Manaus 30º • Nublado
Quarta, 18 Mai 2022

Pará sedia congresso sobre história e educação matemática

MANAUS - O Pará entra na rota da educação e da matemática. Entre os dias 4 e 7 de novembro acontece o 3º Congresso Ibero-Americano de História da Educação Matemática (Cihem). O evento acontece no Beira Rio Hotel, próximo ao Campus Básico da Universidade Federal do Pará (UFPA).O evento reúne pesquisadores, estudantes e pessoas interessada para difundir experiências, estudos e reflexões na área da história da educação matemática, história da matemática e matemática. A ideia é que durante o evento as apresentação de pesquisas e mesas redondas abram diálogos entre pesquisadores da América Latina, Portugal e Espanha.
Além do diálogo outro ponto importante do evento é a possibilidade da extensão de projetos 
já existentes que podem ser expandidos pra outros países e estados brasileiros. Como por exemplo o projeto "A constituição dos saberes elementares matemáticos" que atualmente envolve os estados de São Paulo, Santa Catarina, Rio de Janeiro, Minas gerais, Alagoas, Sergipe, Mato Grosso, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul e Paraná, financiado pelo CNPq.
A importância
Todas essas pesquisas tem um papel fundamental na formação de professores de matemática. Atividade extremamente necessária no país e na região norte. De acordo com a Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa) o Brasil é o terceiro pior país do mundo na média de notas em matemática. Com exceção de Rondônia, todos os outros estados da região Norte obtiveram notas menores que o Cazaquistão, Tailândia e o Vietnã. Notas muito abaixo da média.
De acordo com o pesquisador Miguel Chaquiam, que faz parte da comissão organizadora, o evento tem como objetivo usar as pesquisas para criar novas propostas de educação matemática. “A ideia é de pegarmos todas essas pesquisas e tentar entender melhor o passado e o presente pra que possamos fazer novas propostas de educação da matemática no futuro. Então esse congresso basicamente discuti todos os dados levantados pra que possamos fazer proposições melhores para a educação matemática do futuro.”
Um dos participantes ilustres do evento é o doutor em matemática Prof. Ubiratan D’Ambrósio, ganhador da medalha Felix Klein por suas contribuições no campo da educação matemática. Desenvolveu a Etnomatemática, um de seus trabalhos mais reconhecidos e que deu origem a várias linhas de estudo.
O evento se encerra amanhã (7) com três conferências e uma mesa plenária. Para mais informações sobre o evento é possível acessar o site ou ir até o evento através do mapa que criamos. 

Veja mais notícias sobre Educação.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quarta, 18 Mai 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/