Manaus 30º • Nublado
Sábado, 25 Junho 2022

Projeto 'Ler+1' retoma aulas 100% presenciais na zona norte de Manaus

Após a flexibilização nas medidas de restrição da Covid-19, o projeto 'Ler+1', criado pela Fundação Rede Amazônica (FRAM) em parceria com o Instituto Ágape, voltou às atividades 100% presenciais neste sábado (16). A iniciativa oferece aulas de reforço gratuitas a crianças e adolescentes no Shopping Via Norte, localizado no bairro Monte das Oliveiras, na Zona Norte de Manaus (AM).

No evento, 70 crianças participaram de brincadeiras e receberam materiais escolares e kits de páscoa. 

Foto: Divulgação

Segundo a coordenadora do instituto, Suelen Araújo, mesmo com o ensino híbrido, o projeto ganhou novos voluntários, e muitos alunos estão em fila de espera. 

"A gente estava bem ansioso desde o ano passado, para ter esse retorno completo já que com o curso da pandemia a gente estava retornando aos poucos com metade da capacidade e dessa vez graças a vacina a gente tá conseguindo retornar com 100% da capacidade e na verdade a gente aumentou a quantidade de vagas. De 40 a gente tem 70 crianças. Pra gente tá sendo muito importante e muito mais para as crianças que estavam tendo aulas presenciais e também ao reforço escolar estão muito atrasadas em relação ao desenvolvimento escolar", disse Suelen.

Foto: Divulgação

A voluntária Luana Rodrigues, afirmou que o trabalho mudou a percepção de educação e ensino na vida dela, principalmente através do contato com as crianças.

"O Instituto Ágape transformou a minha vida desde que me tornei voluntária, desde a fundação. Nos últimos anos o reforço escolar foi um divisor de águas na minha vida como pessoa, como ser humano, então ter contato com as crianças da comunidade diretamente ajudando elas no desenvolvimento, tanto educacional quanto na vida mesmo, já que aqui a gente compartilha de tudo. É transformador", declarou.

Foto: Divulgação

Eleonice Pereira, mãe da Izabelly de quatro anos (4), soube do projeto após perceber melhoras no desempenho escolar do sobrinho dela. 

"Minha irmã colocou o filho dela na instituição e eu creio que foi muito bom, pois ele é um menino muito estudioso até hoje, por isso eu creio que vai ser muito bom para ela melhorar. Ela já é uma menina muito estudiosa, mas aqui vai ajudá-la a melhorar", 

afirmou Eleonice.
Foto: Divulgação

Para a Diretora Executiva da Fundação Rede Amazônica (FRAM), Marcya Lira, o retorno das atividades presenciais beneficia a qualidade do ensino escolar perdido durante a pandemia. 

"O papel da fundação é de apoiar diretamente o projeto e incentivar que outros espaços sejam abertos com outros parceiros em diferentes áreas da cidade e também na região norte. A fundação se sente muito feliz com esse trabalho já que com a pandemia o índice de crianças que não conseguem ler e escrever aumentou significativamente, então hoje com o retorno presencial ressalta ainda mais a importância e relevância desse projeto especialmente aqui para a zona norte de Manaus para recuperamos esses dois anos em que muitas crianças acabam perdendo essa visão de leitura e de escrita", afirmou Marcya.

Foto: Divulgação

Veja mais notícias sobre FRAMEducação.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Domingo, 26 Junho 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/