiões africanas: "Eu tenho muito medo do Rodrigo. Ele fala o tempo todo desse negócio de Oxum deles lá, que ele conhece. Eu tenho medo disso, mas nosso Deus é maior".

Saiba mais no iBahia.

Veja mais notícias sobre TV.

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sexta, 14 Agosto 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/

No Internet Connection