Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Terça, 19 Janeiro 2021

No Amapá, aulas presenciais na rede pública e privada retornam somente em 2021

volta-as-aulas-com-mascara

O retorno das aulas presenciais na rede pública e particular de ensino amapaense só irá acontecer em 2021. A decisão, ratificada pelo Decreto Estadual nº 3950, de 19 de novembro, segue a recomendação feita pelo Comitê Estratégico para Retomada das Atividades Educacionais Presenciais.

No Amapá, as aulas estão suspensas desde 18 de março. (Foto:Lincoln Ferreira/Seduc-AM)

Durante coletiva de imprensa nesta segunda-feira (23), a Secretária de Educação, Goreth Sousa, reforçou que os estudantes devem continuar recebendo aulas remotas pela Seed.

"A secretaria de Educação está toda organizada para continuar garantindo o ensino remoto aos estudantes através do Portal Aprendizagem em Casa, TV Assembleia, por exemplo, e enviando material impresso para os que não contam com acesso às ferramentas tecnológicas, fazendo com que todos possam concluir os estudos até o final do ano", destacou Goreth Sousa.

A decisão levou em consideração ainda os dados epidemiológicos da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) e Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS). Quanto às escolas particulares e cursinhos preparatórios, ficou definido que podem retornar de forma presencial para as atividades de planejamento do ano letivo de 2021, desde que atentam para os protocolos sanitários.

Suspensas desde 18 de março, as aulas deixaram de ser presenciais e passaram a ocorrer de maneira remota, como parte das medidas adotadas pela gestão estadual a fim de conter a pandemia pelo novo coronavírus. Desde então, os 120 mil estudantes da rede estadual contam com diversas ferramentas para a execução das atividades de forma não presencial.

Aulas remotas

Iniciadas com o apoio de diversos canais para distribuição de conteúdo, como aplicativos e o Escola Virtual do Sistema de Gestão da Educação (SigEduc), as aulas remotas também foram disponibilizadas através do portal Aprendizagem em Casa, desenvolvido pelo Núcleo de Tecnologia Educacional da Secretaria de Estado da Educação (NTE/Seed), que ampliou o uso da plataforma que funciona como um acervo de ferramentas para o ensino não presencial.

Outra novidade foi o início da transmissão de programação educativa pela TV aberta, por meio do sinal digital da TV Assembleia, no final do mês de julho. Desde então, os estudantes passaram a contar com o suporte das atividades televisionadas, também disponíveis pela internet, diretamente pelo portal Aprendizagem em Casa.

Os estudantes que não contam com acesso a recursos tecnológicos, as escolas estão fornecendo kits pedagógicos impressos, com livros didáticos e cadernos de atividades.

Central do Enem

O programa - que oportuniza aos estudantes da rede estadual de ensino mais preparo para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) – passou a disponibilizar vídeos em seu canal no YouTube, além de aulas online pela Sala Virtual do SigEduc.

De acordo com a Seed, com a normalização no fornecimento de energia elétrica no estado, as aulas dos polos online serão retomadas, além de a Secretaria também fortalecer as programações da TV Assembleia voltadas aos conteúdos da Matriz de Referência do ENEM.

Formação de professores e gestores

Em março, as formações voltadas para os professores do Amapá passaram a fazer parte da rotina dos profissionais da rede estadual de ensino, com as transmissões dos webinários da Seed via canal do YouTube da Secretaria de Educação e outras plataformas. Pelo Programa Criança Alfabetizada foram promovidas três formações de professores dos anos iniciais do ensino fundamental (1º ao 5º ano) das redes municipais e estadual.

Funcionamento das escolas

Desde o início da suspensão das aulas presenciais, as 396 unidades escolares da rede estadual seguiram com o funcionamento em regime de escala e a manutenção de atividades essenciais, como a distribuição dos materiais impressos para os estudantes que não possuem conectividade e atendimento à comunidade escolar – com data e horários previamente agendados.

Com a prorrogação do período de suspensão, o atendimento será mantido com o envio de orientações para todas unidades da rede.

Kit Merenda em Casa

O Kit Merenda em Casa é uma estratégia do governo do Amapá criada para dar suporte alimentar aos estudantes da rede pública estadual durante a suspensão das aulas, ocorrido devido a pandemia do coronavírus.

O GEA já promoveu seis etapas de distribuição do Kit aos 120 mil estudantes da rede estadual. O total de investimentos é de R$ 39,8 milhões, provenientes do Tesouro Estadual, na aquisição de 5.874 (cinco mil oitocentos e setenta e quatro) toneladas de alimentos entregues. Esses alimentos compuseram 720 mil kits.

A 7ª etapa deve iniciar no dia 23 de novembro, de acordo com os cronogramas individuais das unidades escolares.

Veja mais notícias sobre CidadesEducaçãoNotícias.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 19 Janeiro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/